Ataque de Sócrates ao PS é uma “tremenda injustiça”. Costa não é um “traidor”, diz Ana Catarina Mendes

Tiago Petinga / Lusa

Líder parlamentar do PS, Ana Catarina Mendes

A líder parlamentar do PS, Ana Catarina Mendes, criticou as declarações de José Sócrates que, em resposta a Fernando Medina, atacou a direção do partido.

Em entrevista à TVI, na noite desta quarta-feira, José Sócrates respondeu a Fernando Medina, que defendeu que as suspeitas que recaem sobre o antigo primeiro-ministro minam a confiança dos portugueses e corroem a democracia.

“O essencial não é esse personagem”, atirou Sócrates, para logo de seguida acrescentar: “Falemos, portanto, do mandante que é a liderança do PS e a sua direção. E essas declarações dizem tudo sobre o que realmente pensa o Partido Socialista, ou melhor, a sua direção”, disse, acrescentando que saiu do PS por já não aguentar o silêncio do partido.

Na Circulatura do Quadrado, na TVI, a líder parlamentar do PS respondeu ao antigo governante, classificando o ataque de “uma tremenda injustiça“, quer “à direção do PS, quer ao próprio António Costa, considerando-o como um traidor, não só na entrevista de hoje, como nos últimos dias”.

“O PS nunca apagou a história do seu partido”, sublinhou Ana Catarina Mendes, citada pelo Expresso. “Sabe que José Sócrates deu a primeira e única maioria absoluta ao partido, foi secretário-geral, foi primeiro-ministro e entende que, em processo judicial sempre disse que deixaria o processo correr na justiça, deixando-a fazer o trabalho que tem de fazer.”

Ao contrário de Medina, a socialista preferiu não fazer qualquer comentário sobre os factos da acusação ou sobre o comportamento do ex-primeiro-ministro.

No caso de a acusação se confirmar, como estamos a falar de um ex-primeiro-ministro, isso faz com que “os cidadãos tenham a legítima necessidade de olhar para os partidos também com desconfiança”, reconheceu apenas.

Apesar de entender a necessidade de, neste momento, dar uma entrevista, a líder parlamentar do PS recomendou “recato” a José Sócrates. “Há momentos em que é preciso recato e o recato aconselhava a que não tivéssemos aqui também uma nova sessão de justificação, a explicar coisas.”

Esta quarta-feira, Fernando Medina quebrou o silêncio que se faz sentir no PS desde sexta-feira e reagiu à acusação de José Sócrates, afirmando que a decisão do juiz de instrução Ivo Rosa é de “enorme gravidade e singularidade“.

“Alguém que exerce funções de primeiro-ministro, como outro eleito, tem uma suprema responsabilidade, a responsabilidade dos milhões das pessoas que votaram e dos milhares que o apoiaram diretamente. [A confiança] é colocada em causa quando se vê uma decisão do tribunal desta natureza”, disse o presidente da Câmara de Lisboa.

Na última sexta-feira, o antigo primeiro-ministro foi ilibado dos crimes de corrupção na Operação Marquês, mas o juiz Ivo Rosa acusou-o declaradamente de se ter “vendido” ao amigo Carlos Santos Silva. Só que o crime já prescreveu e, portanto, Sócrates está apenas acusado de branqueamento de capitais, arriscando até 12 anos de prisão.

Liliana Malainho Liliana Malainho, ZAP //

PARTILHAR

RESPONDER

Zidane, em momentos nunca vistos: "A justificação do árbitro não chega"

Uma jogada que envolveu Militão transformou o jogo entre Real Madrid e Sevilha - e pode ter transformado o desfecho do campeonato. Zidane estava claramente incomodado depois do encontro. Foi uma jornada "louca" em Espanha: Barcelona …

Pandora troca diamantes das minas por pedras criadas em laboratório

Alexander Lacik, CEO da Pandora, justificou esta mudança como parte de uma iniciativa mais ampla de sustentabilidade da empresa. O lançamento dos diamantes adquiridos de forma sustentável "marca um novo marco para a Pandora, uma vez …

FC Porto 5-1 Farense | “Dracarys” portista sobre algarvios

Esta segunda-feira, o FC Porto goleou o Farense por 5-1, na 32.ª jornada da Liga. Os dragões têm agora 74 pontos e estão a cinco do Sporting. Goleada das antigas no Dragão. O FC Porto incendiou …

Nova técnica permite observar o cérebro a mover-se (em tempo real e em 3D)

Uma equipa de cientistas da Nova Zelândia está a desenvolver uma nova técnica de imagem que ajudará a detetar distúrbios cerebrais e aneurismas antes que se tornem fatais. As imagens de ressonâncias magnéticas são estáticas. Recentemente, …

Aviso ao finalista da Liga Europa: "Se tiver de expulsar todos, expulso"

Real Madrid e Sevilha centraram as atenções, no que diz respeito à arbitragem, mas o ambiente tenso chegou igualmente ao Villarreal-Celta. O Celta de Vigo foi ao terreno do Villarreal vencer por 4-2, neste domingo, num …

Serviços Secretos ucranianos apreendem remessa de bebida alcoólica de Chernobyl

Os Serviços Secretos ucranianos apreenderam 1.500 garrafas de uma bebida alcoólica produzida com maçãs colhidas perto da central nuclear de Chernobyl. ATOMIK Chernobyl Spirits é uma bebida espirituosa feita com ingredientes de dentro da zona de …

Na Bielorrússia, calçar meias vermelhas e brancas é um risco (com um preço demasiado alto a pagar)

Uma jovem foi recentemente condenada por usar meias às riscas com as cores simbólicas da oposição ao Presidente Alexander Lukashenko. O vermelho e o branco, símbolos da oposição ao Presidente Alexander Lukashenko, podem causar sérios problemas …

O "lago rachado" de Taiwan é famoso nas redes sociais (mas esconde uma realidade sombria)

O Lago Sol Lua já foi um ponto turístico popular de Taiwan. Porém, agora o fundo do lago "rachado" é famoso por um motivo sombrio: uma das piores secas que atingiu a ilha em décadas. O …

Estado ainda tem números de valor acrescentado à margem da lei

Ainda há empresas públicas que usam números de apoio ao cliente de valor acrescentado, apesar de a lei proibir esta situação há mais de um ano. Há mais de um ano que existe legislação que impede …

"Saída do sofrimento." Na Nigéria, as letras de hip hop encorajam o cibercrime

A Internet trouxe benefícios mas também muitos riscos, entre eles o crime cibernético. Na Nigéria, este tipo de fraude representa 0,08% do Produto Interno Bruto (PIB) do país, o que torna o cibercrime uma ameaça …