Armando Vara só deve entrar na prisão no início do próximo ano

Paulo Novais / Lusa

O ex-ministro Armando Vara

Armando Vara deverá entrar na cadeia apenas no início do próximo ano para cumprir uma pena de prisão de cinco anos no âmbito do processo Face Oculta.

Depois do Tribunal Constitucional se ter recusado a analisar os argumentos apresentados pela defesa de Vara, ainda está a correr um prazo de 10 dias para invocar nulidades.

No entanto, a defesa não deverá usar esse direito. “Tenho a instrução do meu cliente para não usar nenhum expediente dilatório”, disse o advogado de Vara, Tiago Rodrigues Bastos, citado pelo Público.

Só em meados de Dezembro é que a juíza titular do processo no Constitucional, Fátima Mata Mouros poderá confirmar que o processo transitou em julgado, ou seja, considerar que a condenação se tornou definitiva. Só então o caso terá que baixar à primeira instância, podendo ainda ter que passar pelo Tribunal da Relação do Porto, onde o processo se encontra fisicamente e onde foram admitidos os recursos para o Constitucional.

Independentemente disso, terá que ser um juiz do tribunal de Aveiro, onde o processo foi julgado, a emitir os mandados de condução ao estabelecimento prisional.

Mas tal ainda pode demorar muito tempo. Há o caso de um condenado deste caso, um ex-funcionário da Petrogal, que apesar de não ter recorrido da decisão da Relação do Porto que, em abril do ano passado, confirmara a sua prisão a cinco anos e nove meses, continuava um ano depois em liberdade.

A advogada explicou em maio que tal acontecia porque só quando todos os recursos terminassem é que o processo baixaria à primeira instância, onde um juiz emitiria o mandado.

Armando Vara pode apresentar-se voluntariamente

Normalmente quem executa o mandado é a polícia que atua na área de residência do arguido – neste caso, o Comando Metropolitano de Lisboa da PSP. Mas é habitual os condenados se apresentarem voluntariamente no estabelecimento prisional.

A escolha da cadeia em que o condenado vai cumprir a pena fica normalmente nas mãos da Direção-Geral de Reinserção e dos Serviços Prisionais – tendo em conta a área de residência, o perfil e o nível de segurança a que deve ser sujeito.

No caso concreto de Vara, há dois estabelecimentos prisionais que parecem mais prováveis, o da Carregueira ou o de Évora.

“Estou pronto para me apresentar quando quiserem”

O advogado de Armando Vara tinha admitido a possibilidade de ainda alegar nulidades na decisão do Constitucional, o que, no mínimo, adiaria essa entrada na prisão, mas Armando Vara não parece convencido de que esse seja um bom caminho.

“A partir do momento em que a decisão é tomada, a única coisa a fazer nesta fase é acatar, não haver nenhum tipo de tentativa de adiar”, referiu, garantindo que nunca o procurou fazer: “Sempre que meti recursos, acreditava mesmo que era possível obter vencimento neles. Nunca foi para tentar adiar o que quer que fosse.”

Agora, escreve o Observador, não acredita que possa convencer o Constitucional a mudar de opinião. “É como é”, disse. “Eu ando a cumprir pena há anos. A minha vida nunca mais foi a mesma depois deste processo. Mas eu ganhei força nisto porque eu nunca fiz nada do que fui acusado”.

O tribunal condenou o ex-ministro a 5 anos de prisão e Vara garante que está pronto para se apresentar. “Se o juiz achou que eu tenho uma dívida com a sociedade, quero pagá-la. Por mim, estou pronto para me apresentar quando quiserem“.

Armando Vara foi acusado de tráfico de influências. O  tribunal de Aveiro deu como provado que, a pedido do empresário das sucatas Manuel Godinho, Vara exerceu influência junto do ex-ministro das Obras Públicas, Mário Lino, para destituir a secretária de Estado Ana Paula Vitorino e o presidente do conselho de administração da Rede Ferroviária Nacional, Luís Pardal. Em contrapartida, Vara terá recebido 25 mil euros e várias prendas.

ZAP //

PARTILHAR

2 COMENTÁRIOS

  1. Talvez não.
    Creio que seja para terem tempo de preparar uma ala só para o piqueno, com todo o conforto que “o não-cidadão comum” e dr. faz-de-conta, exija…

RESPONDER

Em apenas três anos, a Austrália perdeu um terço dos seus coalas

A seca, os incêndios florestais e a desflorestação na Austrália levaram o país a perder um terço dos seus coalas nos últimos três anos. A Austrália perdeu cerca de 30% dos seus coalas nos últimos …

Há modelos matemáticos que preveem se uma música vai ser viral — os mesmos utilizados com a covid-19

O uso de modelos matemáticos para antecipar o nível de sucesso de uma música pode começar a ser usado, a partir da publicação do presente estudo, por artistas e editoras para melhorar o desempenho dos …

Alemanha. Funcionário de posto de combustível abatido a tiro por cliente que se recusou a usar máscara

Um homem de 49 anos matou um funcionário de um posto de combustível na Alemanha, após tentar comprar cerveja sem utilizar a máscara. No país, o uso deste equipamento de proteção é obrigatório para entrar …

Um violino gigante flutuou no Grande Canal de Veneza (ao som de Vivaldi)

No passado fim de semana, um violino gigante, com quase 12 metros de comprimento, desceu o Grande Canal de Veneza. A bordo estava um quarteto de cordas, que tocou Four Seasons de Vivaldi. O Noah's Violin …

Assembleia de credores aprova recuperação da Groundforce

Esta quarta-feira, os credores da Groundforce aprovaram a recuperação da empresa. Em causa está uma dívida de 154 milhões de euros. Os credores da Groundforce, reunidos esta quarta-feira em assembleia de credores, no tribunal de Monsanto, …

Europeus acreditam numa "guerra fria" entre os EUA e a China e Rússia

A maioria dos cidadãos da União Europeia (UE), 62%, considera que os Estados Unidos (EUA), com apoio das instituições comunitárias, estão numa nova "guerra fria" com a China, mas recusam envolvimento nacional, revelou um inquérito …

Desenho de Van Gogh esteve guardado mais de 100 anos. Agora, é exibido pela primeira vez

O Museu de Amesterdão, nos Países Baixos, ganhou um novo inquilino: Study for 'Worn Out', um desenho recém-descoberto de Vincent van Gogh. O holandês Vincent van Gogh ainda continua a impressionar o mundo inteiro com a …

No Afeganistão, as professoras estão prontas para desafiar o regime talibã

No Afeganistão, as professoras estão prontas para desafiar o regime talibã, com receio de que os avanços dos últimos 20 anos tenham sido conquistados em vão. A Vice falou com algumas professoras afegãs que garantem continuar …

Apenas um terço das crianças em 91 países tem acesso a uma alimentação adequada, alerta UNICEF

Apenas um terço das crianças com menos de dois anos em 91 países em desenvolvimento têm acesso aos alimentos que necessitam para um crescimento saudável, revelou um relatório da UNICEF, apontando que nenhum progresso foi …

Preços das casas voltaram a aumentar no segundo trimestre

Entre abril e junho, o índice de Preços da Habitação (IPHab) cresceu 6,6% em termos homólogos. A revelação foi feita esta quarta-feira pelo Instituto Nacional de Estatística (INE). O Índice de Preços da Habitação (IPHab) cresceu …