Apps de rastreio: não há evidências que estejam a ajudar a travar a covid-19

stayawaycovid.pt

Em Portugal, a aplicação de rastreio de contactos StayAway Covid não está a ser bem recebida, com muitos a temerem a sua ineficácia e problemas relacionados com a privacidade.

Durante a primeira vaga de covid-19, investigadores da Universidade de Oxford criaram um modelo computacional que sugere que se 56% do Reino Unido descarregasse e usasse a aplicação de rastreio (juntamente com outras medidas de controlo) poderia pôr-se um fim à doença no país.

Com a app em inglês disponível apenas desde setembro, é muito cedo para dizer como é que o sistema realmente está. Mas mesmo com base noutros países cujas aplicações estão disponíveis há muito mais tempo, ainda há poucas evidências de que podem fazer uma diferença real na luta contra a covid-19 – ou de que não podem.

Embora isso não signifique que devamos cancelar totalmente as apps de rastreio de contactos, a falta de evidências é uma preocupação, dado o foco e o dinheiro dedicado a essas aplicações e as decisões políticas tomadas em torno delas.

Este tipo de “solucionismo tecnológico” pode ser uma distração do desenvolvimento de sistemas comprovados de rastreio de contactos manual. Na verdade, o Conselho da Europa colocou a questão de saber se, dada a falta de evidências, as promessas feitas sobre essa apps “valem os previsíveis riscos sociais e legais”.

Apesar das previsões de que entre 67,5% e 85,5% dos potenciais utilizadores da aplicação fariam download dela, as taxas de download destas aplicações a nível mundial são bem mais baixas, rondando os 20%. Em Portugal, a app StayAway Covid já foi descarregada cerca de 2 milhões de vezes.

As taxas de download são importantes porque você precisa de muitas outras pessoas a usarem a aplicação para o telemóvel para aumentar a chance de que, se você entrar em contacto com alguém que tem o vírus, o sistema seja capaz de alertá-lo desse facto.

Trocado por miúdos, se houver 20% da população como utilizadores ativos, só há uma probabilidade de 4% de entrar em contacto com outro utilizador da app. Se a percentagem chegar aos 40%, a probabilidade atinge os 16%. A matemática é explicada num artigo publicado no jornal The Strait Times.

As aplicações podem não precisar de altas taxas de download para ter impacto. Um segundo relatório dos investigadores de Oxford sugere que se um sistema de rastreio de contactos com notificações digitais e manuais poderia reduzir infeções em 4%-12% e as mortes em 2%-15% com apenas 15% da população a usar a app.

Falta de confiança

Então, por que os aplicativos de rastreio de contactos não tiveram um sucesso mais demonstrável? Em primeiro lugar, parece haver falta de confiança do público na tecnologia e no uso de dados pessoais.

No início do ano, houve muita discussão sobre se as aplicações deveriam fazer upload de dados para um banco de dados central ou armazená-los nos telemóveis dos utilizadores para preservar a sua privacidade. A maioria dos países acabou por optar pelo último, embora a França tenha optado pelo primeiro, relatando uma aceitação muito baixa.

Na realidade, há boas razões para duvidar da eficácia das aplicações. A maioria dos países (com exceção da Islândia) também optou por usar o Bluetooth para registar quando é que os utilizadores da app entram em contacto, em vez de usar o GPS para rastrear a sua localização específica, novamente para proteger a privacidade. Mas o Bluetooth tem uma série de pontos fracos que significam que pode registar contactos que nunca aconteceram e perder outros que aconteceram.

Um estudo, realizado num elétrico e comparando as apps italiana, suíça e alemã, concluiu que a tecnologia era muito imprecisa. Os alertas falsos resultantes provavelmente aumentaram a confusão e a falta de confiança nas aplicações de rastreio.

PARTILHAR

RESPONDER

João Leão infetado com covid-19

João Leão, ministro das Finanças, testou positivo à covid-19. O governante encontra-se assintomático e em confinamento domiciliário. O ministro de Estado e das Finanças, João Leão, testou positivo à covid-19. A informação foi adiantada este sábado …

Ricardo Salgado quer anular multa de 75 mil euros

A defesa de Ricardo Salgado recorreu ao Supremo Tribunal de Justiça para tentar anular uma decisão do Tribunal da Relação de Lisboa que confirmou uma multa de 75 mil do Banco de Portugal por causa …

Portugueses começam a votar nas Presidenciais este domingo. Há 246 mil inscritos

Os portugueses começam a votar já neste domingo, uma semana antes das eleições Presidenciais de 24 de janeiro, no chamado voto antecipado em mobilidade para que se inscreveram mais de 246 mil eleitores. As europeias e …

Maduro ofereceu oxigénio ao Amazonas (quando há venezuelanos a morrerem por falta dele)

O presidente da Venezuela, Nicolás Maduro, ofereceu oxigénio hospitalar ao Estado do Amazonas, no Brasil, para ajudar a combater a falta deste gás devido ao elevado número de casos de covid-19. Uma generosidade que está …

Pior dia da pandemia. Portugal regista 10.947 infetados e 166 mortos em 24 horas

O boletim epidemiológico da Direção-Geral da Saúde (DGS) revela que, este sábado, Portugal atingiu dois recordes num só dia. Portugal voltou a registar um novo máximo este sábado, no dia dois do novo confinamento. Nas últimas …

Vírus duplica incidência em Espanha. Já provocou quase 2.500 mortos em 2021

Nos primeiros 15 dias de 2021, o número de infeções por covid-19 duplicaram em Espanha, com mais 300 mil novos contágios e 2.477 mortes, segundo números das autoridades sanitárias. Espanha começou o ano de 2021 com …

Apoio do Governo para pagar conta da luz em Janeiro não passa dos 2,40 euros por família

O apoio extraordinário que o Governo vai dar às famílias portuguesas para o pagamento da conta da luz, neste mês de Janeiro, devido ao confinamento e às temperaturas anormalmente baixas, é modesto. A verba máxima …

Crónica ZAP - Nota Artística por Nuno Miguel Teixeira

Nota artística: um clássico que valia 14 pontos

https://soundcloud.com/nuno-teixeira-264830877/fc-porto-1-1-benfica-o-musical-1 Chegámos.   Chegámos ao grande jogo do campeonato. Desta vez aparece no calendário só a meio de Janeiro, mas cá está ele. O grande jogo. "Ai não! Há Sporting, há Boavista, há Braga!". O Sporting e o …

Armin Laschet sucede a Angela Merkel na liderança da CDU

Este sábado, Armin Laschet foi eleito líder do partido alemão União Democrata-Cristã (CDU), depois de Angela Merkel ter abandonado o cargo, em setembro. Armin Laschet, chefe do governo da Renânia do Norte-Vestfália, é o novo líder …

"Não há vagas". Ambulâncias fazem fila à porta dos hospitais (até parece Itália em Março)

Os engarrafamentos de ambulâncias à entrada das urgências dos Hospitais de Torres Vedras e de Santa Maria, em Lisboa, ilustram a gravidade do que está a acontecer no Serviço Nacional de Saúde (SNS) com o …