António Domingues não vai entregar declaração de rendimentos

João Relvas / Lusa

António Domingues, o novo presidente da Caixa Geral de Depósitos

António Domingues, o novo presidente da Caixa Geral de Depósitos

O presidente da CGD não vai entregar a declaração de rendimentos ao Tribunal Constitucional por ter um parecer interno que sustenta a não obrigatoriedade de o fazer.

António Domingues não vai entregar a sua declaração de rendimentos no Tribunal Constitucional. A informação está a ser avançada pela SIC Notícias.

Segundo o canal televisivo, o novo presidente da Caixa tem um parecer jurídico do próprio banco que sustenta a não obrigatoriedade de o fazer.

A SIC adianta ainda que Domingues entregou a declaração de rendimentos e património ao Banco Central Europeu e também depositou um documento idêntico nos arquivos da CGD.

Além disso, o presidente da Caixa Geral de Depósitos já tinha entregue uma declaração de interesses na Inspeção-Geral de Finanças.

Questionado pelos jornalistas sobre as dúvidas em relação à obrigatoriedade de os administradores da Caixa entregarem declarações de rendimentos no TC, António Costa frisou que todas as instituições têm deveres a cumprir.

“Essa é uma questão que a CGD saberá responder e que o Tribunal Constitucional saberá apreciar. No que diz respeito às obrigações do Conselho de Administração em relação ao acionista, o Estado, essas estão cumpridas”, declarou o primeiro-ministro .

Face à insistência dos jornalistas, o líder do Executivo ainda salientou que o Governo “deve respeitar a separação de poderes”.

“Portanto, não se deve substituir a essas entidades [competentes], deve respeitar os próprios e não se deve substituir aos próprios [administradores da CGD]. Sobre essa matéria a única coisa que posso dizer é que eu apresentei a minha declaração“, acrescentou.

ZAP

PARTILHAR

3 COMENTÁRIOS

  1. Vergonhoso, indecoroso, falta de etica, falta de transparecia, esta nao entrega da declaração. A nao ser que seja como aqueles políticos que foram para certos cargos, com uma mao atras e outra a frente e saíram de la milionários com muitos milhões.

  2. Não coloco a mínima dúvida quanto ao sr. antónio domingues ser um profissional de dinheiro, até porque não o conheço nem nunca o conheci. Mas uma coisa é o eu profissionalismo e outra, bem diferente, é o seu carácter, isto é, os genes e o fenótipo resultante. Neste aspecto, sob este ângulo de visão, tem o sujeito traços aparentemente característicos de uma pessoa com algumas dificuldades, tipo daquelas de que quando se vê encurralado dispara a matar. Sr. Costa, artificial primeiro ministro de portugal, pondere bem o que está a fazer, quanto mais não seja porque vossa ex.cia determinou que tal personagem aufira 500 mil euros de vencimento por mês. A que título, já agora?

    • A desinformação, involuntária ou voluntária, neste ultimo caso, geralmente, é provida de maldade, dá nisto. O salário é de 423 mil euros e não 500 mil ( menos 77 mil euros menos ), além disso, este salário não é mensal mas sim ANUAL.
      Independentemente de concordarmos ou não, o que é, é, tudo o mais é especular e inventar.

RESPONDER

Não são só os lagartos. Os jacarés também são capazes de regenerar a sua cauda

Os jovens jacarés americanos (Alligator mississippiensis) têm a capacidade de regenerar as suas caudas até 18% do comprimento total do seu corpo, concluiu uma nova investigação da Universidade Estadual do Arizona, nos Estados Unidos. "O que …

"Morri no Paralelo79N". Diário revela as últimas horas de um explorador que morreu sozinho na Gronelândia

Os investigadores analisaram a última entrada do diário de explorador polar do século XX, Jørgen Brønlund, incluindo uma curiosa mancha negra, escrita antes de morrer sozinho no nordeste da Gronelândia, descobrindo o que lhe aconteceu …

Cybershoes. O problema de andar em Realidade Virtual pode já ter uma solução

Um dos problemas com os jogos de Realidade Virtual é que, normalmente, as experiências são definidas numa escala maior do que uma sala de estar. Assim, o jogador acaba por ter de ficar numa parte …

"Um tsunami de dívidas". O mundo deve a si mesmo 277 mil milhões de dólares

Prevê-se que até ao final deste ano, a dívida da economia mundial atinja os 277 mil milhões de dólares. A pandemia de covid-19 é um dos fatores responsáveis. A pandemia de covid-19 não só está a …

Empresas podem negar trabalho a quem não se quiser vacinar

"É obviamente possível" que as empresas evitem contratar um trabalhador se não quiserem ser vacinadas contra a covid-19. A presidente do Comité Económico e Social Europeu (CESE), Christa Schweng, admitiu a possibilidade de uma empresa se …

"A Suitable Boy". Um beijo numa série da Netflix provocou um escândalo (social e político) na Índia

A Netflix está a enfrentar uma reação negativa na Índia por causa de uma cena de um beijo entre duas personagens na série A Suitable Boy ("Um bom partido"). O partido no poder já pediu …

Irmãos transformaram 7 linhas de código num império de 36 mil milhões de dólares

Patrick e John Collison são dois jovens empreendedores irlandeses que fundaram a Stripe, uma empresa que criou uma solução alternativa para os pagamentos online, avaliada em 36 mil milhões de dólares. Em vez de construirem soluções …

ECDC. Portugal terá "níveis muito baixos" de novos casos se mantiver restrições

Se Portugal mantiver as restrições adotadas atualmente, irá registar em dezembro “níveis muito baixos” de novos casos de covid-19. O Centro Europeu para Prevenção e Controlo das Doenças (ECDC), criado com a missão de ajudar os …

Com apenas 14 anos, Xiaoyu é o adolescente mais alto do mundo. Mede 2,21 metros

Ren Keyu nasceu na China a 18 de outubro de 2006, e no dia em que comemorou o seu 14º aniversário recebeu também o título do Guinness World Records do adolescente mais alto do mundo, …

Jerónimo "não está a prazo" no PCP (e vai continuar a negociar com o PS)

O PCP continua disponível para negociar com o PS, mas não a troco de nada. Quanto ao quinto mandato consecutivo enquanto secretário-geral do partido, Jerónimo avisou, este domingo, que não está "a prazo". No discurso de …