Governo de Costa queria conhecer a auditoria. Agora, Centeno recusa divulgá-la

Mário Cruz / Lusa

O Executivo de António Costa tinha “muita curiosidade” em conhecer a auditoria à ação do Banco de Portugal na resolução do BES, quando Mário Centeno ainda integrava o Governo. Agora, o Banco de Portugal recusa divulgar o documento.

Num debate quinzenal, em resposta a Catarina Martins, António Costa assumiu que o Governo tinha muita curiosidade em conhecer a auditoria à ação do Banco de Portugal (BdP) na resolução do BES. Na altura, o primeiro-ministro contava com Mário Centeno à cabeça da pasta das Finanças.

Agora, enquanto governador do Banco de Portugal, Mário Centeno recusa divulgar esse mesmo relatório. Segundo o Expresso, a recusa chegou ao Bloco de Esquerda esta quarta-feira, numa carta assinada por José Queiró, secretário-geral do BdP, que adiantou que o documento não pode ser revelado porque se encontra “sujeito a dever de segredo“.

A missiva aponta ainda que a violação desta norma implicaria uma violação no Código Penal, pelo que “o Banco de Portugal encontra‐ se impedido de proceder ao envio”.

A carta é uma resposta a um requerimento enviado pelo BE no final de julho, que exigia a divulgação dos resultados da auditoria interna à atuação do próprio regulador na resolução do BES.

O Bloco de Esquerda argumentou que, ao contrário da posição de Carlos Costa – que defendia que a auditora era “um documento interno, para uso interno, pedido pelo governador” -, Mário Centeno deveria manter a posição do Governo que integrou e revelar o documento.

A autoridade que decidiu a resolução bancária do BES foi o Banco de Portugal. Dado que a  resolução do BES foi experimental, os partidos têm insistido na tentativa de perceber como é que o próprio banco viu a sua atuação naquele caso, mas sem sucesso.

PS admite comissão de inquérito ao Novo Banco

Depois de o Bloco ter dito que iria propor uma comissão de inquérito ao Novo Banco, foi a vez do PS seguir o mesmo caminho. “O PS pondera propor um inquérito parlamentar” ao Novo Banco, disse João Paulo Correia, coordenador dos socialistas na comissão parlamentar de Orçamento e Finanças, ao Expresso.

Para que o processo avance, é preciso acabar de estudar o relatório de auditoria que chegou aos deputados. “Essa ponderação tem a ver com a análise detalhada da auditoria que ainda está a decorrer”, acrescentou o deputado. Contudo, falta ainda conhecer as partes que foram classificadas como confidenciais e receber do Governo a “chave de descodificação” quer permitirá aos deputados ligar credores a créditos.

O PS não quer que a comissão de inquérito se concentre apenas no período do Novo Banco, mas que vá ao período de Ricardo Salgado enquanto presidente do BES, avança ainda o semanário. João Paulo Correia referiu ainda que 90% das perdas de quatro mil milhões do banco ocorreram ainda antes de este ser resolvido pelo Banco de Portugal.

“Tem de ter um objeto mais amplo, que recue ao tempo do BES. É importante analisar a resolução e a venda de 2015”, rematou.

ZAP //

PARTILHAR

9 COMENTÁRIOS

  1. O desgoverno não queria saber ou até talvez já saiba. É tudo poeira para os olhos do Zé Pagante e Zé Votante. O Costa e sua pandilha andavam derretidos para meter o cativador no B. P. Eles lá sabiam porquê. Nunca vi gente tão falsa na minha vida.

  2. Auditoria???? Como é que se pode esperar algo de verdadeiramente esclarecedor da investigação feita por uma entidade como a Deloitte que assessorou o Novo Banco? E quem é que paga esta fantochada? E onde está o relatório secreto que o governador do Banco de Portugal se recusou a entregar?

RESPONDER

Coloridos e selados. Descobertos no Egito sarcófagos com mais de 2.500 anos

As autoridades egípcias anunciaram esta segunda-feira a descoberta de uma coleção de sarcófagos datados de há mais de 2.500 anos, na zona arqueológica de Sakkara, a sul da cidade do Cairo. Em comunicado, citado pela agência …

Nokia vai criar para a NASA a primeira rede móvel operacional na Lua

O grupo finlandês Nokia vai fabricar para a NASA aquela que será a primeira rede móvel móvel na Lua, como parte de um projeto de base humana permanente da agência espacial norte-americana, foi esta segunda-feira …

Sarkozy acusado de "associação criminosa". Investigação sobre ligações à Líbia continua

Nicolas Sarkozy, o antigo Presidente francês, está a ser acusado de "associação criminosa" como parte de uma investigação sobre o financiamento da sua campanha presidencial de 2007, particularmente acerca dos seus alegados vínculos com o …

A última década foi a mais quente do Oceano Atlântico em três milénios

A última década foi a mais quente do Oceano Atlântico em quase três milénios, aponta uma nova investigação da Universidade de Massachusetts em Amherst, nos Estados Unidos, e da Universidade de Quebec, no Canadá. As …

NASA apresenta rover "transformer" que vai explorar os penhascos íngremes de Marte

A NASA acaba de apresentar um rover de quatro rodas, denominado DuAxel, que se pode dividir em dois rovers de duas rodas separados. O robô foi projetado para, um dia, explorar alguns dos terrenos mais …

Veneno de vespa pode ter muito "potencial" na composição de antibióticos

Com o passar dos anos, a população começa a ficar mais resistente a certos medicamentos e estes deixam de fazer efeito. Agora, uma equipa de investigadores desenvolveu novas moléculas anti-microbianas a partir do veneno de …

"Ou és infetado ou morres de fome". Trabalhadores da Amazon nas Filipinas denunciam condições precárias

Trabalhadores contratados pela empresa de segurança Ring da Amazon que trabalham em call centers nas Filipinas denunciam condições de trabalho que dizem ser precárias, mostrando-se ainda mais preocupados com a situação por causa da pandemia …

"Momento muito duro". André Almeida sofreu rotura de ligamentos e arrisca paragem longa

O futebolista internacional português André Almeida sofreu uma entorse do joelho direito, que resultou numa “rotura do ligamento cruzado anterior e do ligamento lateral interno”, informou esta segunda-feira o Benfica. O lateral dos encarnados saiu aos …

Apoio à retoma. Empresas com perdas de 25% podem reduzir horário até 33% já esta terça-feira

Empregadores com quebra de faturação igual ou superior a 25% vão poder reduzir até 33% o horário dos trabalhadores, entre outubro e dezembro, segundo a alteração ao regime de retoma progressiva de empresas em crise. O …

Chega quer tornar voto obrigatório e sanções para quem não cumprir

O deputado único do Chega entregou uma nova proposta no âmbito do projeto de revisão constitucional do partido para tornar o voto obrigatório para todos os cidadãos que o possam exercer e sanções para quem …