Autarquias da Operação Rota Final celebraram contratos de 22 milhões de euros com a Transdev

TRANSDEV

Das 18 autarquias investigadas na Operação Rota Final, 15 delas celebraram contratos com a Transdev. A empresa de transportes recebeu 22 milhões de euros pela prestação de serviços relacionados maioritariamente com passes e transportes escolares.

A Operação Rota Final promoveu várias buscas em 18 autarquias do Norte e do Centro do país. Em causa está uma operação da Polícia Judiciária sobre um alegado esquema fraudulento de viciação de procedimentos de contratação pública.

Agora, segundo avança o jornal Público, 15 das 18 autarquias investigadas tinham contratos com a Transdev, a empresa de transportes que foi uma das visadas das buscas de quarta-feira. Os valores dos contratos atingiam os 22 milhões de euros e baseavam-se principalmente na prestação de serviços relacionados com passes e transportes escolares.

A Câmara Municipal de Barcelos é responsável por uma grande fatia desse dinheiro. Miguel Costa Gomes, um dos principais arguidos da Operação Teia, celebrou 22 contratos com a Transdev desde a sua tomada de posse em 2009. Todos os contratos foram por ajuste direto e, no total, rondaram os 14 milhões de euros.

Além disso, a autarquia barcelense celebrou 12 contratos com a Minho Bus e 11 com a Rodoviária D’Entre o Douro e Minho, duas das 11 empresas detidas pelo grupo Transdev.

Álvaro Amaro, ex-presidente da Câmara da Guarda e agora eurodeputado eleito nas listas do PSD, foi constituído arguido após as buscar de quarta-feira. Na altura em que estava no poder, Amaro foi responsável por grande parte dos 24 contratos que a Câmara Municipal da Guarda assinou com o grupo Transdev, no valor de 966 mil euros e por ajuste direto.

Durante o seu mandato na autarquia, foram celebrados contratos com a Empresas de Transporte António Cunha, a Rodoviária da Beira Interior e a Transdev Interior no valor de 774 mil euros.

De acordo com os dados do Portal Base, Lamego é a segunda autarquia com um maior valor negociado com a Transdev. Foram celebrados seis contratos durante a presidência de Ângelo Moura no valor de 2,74 milhões de euros.

ZAP //

PARTILHAR

3 COMENTÁRIOS

  1. Deviam investigar mais câmaras. Conheço muitas outras onde a Transdev anda.
    Mas pondo de lado a Transdev, investiguem a fundo as autarquias. Estou convicto que isto da Transdev é uma gota num enorme oceano de corrupção. A grande maioria dos autarcas pensa que é dono da câmara, do concelho e do dinheiro. E pior do que isso tendem a agir em conformidade com esta linha de pensamento. Só assim se justifica empregar os familiares e os amigos, fazer obras desnecessárias por valores totalmente absurdos, berrar e rebaixar funcionários, perseguir munícipes que não alinhem com o seu partido… Enfim, o poder local em todo o seu esplendor.

  2. Na minha modesta opinião, haverá uma grande cota de responsabilidade, da administração pública em adiar decisões ou decidir avulso sem ter em conta a vida dos cidadãos, nomeadamente os habitantes dos concelhos servidos pelo “Ramal da Lousã” ( Coimbra Cerpins), deixando a decisão para remediar um problema que seria provisória, para as autarquias, que tem que resolver problemas imediatos, e que se forem pela via dos concursos e face à burocracia da administração…que é de facto sempre penalizado são os cidadãos, nunca os órgãos decisores, esse dizem que fazem tudo o que podem, sem de facto o fazer e arranjam sempre uma desculpa esfarrapada quando os resultados não aparecem.
    Não estou a tomar a defesa de ninguém, pois se se provar que os envolvidos tiram partido, seja ele qual for em proveito próprio em prejuízo dos cidadãos, pois que sejam punidos de forma exemplar, agora acho que existe uma grande cota de responsabilidade por parte da administração central, nomeadamente no que diz respeito aos transportes públicos.

RESPONDER

Bancos querem passar a cobrar por grandes depósitos. Particulares escapam

BCP, Novo Banco e Caixa Geral de Depósitos defendem que é preciso cobrar aos grandes clientes por depósitos de grande dimensão. Particulares e pequenas e médias empresas escapariam desta medida. A ideia foi lançada pelo …

Filho de Bolsonaro já não vai ser embaixador em Washington

O deputado Eduardo Bolsonaro, filho do Presidente do Brasil, anunciou na terça-feira, na Câmara dos Deputados, que desistiu da sua indicação para embaixador do país em Washington, nos Estados Unidos (EUA). Na véspera, Jair Bolsonaro, que …

OE2020. Catarina Martins critica chantagem da Comissão Europeia a cada ano

A coordenadora do Bloco de Esquerda criticou esta terça-feira a chantagem da Comissão Europeia em relação a Portugal repetida a cada legislatura e a cada ano, reiterando a disponibilidade "para negociar um Orçamento do Estado …

Maior parte das escolas não cumprem lei de 2009 sobre a educação sexual

Grande parte das escolas não está a cumprir a lei de 2009 que define como deve ser dada a educação sexual no ensino obrigatório, do 1.º ao 12.º ano de escolaridade. A conclusão surge num relatório …

Pouco poder, mas algum. Deputados únicos podem desencadear revisão da Constituição

Os deputados únicos não têm poder para pedir a votação do programa de Governo, ao contrário dos grupos parlamentares, nem podem sozinhos censurar o Executivo, mas podem desencadear, como qualquer parlamentar, um processo de revisão …

Funcionários públicos esperam entre 100 e 280 dias para se poderem reformar. Processo pode ser acompanhado online

A atribuição das novas pensões de reforma aos funcionários públicos está a demorar, em média, entre 100 a 280 dias - ou seja, entre três e mais de nove meses. A revelação foi feita esta terça-feira, …

"Onde está o Varandas?". Claques não faltaram à vitória do Sporting em hóquei em patins

Apesar das quebras de protocolos, Juventude Leonina e Diretivo Ultras XXI marcaram presença no jogo desta terça-feira de hóquei em patins entre o Sporting e a Oliveirense. Na noite desta terça-feira, o Pavilhão João Rocha foi …

Do azedume às contas do passado. Críticos internos atacam Rio

Depois de Rui Rio ter anunciado esta segunda-feira que se recandidata à liderança do PSD, os críticos internos vieram a público. Acusam-no de querer dividir o partido e ajustar contas com o passado e esperam …

"Acho ridículo que sejam feitas obras, portas ou não", diz Ventura

O CDS que não quer o líder do Chega no meio dos seus deputados e a solução pode mesmo passar por abrir uma porta especial para o deputado. "Acho ridículo", comenta André Ventura. Na última conferência …

Duas vitórias em 14 jogos. Benfica quer travar o calvário da Champions

O Benfica recebe esta quarta-feira o Lyon, estando praticamente obrigado a ganhar para seguir em frente na competição milionária. Apesar de reconhecer a dificuldade, Rúben Dias acredita os encarnados vão voltar aos bons resultados. A …