/

Arábia Saudita vai impor vacinação aos funcionários que queiram voltar ao local de trabalho

A Arábia Saudita quer alcançar a imunidade de grupo o quanto antes. Para aumentar os esforços de vacinação, foram abertos mais de 580 locais de vacinação no país. Além disso, os residentes já podem reservar uma vacina facilmente através da aplicação Sehhaty do Ministério da Saúde (MOH).

A Arábia Saudita vai impor que todos os trabalhadores que queiram regressar aos locais de trabalho só o possam fazer caso estejam vacinados.

O anúncio foi feito na sexta-feira pelo Ministério do Recursos Humanos e Desenvolvimento Social, que exortou todos os residentes a garantir que recebem a vacina, alertando que as exceções devem ser mínimas.

No entanto, segundo o Arab News, ainda não há detalhes acerca da implementação da medida nem quando entrará em vigor.

“É difícil numerar as pessoas que deveriam ser isentas da toma da vacina, pois cada paciente tem a sua própria história, dependendo da subjetividade e da sua condição médica”, disse Wail Bajhmom, consultor de doenças infecciosas do Hospital King Fahd, em Jeddah.

“Se houver pessoas em risco de uma reação adversa por causa de uma alergia aos componentes da vacina, este seria um motivo claro para a isenção”, acrescentou ao diário.

O Observador avança ainda que o Governo saudita quer incentivar à vacinação através de uma medida relacionada com o turismo: quem quiser viajar para o estrangeiro, terá de estar vacinado ou já ter estado infetado com o vírus há, pelo menos, seis meses. Esta medida não se aplica a menores de 18 anos.

A marcação da vacinação através da aplicação Sehhaty do Ministério da Saúde é outra das investidas da Arábia Saudita, que quer alcançar a imunidade de grupo rapidamente.

  Liliana Malainho, ZAP //

Deixe o seu comentário

Your email address will not be published.