Reunião do Infarmed: Aumento de testes não justifica todos os casos

António Pedro Santos / Lusa

Os epidemiologistas contrariaram a tese defendida pelo primeiro-ministro e sublinharam que o aumento de testes não explica todos os casos, defendendo que o problema é real.

António Costa tem defendido, várias vezes, a tese de que o aumento de casos na região de Lisboa e Vale do Tejo se deve ao aumento da capacidade de testagem. No entanto, na reunião quinzenal do Infarmed, os epidemiologistas mostraram muitas reservas a este argumento, defendendo que o aumento de testes não justifica todos os casos.

Segundo o Expresso, os especialistas deixaram claro que o problema é real, que o número médio de internados aumentou, que o número de pessoas em cuidados intensivos também e que a região pode estar a iniciar uma segunda onda de contágios.

Uma fonte que esteve presente na reunião contou ao matutino que “os especialistas acabaram por desmentir o primeiro-ministro“, ainda que “de forma elegante”. “O ambiente não foi o melhor depois das intervenções de Baltazar Nunes [Escola Nacional de Saúde Pública] e Rita Sá Machado [Direção-Geral de Saúde]”, revelou outra fonte.

Na reunião, foi revelado outro dado importante: por cada 28 testes realizados, Portugal regista um caso positivo, o que coloca o país entre os piores da Europa a 27. Além disso, desde maio, existe um aumento médio constante de internamentos e de internamentos em cuidados intensivos na região.

Os epidemiologistas indicaram que existiu uma diminuição no número de testes realizados nos últimos 15 dias, mas atribuíram essa diminuição aos feriados. Este dado reforça a notícia avançada na terça-feira pelo Negócios, que dá conta de que, segundo os dados oficiais divulgados pelas autoridades de saúde, o número médio de testes de diagnóstico de covid-19 realizados diariamente caiu 24% desde o início da reabertura da economia.

À saída da reunião, Marcelo Rebelo de Sousa desdramatizou a situação, garantindo que está controlada. “Temos adotado a metodologia da verdade. Não escondemos números”, disse.

Na reunião, o Presidente perguntou se os novos casos podem ser de população trabalhadora que nunca chegou a confinar e que a situação só se conheceu por causa dos testes entretanto realizados. Costa acompanhou a ideia do Presidente, mas só com mais estudos será possível apurar o que se passou.

A região de Lisboa e Vale do Tejo continua a ser o foco da maior preocupação com o surgimento de mais surtos. O R situa-se em 1,08, com algumas variações, e a verdade é que nem mesmo os técnicos de saúde souberam avançar com explicações concretas sobre o aumento de contágios registado.

O comportamento dos jovens foi afastado como principal fator de transmissão. A coabitação, os locais de trabalho e as situações sociais dos doentes foram apontadas como as principais razões do aumento de casos.

Foi ainda reconhecido que existe já alguma pressão sobre os hospitais, mas o Centro Hospitalar Universitário de Lisboa Central, por exemplo, só tem um taxa de ocupação de 25% para doentes covid-19. A situação, sustentou Marcelo, não está “descontrolada”, mas é preciso travar a progressão do vírus na região.

ZAP //

PARTILHAR

1 COMENTÁRIO

  1. Estes dois andam mt bem combinados é por isso que AC apoia a recandidatura dele, pudera senão fosse o Marcelo o AC já não era PM ha mt tempo. O PR deita-lhe SEMPRE a manta. Porque será?? Os politicos são o pior que existe na humanidade. Só o cego é que não quer ver que os nrs da região de Lisboa são assustadores e vão infetar o país TODO… mas no final não vão ser eles…

RESPONDER

Cidade japonesa acaba de proibir a utilização de telemóveis enquanto se caminha

A cidade japonesa de Yamato acaba de aprovar uma proposta de lei que proíbe as pessoas de utilizarem telemóveis enquanto caminham. A cidade, localizada num subúrbio de Tóquio, entende que os telemóveis são um risco …

MIT apagou base de dados popular que ensinou IA a ser racista e sexista

O Instituto de Tecnologia de Massachusetts (MIT), nos Estados Unidos, viu-se obrigado apagar uma base de dados de treinamento de Inteligência Artifical (IA) depois de esta ensinar vários algoritmos a usar insultos racistas e sexistas. …

Escola Básica e fábrica de Paços de Ferreira encerradas, com nove casos positivos

A Escola Básica n.º 2 e a Fábrica de Lacados Abrelac, em Paços de Ferreira, Porto, foram encerradas após diagnosticados nove casos de covid-19 para “prevenção” e para “interromper as cadeias de transmissão”, disseram hoje …

Mais nove mortes e 328 casos confirmados em Portugal

Portugal regista hoje mais nove óbitos por covid-19, em relação a sábado, e mais 328 casos de infeção confirmados, dos quais 254 na região de Lisboa e Vale do Tejo, segundo os dados da Direção-Geral …

Cientistas criam miniatura de ondas de choque de supernovas (e quase desvendam um mistério)

Esta versão em miniatura das ondas de choque das supernovas pode ter ajudado os cientistas a chegar muito perto da resolução de um antigo mistério cósmico. Uma equipa de investigadores do Departamento de Energia do Centro …

Na Indonésia, são os recém-licenciados quem mais vai sofrer com o impacto económico da covid-19

A covid-19 continua a desacelerar a economia na Indonésia e pode causar graves impactos nos recém-licenciados que entram no mercado de trabalho pela primeira vez. Na Indonésia, o crescimento económico diminuiu para 2,97% durante o primeiro …

Mudanças climáticas ameaçam 60% das espécies de peixes do mundo

Uma nova investigação levada a cabo por cientistas do Instituto Alfred Wegener, na Alemanha, sugere que as mudanças climáticas podem destruir mais espécies de peixes do que se pensavam anteriormente. Se as temperaturas globais subirem …

Engenheiros desenvolvem célula de combustível duas vezes mais eficiente do que a de hidrogénio

Uma equipa de engenheiros da Universidade de Washington, nos Estados Unidos, desenvolveu um novo processo para uma célula de combustível que funciona com o dobro da tensão das células a combustível tradicionais de hidrogénio. O novo …

Preços das bebidas concertados durante anos. Seis supermercados sob suspeita de cartel

Seis grupos de distribuição alimentar e dois fornecedores de sumos, vinhos e outras bebidas, foram acusados pela Autoridade da Concorrência de concertarem preços durante vários anos em prejuízo do consumidor. "Após investigação, a Autoridade da Concorrência, …

Sindicato denuncia mobilização forçada de médicos para tratar surto de Reguengos de Monsaraz

O Sindicado dos Médicos da Zona Sul (SMZS) denunciou hoje o que diz ser uma “mobilização forçada de médicos” pela Administração Regional de Saúde (ARS) do Alentejo para o combate ao surto de covid-19 de …