Aumento do salário mínimo de 850 euros “é um perfeito absurdo”

Pedro Nunes / Lusa

António Saraiva, presidente da CIP – Confederação Empresarial de Portugal

A CGTP e o PCP deixaram uma mensagem clara no 1º de maio: querem o aumento do salário mínimo nacional para 850 euros. Mas não definiram um horizonte temporal para a negociação do mesmo.

O presidente da Confederação Empresarial de Portugal é taxativo: “Se a reivindicação é no imediato é perfeitamente absurdo”. Em declarações ao ECO, António Saraiva sublinha que “um aumento de 42% do salário mínimo é um absurdo, que não é possível considerar”.

Mas como CGTP e PCP não fizeram qualquer referência em termos de tempo, o patrão dos patrões considera que tudo pode ser “razoável”, com “alguma calendarização do período”, à semelhança do que aconteceu com o aumento do salário mínimo de 600 euros ao longo da atual legislatura.

António Saraiva defende que “a política salarial das empresas deve ser consentânea com o crescimento económico, com a inflação, com a produtividade e deve ser discutida em sede própria, quer seja no âmbito da concertação social ou através da negociação coletiva”. “É com este referencial que a política salarial deve ser discutida e tentar encontrar valores adequados”, acrescentou.

O presidente da CIP sublinha ainda o “irrealismo” da reivindicação da CGTP tendo em conta que “o Executivo acabou de rever em baixa as previsões de crescimento económico, de investimento e até já houve momentos em que os ganhos de produtividade foram negativos”.

De acordo com o Programa de Estabilidade, a economia nacional já não vai crescer 2,1% como inicialmente previsto, mas 1,9%. Ainda assim, esta meta é bastante mais otimista face às previsões das restantes instituições internacionais e do próprio Banco de Portugal que apontam para um crescimento de 1,7%. O Concelho das Finanças Públicas  é ainda mais pessimista, apontando para um crescimento de 1,6%.

Apesar de o Executivo ter vindo a valorizar os bons resultados dos primeiros meses do ano, num contexto de revisão em baixa do crescimento na zona euro, António Saraiva lembra que a situação não é idêntica para todas as empresas.

“O turismo e reabilitação de edifícios e todas as atividades conexas como a restauração ou o comércio têm trazido uma lufada de recuperação dos anos de dificuldades. Mas isto não é verdade para todos os setores”, alerta.

“O crescimento da atividade é um sinal de confiança, um fator fundamental em qualquer economia, mas a confiança está a arrefecer“, sublinha o presidente da CIP. Na indústria transformadora, o indicador de confiança da diminuiu entre janeiro e abril, retomando o movimento descendente iniciado em janeiro de 2018.

Tendo em conta que “a carga fiscal para as empresas não baixou, nem houve melhoria das margens de lucro”, António Saraiva rejeita a proposta da CGTP que considera “demagógica” e que “não se baseia na realidade mas em pura ideologia política”.

ZAP //

PARTILHAR

5 COMENTÁRIOS

  1. E um parasita como este Saraiva ganhar o que ganha sem produzir nada, é o quê?!
    No mínimo, absurdo ao cubo!…
    Será que ele já pagou o que deve da sua Metalúrgica?

  2. Só se fala no aumento do salário mínimo (que na verdade é uma desgraça), mas nos outros salários (e não falo nos salários imorais que certos grupos como os médicos, professores, etc. têm!) nada se fala.
    Qualquer dia temos os empregado de uma linha de montagem ganhar tanto (ou mais dado que só tem que trabalhar 8 horas por dia!) como os responsáveis de produção (que fazem noitadas e são os que levam por tabela se algo corre mal!).
    Depois, esta mão de obra especializada acaba por não querer fazer nada (pois não existe motivação!) ou emigrar…

  3. O trabalho de quem ganha o smn é assim tão mau que mereça estar no limiar da pobreza? Os patrões acham que é trabalho da caca que não dá lucro e não deve ser valorizado. Grandes empresas lucrativas pagam o smn. 1/5 dos salários são smn e muitos pouco acima. É muita caca feita ao fim de um mês. E se existissem cotas de atribuição do smn em função dos resultados líquidos das empresas? Não seria mais justo e socialista?

  4. E contra. Pois ele twm os bolsos cheios ele como todos os outros deputados e presidentes. Mas nos e que enchemos os bolsos a eles. E ainda acham que nao e justo.
    O que nao e justo w trabalharmos 8h debaixo de sol e chuva e horas em fim em pé sem poder descansar twr patroes exigentes para termos um ordenado de 600 e poucos euros.
    Vaiam mamar agente e que faz o dinheiro pa voxes viverem. Um absudo e o que voces arrecebem e nao fazem ponta de um corno. So viajar passear boas casas bons carros. E uma pesska que trabalha a vida inteira ainda tem que sofrer patroes mal diapostos e trabalhar sem parar arreceber uma mwrda e pessoas com pogramas a receber 500 euros a fazer 8h de servico. Isso e q e justo. Vaiam apanhar onde as galinhas apanham.

  5. Metam menos nos bolsos e ajudem mais ao povo deste país (aos que trabalham e não aos que vivem de rendimentos!), que este é o vosso dever !!

RESPONDER

Número de Câmaras que devolvem parte do IRS duplicou numa década

O número de Câmaras Municipais que dão desconto no IRS aos munícipes, ao abrigo do Regime Financeiro das Autarquias locais, duplicou em dez anos. O número de Câmaras Municipais a efetuar descontos no IRS a favor …

"Melhor treinador de todos os tempos". Mourinho vai receber prémio na Web Summit

A Web Summit anunciou, esta terça-feira, que o treinador de futebol português vai ser premiado com o "Web Summit Innovation in Sport", durante o evento que decorre online entre 2 e 4 de dezembro. Em comunicado …

Afinal, novo apoio social vai chegar a 250 mil trabalhadores e custar 633 milhões de euros

As negociações do Governo com a esquerda levaram a alterações no novo apoio social, que deverá abranger mais 80 mil pessoas do que inicialmente estava previsto.  O novo apoio social previsto na proposta de Orçamento do …

Geringonça açoriana. PSD pondera ligação com CDS, PPM e Chega (e o PAN é o centro da disputa)

PSD leva em conta "casamento" político com CDS e PPM e estes podem ser opção para o executivo regional. Os sociais-democratas e os socialistas disputam o PAN. Após as eleições nos Açores, que se realizaram no …

"Dei-te quase tudo." PS dedica música ao Bloco, mas não vai em cantigas

"Dei-te quase tudo e quase tudo foi demais." A dedicatória do deputado socialista João Paulo Pedrosa resume a relação tensa do Governo com o Bloco de Esquerda. Sem acordo, parte das propostas no Código de …

Cristiano Ronaldo está a ser investigado em Itália por causa da covid-19

O ministro do Desporto de Itália, Vincenzo Spadafora, anunciou que está em curso uma investigação para "provar" que Cristiano Ronaldo quebrou o protocolo sanitário no âmbito da pandemia de covid-19. Em causa está o facto …

PEV vai abster-se na votação do Orçamento do Estado na generalidade

O Partido Ecologista "Os Verdes" junta-se ao PCP e ao PAN na abstenção da votação da proposta de Orçamento do Estado para 2021, cuja aprovação já está garantida. De acordo com o deputado José Luís Ferreira, …

Ovar volta a ativar Plano de Emergência Municipal

A Câmara Municipal de Ovar reativou o Plano Municipal de Emergência da Proteção Civil face ao aumento do número de casos de covid-19. Salvador Malheiro, decidiu ativar o Plano Municipal de Emergência, a partir das 00:00 …

Crocodilos africanos viveram em Espanha há seis milhões de anos

Há milhões de anos, várias espécies de crocodilos habitaram a Europa. Contudo, era improvável que crocodilos do género Crocodylus - de origem africana - tivessem vivido na bacia do Mediterrâneo. Os vestígios encontrados nas regiões …

Bernardo Silva arrasa Vieira (e Jesus e Rui Costa atiram-se ao jogador)

Na antecâmara das eleições para a presidência do Benfica, Bernardo Silva, ex-futebolista encarnado, apela a uma "mudança" e deixa duras críticas à presidência de Luís Filipe Vieira. Por outro lado, Rui Costa, que integra a …