Aumenta o número de queixas de clientes defraudados com excursões

Andrew E. Larsen / Flickr

-

A DECO detectou um aumento no número de pedidos de informação e reclamações de consumidores que se sentiram enganados com vendas em excursões organizadas, alerta a associação esta quinta-feira.

“Ao longo dos últimos meses, a DECO verificou um aumento do número de reclamações de consumidores defraudados com algumas compras realizadas no decorrer de excursões organizadas”, refere a Associação para a Protecção dos Direitos do Consumidor, numa nota informativa.

Desde o final de 2013 até à data actual, os serviços da associação receberam mais de 200 pedidos de informação e queixas de pessoas que tinham adquirido produtos no âmbito de viagens organizadas, muitas das quais com intenção de renunciarem a essas compras, mas sem sucesso, indicou à Lusa uma jurista da DECO, Ana Martins.

Em causa estão viagens realizadas a preços reduzidos, quase sempre a Espanha, nas quais os clientes se comprometem a assistir a sessões de vendas, mas sem obrigação de fazer compras. “No entanto, como estas acções são agressivas, muitas vezes as pessoas acabam por adquirir todo o tipo de produtos”, explicou a mesma responsável.

O problema surge quando os clientes se comprometem a pagar montantes elevados, muitas vezes através de contratos de crédito ou cheques pré-datados, e mais tarde fazem contas e percebem que não têm condições para cumprir. Ou então quando comparam a qualidade dos produtos e entendem que não justifica o preço, acrescenta a DECO.

No entanto, quando estes consumidores contactam a empresa responsável pelas vendas para denunciarem o contrato no prazo legal de 14 dias após a assinatura ou a recepção dos produtos, ficam sem resposta. “Acreditamos que este aumento do número de reclamações, que atingiu um pico no último Verão, está muito relacionado com a crise e também com o encerramento de muitas destas empresas”, sublinha a jurista.

Entre os clientes que contactaram a DECO neste último ano inclui-se o caso de um consumidor que tinha adquirido uma excursão a Espanha pelo valor de 50 euros, mas durante a viagem se comprometeu a fazer compras no valor de 1.970 euros. Entre os produtos adquiridos estavam um fogareiro, dois colchões de cama, um aspirador e uma panela de pressão, entre outros bens, mostra a cópia do contrato a que a Lusa teve acesso.

No entanto, quando este cliente tentou contactar a empresa em causa para renunciar à compra e pedir os 400 euros já pagos como sinal, poucos dias após a excursão, os números de contacto estavam desactivados.

Grande parte das reclamações que chegaram à DECO têm como alvo as empresas Terra Nostra, À Portuguesa e Alentejana, esta última a trabalhar em parceria com a agência de viagens Bem Bolado. Destas três, a À Portuguesa e a Terra Nostra fecharam e “as pessoas ficaram sem saber para onde se podem virar”, relata Ana Martins.

No entanto, a mesma responsável acredita que no mercado português “existem muitas mais empresas do mesmo género” e por isso apela aos consumidores para que estejam atentos quando adquirem uma destas excursões.

/Lusa

PARTILHAR

RESPONDER

Hotel condenado a pagar 19 milhões por discriminação religiosa a funcionária despedida

Quando foi contratada pelo hotel Conrad, Marie Jean fez um acordo: não trabalharia ao domingo, para cumprir os seus compromissos religiosos na igreja Bethel Baptist. Marie Jean Pierre era uma imigrante a tentar ganhar a vida …

"Alpinista de biquiní' morre de hipotermia após queda em desfiladeiro

Famosa pelos seus passeios em biquíni pelas montanhas, Gigi Wu caiu de um desfiladeiro e morreu de hipotermia no Parque Nacional Yu Shan, em Taiwan. Gigi Wu, de 36 anos, apelidada de "alpinista de biquíni" pelos …

Crimes de Vale e Azevedo no Benfica prescreveram

O Tribunal da Relação de Lisboa considerou prescritos os crimes de que o ex-presidente do Benfica João Vale e Azevedo estava acusado, relativos ao desvio de dinheiro dos direitos televisivos do clube, disse esta terça-feira …

Suspensão de voos em Gatwick devido aos drones custou quase 17 milhões à easyJet

A transportadora aérea easyJet informou que os custos devido à suspensão da operação em Gatwick, um dos aeroportos que serve Londres, devido à presença de drones, chegou quase aos 17 milhões de euros. Em comunicado enviado …

Passageiro alcoolizado desviou um avião na Rússia

Um avião de passageiros que voava da Sibéria para Moscovo foi desviado por um passageiro que alterou a rota prevista, obrigando-o a aterrar no Afeganistão. O homem estaria alcoolizado e já foi detido. A Associated Press, …

Santana desafia partidos a falar sobre coligações antes das legislativas

O presidente do partido Aliança, Pedro Santana Lopes, desafiou os líderes partidários a dizerem antes das eleições legislativas deste ano se querem alguma coligação pós-eleitoral e com que partidos. Uma coligação pré-eleitoral dos partidos do centro-direita …

Polícia prende cinco suspeitos da morte de Marielle

A operação Os Intocáveis, desencadeada nesta manhã em áreas controladas por milícias do Rio de Janeiro, prendeu cinco suspeitos do envolvimento nos assassinatos da vereadora Marielle Franco e do motorista Anderson Gomes. São integrantes de uma …

Centeno não estará no próximo Governo "para não ter de gerir as consequências" das políticas adotadas

Daniel Bessa, antigo ministro da Economia de António Guterres, alerta que as contas públicas estão "por arames", considerando que Mário Centeno, que lidera a pasta das Finanças no atual Executivo socialista, não fará parte de …

Cientista que criou bebés geneticamente modificados foi despedido

O cientista chinês He Jiankui, que anunciou a criação da primeira modificação genética de bebés, foi acusado pelo Governo chinês de driblar a fiscalização e de quebrar as diretrizes em busca de fama e fortuna. Esta …

Autarca que engoliu prova começa a ser julgado (com actores chamados a tribunal)

O antigo-vice-presidente da Câmara de Portimão, Luís Carito, começa nesta terça-feira a ser julgado, depois de ter engolido uma alegada prova dos crimes relacionados com o projecto que visava tornar a cidade algarvia na "Meca …