Autarca de Mação diz que situação é “extremamente preocupante”

Nuno André Ferreira / Lusa

Perto de 20 mil hectares já terão ardido no concelho de Mação, no distrito de Santarém, afirmou esta quarta-feira o vice-presidente da Câmara Municipal, referindo que há “cinco a sete casas” de primeira habitação destruídas.

A área ardida corresponde a quase 50% da área total do concelho, sublinhou António Louro.

A sede do concelho de Mação pode ser confrontada “nas próximas horas” com uma das três frentes do fogo que começou no concelho da Sertã, disse o vice-presidente do município, sublinhando que a situação é “extremamente preocupante”.

A madrugada “não ajudou o suficiente” no combate às chamas, mantendo-se três frentes que lavram em Mação, ameaçando a sede de concelho e as aldeias de Santos, Aldeia de Eiras, Castelo e São José das Matas, afirmou aos jornalistas o vice-presidente da autarquia (PSD).

Segundo o vice-presidente do município de Mação, também algumas dezenas de casas de segunda habitação ficaram destruídas, bem como vários anexos, palheiros e equipamentos.

No entanto, refere o Observador, a comandante da Proteção Civil, Patrícia Gaspar, apresenta uma versão diferente e diz que a situação esta manhã “está mais tranquila, mais estabilizada”.

A responsável referiu ainda que se espera para esta quarta-feira um “dia semelhante ao de ontem”, com vento e temperaturas altas. Todos os distritos de Portugal, à exceção de Porto, Viana e Braga, estão sob alerta laranja.

“Houve ministros que não fizeram o seu trabalho”

“Normalmente, a imprensa valoriza o incêndio como o grande dia da tragédia. Em territórios em que a floresta é a principal fonte de riqueza, este é só o primeiro dia dos próximos 30 anos de falta de rendimento, de falta de atividade económica, de famílias com dificuldades económicas”, vincou António Louro.

Para o autarca, a tragédia vai continuar a acontecer “nas próximas três décadas em Mação”.

O incêndio que lavra no concelho significa “semear pobreza, semear falta de rendimento, semear abandono do território, semear desertificação” e isso, assegurou, “vai-se sentir nos próximos 30 anos”.

O vice-presidente, que falava aos jornalistas no posto de comando (situado perto da GNR de Mação), referiu que várias aldeias foram evacuadas ao longo dos últimos dias, levando à retirada de “centenas de pessoas”, mas não soube referir em concreto quantas localidades foram evacuadas ou quantas pessoas é que foram retiradas até ao momento.

As frentes de incêndio continuam “bastante perigosas e bastante significativas em comprimento”, sendo que num concelho com 122 aldeias, “há sempre uma ou duas” que acabam por estar em risco, explanou António Louro.

Segundo o autarca, os meios necessários “finalmente chegaram”, apesar de considerar que “é evidente” que os reforços chegaram demasiado tarde.

“Os meios que tivemos hoje não estiveram cá no domingo quando precisávamos deles, não estiveram cá na segunda quando precisávamos deles, nem estiveram cá na terça-feira quando precisávamos deles”, criticou o vice-presidente, considerando que as próximas horas vão ser “longas” e “preocupantes”.

O autarca lançou ainda duras críticas aos últimos Governos, afirmando que desde os últimos incêndios no concelho, tudo fizeram para pedir ajuda a ministros e secretarias de Estado da floresta, mas “houve ministros que não fizeram o seu trabalho, houve gente que não soube dar resposta” e, por isso, “o resultado está aí”.

ZAP // Lusa

PARTILHAR

1 COMENTÁRIO

  1. O Senhor Presidente da Câmara de Mação devia ter pensado em tudo inquérito disse antes de o incêndio ter começado. E por exemplo devia ter obrigado os proprietários a limpar os terrenos e a plantar outras espécies de árvores, que não o incendiário eucalipto . Começo a não ter paciência para tanta ignorância …

RESPONDER

Júlio Isidro recebe Medalha de Mérito Cultural

O Governo atribuiu a Medalha de Mérito Cultural ao locutor e apresentador de televisão Júlio Isidro, realçando o “inestimável trabalho de uma vida dedicada” ao audiovisual. A entrega da Medalha de Mérito Cultural foi feita, num …

EUA. Mulher é detida após tentar construir uma bomba numa loja da Walmart

Uma norte-americana foi detida numa loja da Walmart, na Florida, Estados Unidos (EUA), após tentar construir uma bomba dentro do estabelecimento comercial. A mulher, que tinha uma criança consigo, foi identificada pelo segurança quando andava sem …

Simeone reitera confiança em João Félix. "Acreditamos totalmente nele"

O técnico do Atlético de Madrid, Diego Simeone, voltou a falar de João Félix esta sexta-feira, reiterando toda a confiança no avançado de 20 anos. "A Supertaça foi mais um passo de experiência para um rapaz …

Ensino Superior com mais concursos para professores em 2019

As instituições de Ensino Superior abriram, em 2019, mais 948 concursos para a carreira docente do que em 2018, anunciou, esta quinta-feira, o Ministério da Ciência, Tecnologia e Ensino Superior. De acordo com uma nota do …

Paulo Gonçalves. Seguradoras atrasam autópsia e trasladação do corpo para Portugal

Paulo Gonçalves faleceu no domingo, aos 40 anos, na sequência de uma queda sofrida ao quilómetro 273 da sétima de 12 etapas do Rali Dakar. Exigências das seguradoras quanto a despistes toxicológicos ao corpo de Paulo …

Estivadores vão fazer greve em Setúbal e ameaçam fazer o mesmo em Lisboa

O Sindicato dos Estivadores e Atividade Logística (SEAL) revelou esta sexta-feira que vai entregar já na segunda-feira um pré-aviso de greve no Porto de Setúbal e ameaça fazer o mesmo no Porto de Lisboa. “Os trabalhadores …

Segundo maior diamante transforma-se em joias Louis Vuitton

Depois de cortado e polido, o segundo maior diamante da história será transformado numa coleção de joias da Louis Vuitton. A Lucara Diamond encontrou o diamante Sewelo, de 1.758 quilates, na sua mina do Botswana, no …

Filho do presidente da Câmara de Pedrógão Grande "sem memória" no caso da reconstrução de casas

O adjunto do presidente da Câmara de Pedrógão Grande, Telmo Alves, que também é filho do autarca, disse em Tribunal que desconhece o processo de reconstrução das casas ardidas no incêndio no concelho, em 2017, …

Joacine não está inscrita no congresso do Livre

De acordo com o semanário Expresso, a deputada única do Livre não se inscreveu na reunião magna do partido, que se realiza este fim de semana, em Lisboa. A deputada do Livre, Joacine Katar Moreira, e …

"Há condições para avançar" com o alargamento da ADSE

"Há condições para avançar" com o alargamento da ADSE aos contratos individuais do Estado e aos precários regularizados no PREVPAP, disse Alexandra Leitão, esta sexta-feira, no Parlamento. A ministra da Modernização do Estado e da Administração …