ASAE encontra carne estragada e falsificada em talhos portugueses

A Autoridade de Segurança Alimentar e Económica (ASAE) detetou carne estragada, falsificada ou abatida de forma clandestina à venda em talhos nacionais, avançou o Jornal de Notícias (JN).

A notícia do JN, citada pelo Público no sábado, indicou que, desde 2017 até 15 de Março de 2019, foram fiscalizados 1562 estabelecimentos e instaurados 57 processos-crime. Estes números correspondem a uma média de dois processos-crime por mês.

As principais infrações registadas pela ASAE nas fiscalizações realizadas a talhos de rua e inseridos em superfícies comerciais foram o abate clandestino, a venda de produtos alimentares estragados ou falsificados e a fraude de mercadorias.

Também a Direcção-Geral de Alimentação e Veterinária detetou incumprimentos de normas de higiene e de rastreabilidade dos produtos em 50% das ações de fiscalização efetuadas em 2018, escreveu o JN.

Ambas as autoridades constataram também que dezenas de talhos não cumprem as regras de higiene na venda e na preparação da carne, levando à abertura de 399 novos processos de contra-ordenação.

A distribuição, preparação e venda de carnes desrespeitando as normas de higiene e técnicas, a falta de controlo de temperaturas e a inexistência de rotulagem, bem como a venda de produtos em estabelecimentos não registados que não cumprem os regulamentos da União Europeia, foram as principais infrações.

Questionada pelo JN, a ASAE explicou que os talhos são obrigados a fazer controlos “diários e periódicos” de temperatura dos equipamentos e da carne. Outras das falhas encontradas são a falta de salas reservadas para a preparação da carne, a refrigeração incorreta do equipamento de picar carne e o destino final dado aos ossos e aparas retiradas das peças.

O uso de sulfitos na carne picada continua a ser uma das preocupações dos inspetores. Em 2017, a ASAE registou uma taxa de incumprimento de 33% em relação a esta norma, descendo para 27% em 2018. O uso de sulfitos na carne para lhe conferir um aspeto mais fresco, a venda fraudulenta de carne e a contaminação por salmonelas são algumas das infrações mais frequentes, apesar de nos últimos dois anos terem sido detetadas poucas situações.

Em 2017, das 56 amostras de carne picada analisadas, oito continham sulfitos. Em 2018, o número de amostras aumentou para 82, (três delas continham sulfitos e quatro tinham salmonelas).

TP, ZAP //

PARTILHAR

2 COMENTÁRIOS

  1. E porque razão não são divulgados os nomes dos estabelecimentos onde pelo menos se venda carne em más condições? Poderia ser uma boa forma de pôr outros de pré-aviso.

  2. E estas abéculas, em vez que convocarem os produtores para responder criminalmente sobre estes crimes, convocam funcionários de supermercados que apenas cumprem ordens e nem tem nada a ver com a produção da carne, este “inspectores” são do caraças …..

RESPONDER

Chipre vai pagar despesas das férias a turistas que ficarem infetados no país

O Chipre vai pagar o custo das férias aos turistas que testaram positivo depois de viajarem para o país. Entre as despesas está o alojamento, a alimentação e os medicamentos. O Chipre comprometeu-se a pagar todas …

Tribunais vão vender máscaras a um euro. "É uma margem de lucro de 45 por cento"

Os tribunais vão ter máscaras cirúrgicas à venda para advogados e testemunhas, de modo a garantir que podem entrar nas salas de audiência a partir de quarta-feira, dia em que a Justiça retoma as sessões …

Julgamento BES. Ministério Público acredita que provas da Suíça ainda podem ser utilizadas

O jornal Público escreve este sábado que os procuradores do Ministério Público (MP) acreditam ainda ser possível utilizar os elementos solicitados nas cartas rogatórias enviadas às autoridades suíças no julgamento do caso BES. O Ministério …

Salários mais baixos podem passar a ter lay-off pago a 100%

O Governo está a estudar a possibilidade de o regime de lay-off, desenhado especificamente para o contexto da pandemia de covid-19, passar a ser pago na sua totalidade (100%) para quem tem salários mais baixos. …

Bronca na Liga. Contestação adia 5 substituições e o Marítimo recusa assinar Plano de Retoma

Após dois dias intensos de reuniões, foi aprovado o Plano de Retoma do campeonato nacional para a disputa das últimas 10 jornadas da época 2019/2020. Mas apenas 17 clubes o assinaram. O Marítimo recusou fazê-lo, …

Igreja perdeu 50 milhões de euros com a pandemia (e há dioceses em lay-off)

Ao cabo de dois meses de paragem por causa da pandemia de covid-19, as missas regressam, neste sábado, mas com regras novas para evitar a propagação do coronavírus. Uma paragem que resultou num "prejuízo" de …

Reabertura de ATL adiada para 15 de junho. Creches arrancam segunda-feira (sem apoios para os pais)

As Atividades de Tempos Livres (ATL) não integradas em estabelecimentos escolares só poderão voltar a funcionar a partir de 15 de junho, duas semanas depois daquilo que estava inicialmente previsto. O anúncio foi feito pelo primeiro-ministro, …

Governo britânico vai continuar a pagar 80% dos salários durante mais três meses

O Governo britânico vai continuar a pagar durante mais três meses 80% do salário de trabalhadores em lay-off devido à pandemia de covid-19, e reduzir gradualmente o valor até ao fim do sistema, em outubro. O …

Resgate à TAP deverá ser feito através de empréstimo obrigacionista

A ajuda do Estado à TAP deverá chegar através de um empréstimo obrigacionista convertível em ações, avança o jornal Expresso neste sábado. Este é o cenário mais provável para a TAP, apurou o semanário, que …

Lisboa pode receber a final deste ano da Liga dos Campeões

Istambul não está agradada com a ideia de receber a final da Liga dos Campeões sem adeptos no estádio. Por isso, outras hipóteses estão a ser consideradas, nomeadamente Lisboa. A final da Liga dos Campeões está …