Assis pronto para atacar liderança do PS

-

Francisco Assis janta nesta sexta-feira à noite, com outras vozes críticas de António Costa e assume, sem papas na língua, que está pronto para atacar a liderança do PS.

“Estou disponível para assumir a minha responsabilidade, para ser candidato à liderança do partido. Depois disto tudo, tenho de estar, senão estaria a fugir às minhas responsabilidades”, destaca o eurodeputado socialista numa entrevista ao Jornal de Notícias.

“A pessoa que apareceu a liderar esta linha alternativa fui eu, disso não há a mais pequena dúvida, e tenho de estar, independentemente de ter muita ou pouca gente atrás de mim”, diz ainda no mesmo diário.

Assis refere que só muda de ideias quanto a esta “rebelião” assumida contra António Costa, caso este venha a ser indigitado como primeiro-ministro.

A confirmar-se esse cenário, estará “consumada” a estratégia contra a qual Assis se tem manifestado, isto é, a da aliança de Esquerda entre PS, Bloco de Esquerda e PCP.

Para o eurodeputado é evidente que as “divergências mais profundas” entre os três partidos vão acabar por vir ao de cima, independentemente do entendimento a três que venha a ser alcançado.

Para ilustrar essa ideia, Assis refere, na mesma entrevista, que “o icebergue tem uma pequena parte que é visível mas a parte que é invisível é que é a mais determinante”.

“É normalmente aquela que causa os maiores desastres e essa parte invisível está lá e estará sempre presente”, conclui.

Nesta sexta-feira à noite, na Mealhada, Assis vai jantar com apoiantes que, como ele, criticam a estratégia pós-eleições de António Costa.

O encontro estava inicialmente marcado para sábado, mas foi desmarcado depois de António Costa ter convocado a Comissão Nacional do PS para a mesma hora.

Assis foi assim, forçado a antecipar o encontro com os críticos da actual liderança socialista. Mas, à mesma hora, António Costa vai estar a dar uma entrevista em directo no Jornal da Noite da SIC.

O líder do PS garante, desta forma, que os holofotes estarão concentrados em si e não no opositor.

ZAP

PARTILHAR

11 COMENTÁRIOS

  1. Pois… A. Costa não tem escafandro político para olhar a “parte submersa do icebergue…” Já em águas tépidas fica-se pela espuma depois da rebentação!

  2. A social democracia levou à falência ideológica das esqªs por esse mundo fora… E pela mão do PCP / BE, um tresmalhado Costa quer protagonizar o seu regresso.

  3. Desculpem, mas estes senhores têm razão! Deveria, mesmo, ser votada na próxima legislatura a ilegalização do PCP e do BE. Aliás, os que votaram nestes dois partidos deveriam ser convidados a saírem do país. Quanto mais fácil seria encontrar um governo consensual, penso mesmo que nem seria necessário haver eleições. Quatro anos teríamos um Governo do PS (dos que ainda nos querem fazer crer que os comunistas comem criancinhas ao pequeno almoço) e nos outros quatro anos um governo do PSD / CDS, porque estes últimos sozinhos já não conseguem chegar lá. Bem, vou preparar as malas….Não, ainda tenho fé nos homens que estão a tentar mudar o rumo a este nosso país, porque ele também é meu, e enquanto puder hei-de querer fazer valer a minha vontade, submetendo-me naturalmente à maioria das opiniões expressadas.

    • Peço desculpa mas MMSOM, leu o que escreveu? as suas opiniões são opiniões livremente expressas nesta rubrica ninguém lhe impede de escrever seja o que fôr, opiniões educadas claro
      Agora como diz e estou a citá-lo “…ser votada na próxima legislatura a ilegalização do PCP e do BE. Aliás, os que votaram nestes dois partidos deveriam ser convidados a saírem do país.”
      – Ilegalização?
      – convidados a sair do país?
      Ilegalizar o PCP que tem mais anos de vida do que se calhar você a tem, há quem goste eu não gosto mas por não gostarmos de pimentos, não vamos radicalmente acabar com os pimentos, pois não?
      Ilegalizar o Bloco de Esquerda, será que a Catarina quando fala o incomoda ao dizer algumas verdades? Será por no logotipo do partido estar lá a palavra esquerda?
      Esta sua expressão “…os que votaram nestes dois partidos deveriam ser convidados a saírem do país”. eu fiquei assustado com esta sua frase, felizmente não estamos na Alemanha Hitleriana nem na Italia de Mussolini, sabe o que acontecia a quem votava no partido que não era do governo, havia opções câmara de gás na Alemanha e tiro na nuca na era Mussolini e cá em Portugal na lista da PIDE havia constava os que não tinham votado no governo da altura.
      É isto que quer para o seu País? será que Portugal é o seu País? Não será você de Áustria, Marrocos, Guiné Equatorial, Venezuela, Coreia do Norte, etc.
      Há coisa MMSOM ninguém o vai obrigar ou impedir é a sua saída do país porque pelos vistos não sente cá bem com a Democracia.
      Estamos numa Democracia que para o bem ou para o mal nos governa. E quem não gosta da Democracia como projecto político e de rumo de um país chamado Portugal, concordo deve emigrar e quanto antes.

  4. Quanto a mim Francisco Assis acomodou-se demasiado, logo após a derrota do PS nas eleições, este assim que se apercebeu da vontade do Costa em continuar à frente do partido deveria tê-lo logo convidado a sair porque se ele “Costa” entendeu que J. Seguro não tinha condições de governar com uma pequena vitória e o destronou como poderá ele e com que direito ter essas condições com uma pesada derrota, portanto tudo isto me parece que vai levar a curto prazo a uma derrocada no PS e à fuga de apoiantes quer à esquerda quer à direita consoante a tendência de cada um.

  5. Assis, porta-te como um homem . Se não te sentes bem no PS de António Costa vai-te embora. Filia-te num outro partido. Talvez o PSD do sr. coelho.

  6. Eu não sou deste nem daquele nem do outro, mas gosto de ver ouvir e ler as “traições”, os apegados ao poder, os papagaios da política, os camaleões, os bufos e os oportunistas que mordem a mão a quem lhes deu evidência na vida política e dinheiro dentro dos vários partidos.
    Este senhor Assis é um espanto, só pergunto onde estava ele aquando do governo Passos Coelho? quando havia dificuldades nem piava ou se piava, piava baixinho, agora que a geringonça colocou alguns pistons do motor a trabalhar e mais ou menos bem, eis que aparece o Sr. Assis transvestido numa das pessoas acima adjetivadas (descubram a qual delas o Sr. Assis pertence). Este senhor sempre foi um submarino amarelo dentro do PS.
    Agora vai correr com o chefe do partido e do governo, só agora? volto à pergunta inicial “onde estava você no dia 26 de novembro de 2015”? A festejar ou a chorar? Tenha personalidade homem.

  7. fala que a gerigonça colocou o governo mais ou menos bem ? depois de O P.S.D TER ARRUMADO A CASA DEIXANDO UNS MILHÕES PARA UMA EMERGNCIA
    TUDO ESTE DINHEIRO IRÁ DESAPARECER COM A GERIGONÇA

    EU SEI LÁ SE AUTO EUROPA NÃO VAI BATER TAMBEM COM A PORTA

    GANHAM BEM OS FUNCIONÁRIOS MAS COM UM SINDICATO RADICAL O QUE QUEREM MAIS .DESTEBELIZAR QUE ´
    E O QUE OS SINDACATO DESEJA E DEPOIS OS PATROES SÃO UNS MALANDROS

RESPONDER

Nova Zelândia quer tornar a próxima geração completamente não fumadora

A Nova Zelândia anunciou um conjunto de propostas que visam banir os cigarros entre a próxima geração e aproximar o país da sua meta de ser livre de fumo até 2025. Desta forma, o Governo pretende …

Porto lança cartão da cidade para munícipes. Vantagens incluem descontos na cultura

O cartão foi lançado no dia 5 de abril e permite que os utilizadores tenham acesso a descontos em museus, teatros, piscinas e utilização gratuita do elevador dos Guindais. Destina-se aos moradores da cidade e …

Afinal, o SEF ainda não foi extinto. Governo vai publicar decreto-lei

Afinal, o Serviço de Estrangeiros e Fronteiras (SEF) ainda não foi extinto. Segundo o Ministério da Administração Interna, o Governo vai "aprovar por decreto-lei a orgânica do novo serviço público [SEA] e as novas competências …

Mais quatro mortes e 553 casos nas últimas 24 horas

De acordo com a Direção-Geral da Saúde, Portugal registou nas últimas 24 horas 553 novos casos de covid-19 e quatro mortes associadas à doença. Portugal regista hoje mais quatro mortes relacionadas com a covid-19, 553 novos …

Familiares das vítimas do voo MH-17 na Ucrânia vão pedir indemnizações

Uma das advogadas das vítimas do voo MH-17 da Malaysia Airlines anunciou que 290 familiares apresentaram pedido de indemnização contra os quatro suspeitos do acidente. Uma advogada das vítimas do derrube do voo da Malasya Airlines …

1.º de Maio. CGTP duplica lotação, UGT festeja online com ex-ministros socialistas

As centrais sindicais voltam a estar divididas quanto às comemorações do 1.º de Maio. A CGTP vai organizar dois desfiles e duplicar a concentração na Alameda Dom Afonso Henriques; a UGT cancelou qualquer iniciativa presencial …

"Vice" da bancada do PS contestado por pedir autocrítica do partido sobre Sócrates

Pedro Delgado Alves defendeu que o PS deveria refletir sobre a ação de José Sócrates. O deputado foi contestado por outros dirigentes do grupo parlamentar, nomeadamente Ana Catarina Mendes, que reagiu de forma dura à …

Japão responde à China e garante que derrame de Fukushima será seguro

O vice-primeiro-ministro japonês, Taro Aso, reafirmou esta sexta-feira, em resposta às críticas da China, que a descarga da central nuclear de Fukushima aprovada pelas autoridades japonesas estará dentro dos limites de segurança da água potável. "Estou …

Ninguém quer "a batata quente" do caso Sócrates. Ivo Rosa e Carlos Alexandre com nota máxima

Os juízes Ivo Rosa e Carlos Alexandre foram avaliados com a nota máxima de "Muito Bom" pelo Conselho Superior da Magistratura em inspecções realizadas entre 2013 e 2018, ou seja, abarcando o período da investigação …

João Leão afasta criação de imposto de solidariedade para pagar crise pandémica

O ministro das Finanças, João Leão, argumenta que a criação de um imposto de solidariedade para pagar a crise pandémica não ajudaria nem seria benéfica. Em entrevista ao semanário Expresso, o ministro das Finanças, João Leão, …