Governo de Costa queria conhecer a auditoria. Agora, Centeno recusa divulgá-la

Mário Cruz / Lusa

O Executivo de António Costa tinha “muita curiosidade” em conhecer a auditoria à ação do Banco de Portugal na resolução do BES, quando Mário Centeno ainda integrava o Governo. Agora, o Banco de Portugal recusa divulgar o documento.

Num debate quinzenal, em resposta a Catarina Martins, António Costa assumiu que o Governo tinha muita curiosidade em conhecer a auditoria à ação do Banco de Portugal (BdP) na resolução do BES. Na altura, o primeiro-ministro contava com Mário Centeno à cabeça da pasta das Finanças.

Agora, enquanto governador do Banco de Portugal, Mário Centeno recusa divulgar esse mesmo relatório. Segundo o Expresso, a recusa chegou ao Bloco de Esquerda esta quarta-feira, numa carta assinada por José Queiró, secretário-geral do BdP, que adiantou que o documento não pode ser revelado porque se encontra “sujeito a dever de segredo“.

A missiva aponta ainda que a violação desta norma implicaria uma violação no Código Penal, pelo que “o Banco de Portugal encontra‐ se impedido de proceder ao envio”.

A carta é uma resposta a um requerimento enviado pelo BE no final de julho, que exigia a divulgação dos resultados da auditoria interna à atuação do próprio regulador na resolução do BES.

O Bloco de Esquerda argumentou que, ao contrário da posição de Carlos Costa – que defendia que a auditora era “um documento interno, para uso interno, pedido pelo governador” -, Mário Centeno deveria manter a posição do Governo que integrou e revelar o documento.

A autoridade que decidiu a resolução bancária do BES foi o Banco de Portugal. Dado que a  resolução do BES foi experimental, os partidos têm insistido na tentativa de perceber como é que o próprio banco viu a sua atuação naquele caso, mas sem sucesso.

PS admite comissão de inquérito ao Novo Banco

Depois de o Bloco ter dito que iria propor uma comissão de inquérito ao Novo Banco, foi a vez do PS seguir o mesmo caminho. “O PS pondera propor um inquérito parlamentar” ao Novo Banco, disse João Paulo Correia, coordenador dos socialistas na comissão parlamentar de Orçamento e Finanças, ao Expresso.

Para que o processo avance, é preciso acabar de estudar o relatório de auditoria que chegou aos deputados. “Essa ponderação tem a ver com a análise detalhada da auditoria que ainda está a decorrer”, acrescentou o deputado. Contudo, falta ainda conhecer as partes que foram classificadas como confidenciais e receber do Governo a “chave de descodificação” quer permitirá aos deputados ligar credores a créditos.

O PS não quer que a comissão de inquérito se concentre apenas no período do Novo Banco, mas que vá ao período de Ricardo Salgado enquanto presidente do BES, avança ainda o semanário. João Paulo Correia referiu ainda que 90% das perdas de quatro mil milhões do banco ocorreram ainda antes de este ser resolvido pelo Banco de Portugal.

“Tem de ter um objeto mais amplo, que recue ao tempo do BES. É importante analisar a resolução e a venda de 2015”, rematou.

ZAP //

PARTILHAR

9 COMENTÁRIOS

  1. O desgoverno não queria saber ou até talvez já saiba. É tudo poeira para os olhos do Zé Pagante e Zé Votante. O Costa e sua pandilha andavam derretidos para meter o cativador no B. P. Eles lá sabiam porquê. Nunca vi gente tão falsa na minha vida.

  2. Auditoria???? Como é que se pode esperar algo de verdadeiramente esclarecedor da investigação feita por uma entidade como a Deloitte que assessorou o Novo Banco? E quem é que paga esta fantochada? E onde está o relatório secreto que o governador do Banco de Portugal se recusou a entregar?

RESPONDER

Rússia "desconectada com sucesso" da Internet mundial em nova ronda de testes

A Rússia se "desconectou com sucesso" da rede mundial de Internet durante novos testes da sua tecnologia 'RuNet', informou o site de notícias RBC. De acordo com o site, que cita fontes não identificadas no setor …

Depois das cheias, Alemanha tem outra luta em mãos: limpar montanhas de lixo

Foram as cheias mais devastadoras da Alemanha nos últimos 60 anos, mas os problemas não acabaram com as chuvas. O país terá agora de lidar com montanhas de lixo, frigoríficos estragados e carros destruídos, amontoados …

Síndrome de Guillain-Barré apontada como efeito "muito raro" na vacina da Janssen

Infarmed justifica a decisão com os resultados da investigação feita pela Agência Europeia do Medicamento, iniciada após os reguladores norte-americanos terem dado o alerta para o "risco acrescido de se desenvolver uma condição neurológica rara …

Presidenciais. Tweets de Sara Sampaio e Barroco de Melo motivam abertura de inquérito no MP

Sara Sampaio e Eduardo Barroco de Melo fizeram publicações no Twitter, durante o período de reflexão para as últimas presidenciais, que serão agora investigadas pelo Ministério Público (MP). O Ministério Público (MP) abriu um inquérito para …

2,5% da população respondeu "não" ao SMS de agendamento

O coordenador do plano de vacinação contra a covid-19 revelou hoje que, no total, 2,5% da população respondeu ‘não’ à mensagem recebida para agendar a vacina e, quando houve mais filas, 2,7% faltaram à marcação. Henrique …

El Salvador pede prisão de ex-Presidente Salvador Sánchez Cerén por corrupção

Promotores de El Salvador emitiram um mandado de prisão contra o ex-Presidente Salvador Sánchez Cerén sob a acusação de peculato, lavagem de dinheiro e enriquecimento ilícito. O procurador-geral Rodolfo Delgado disse na quinta-feira que as acusações …

Presidente chinês faz rara e discreta visita ao Tibete

O Presidente chinês fez uma rara visita ao Tibete, numa altura em que as autoridades reforçam o controlo sobre a cultura budista tradicional e impulsionam o desenvolvimento económico e modernização das infraestruturas da região dos …

Casinos em concelhos de risco elevado e muito elevado podem abrir a partir de sábado

Casinos, bingos e estabelecimentos similares localizados em concelhos de risco elevado e muito elevado podem funcionar a partir de sábado, tendo os clientes que apresentar certificado digital ou teste negativo. A medida consta de um despacho …

EMA aprova uso da vacina da Moderna para jovens entre os 12 e 17 anos

A Agência Europeia do Medicamento (EMA) aprovou, esta sexta-feira, a administração da vacina da Moderna em jovens dos 12 aos 17 anos. Foi aprovada a administração da vacina da Moderna para jovens menores de idade. A …

Dizer que MAI autorizou festejos do Sporting é "delírio"

Esta sexta-feira, no Funchal, o ministro da Administração Interna, Eduardo Cabrita, voltou a distanciar-se do modelo adotado pelo Sporting para os festejos do campeonato. Os festejos do Sporting, do passado dia 11 de maio, não cumpriram …