Ajudas à banca custaram 16,7 mil milhões de euros na última década (e ainda não acabaram)

European Parliament / Flickr

Vítor Caldeira, presidente do Tribunal de Contas

Entre 2008 e 2017, o Estado gastou 16,7 mil milhões de euros com ajudas à banca, afirma Vítor Caldeira, presidente do Tribunal de Contas – e a fatura dos apoios à banca “ainda não está fechada”.

O Estado gastou com ajudas ao setor financeiro 16,7 mil milhões de euros entre 2008 e 2017 mas ainda há responsabilidades cujos “encargos ainda não são quantificáveis”, admite Vítor Caldeira, presidente do Tribunal de Contas (TdC) ao Jornal de Negócios. Segundo Caldeira, a fatura “ainda não está fechada”.

Além dos encargos já identificados, nomeadamente com o Novo Banco/BES e o BPN, o Tribunal de Contas aponta que há um conjunto de responsabilidades cujos encargos não são ainda quantificáveis.

“Tem sobretudo que ver com o facto de haver casos como o Novo Banco/BES, do BPN também, mas sobretudo do BES. Quando dizemos que não está fechada é porque ainda há garantias prestadas pelo Estado que estão associadas, de forma direta ou indireta, a alguns destes grupos ou empresas ou entidades ligadas a estes grupos. O Fundo de Resolução ainda tem de operar sobretudo para o caso do BES”, explica Vítor Caldeira.

Questionado sobre os resultados da auditoria à Caixa Geral de Depósitos, o líder do TdC disse desconhecer o documento.

“O que li foram as notícias. Esse tipo de notícias preocupa qualquer cidadão ou deveria preocupar. Eu sempre disse que era importante que houvesse responsabilidade e que a responsabilidade se traduzisse em ações concretas. Julgo que é importante, por um lado, que a própria CGD tome as medidas necessárias e se houver lugar a efetivação de responsabilidades que as autoridades competentes o possam fazer”, afirma, citado pelo jornal Expresso.

Ainda na mesma entrevista, o economista afasta o cenário de uma nova intervenção externa, mas deixa um alerta: “há nuvens no horizonte”.

“Em 2018 ainda não conhecemos os resultados finais, mas o desempenho da economia e das contas públicas é positivo. Há uma evolução positiva. Estes riscos que salientamos no parecer sugerem, é verdade, que a dívida pública diminuiu, em percentagem do PIB, mas diria que há nuvens no horizonte. Não podemos ignorar esses riscos”, diz.

ZAP //

PARTILHAR

14 COMENTÁRIOS

  1. Portugal não é uma república das bananas como muitos afirmam. É um país do regabofe institucionalizado onde se roubam os pobres para injectarem estes milhares de milhões na banca falida, nos banqueiros do regime, nos salários escandalosos dos gestores públicos, em viagens sumptuosas com comitivas de dezenas de gente encostada ao regime… Quando é que se vai parar com esta anormalidade que não se encaixa num Estado de Direito e muito menos numa democracia a sério?

  2. Nada a dizer; a regra de ouro (que muitos escondem ou omitem) do capitalismo neo-liberal está espelhada nestes números; privatizar os lucros e socializar os prejuízos. Enquanto governos e afins forem atrás dos ditames das grandes empresas financeiras / comerciais assim será. A grande fatia deste bolo enorme de dinheiro foi para solidificar divida de investimentos especulativos, que actualmente são mais de 80% dos movimentos de capitais a prazos de 1 semana ou menos. Como seria se todo esse dinheiro fosse aplicado em investimento produtivo??

  3. CHE está a falar da caixa geral de depositos que é 100% estatal? É esse o neo-liberalismo? Porque nos outros bancos, o dinheiro que o Estado emprestou atraves do fundo de resolução vai ser devolvido

    • “Porque nos outros bancos, o dinheiro que o Estado emprestou atraves do fundo de resolução vai ser devolvido”
      Isto é alguma piada ou é apenas ignorância?
      Devolvido por quem, se o fundo já tem um défice de mais de 5 mil milhões de euros?!
      O Novo Banco continua um buraco sem fundo; isto para não falar do que está fora do fundo de resolução, como o BES mau, BPN; BPP, etc, etc…
      O único onde há alguma esperança de algum dinheiro ser devolvido é o da CGD, precisamente por que um banco publico!!

      • Porque todos os anos os bancos contribuem para o fundo de resolução que daqui a uns anos terá dinheiro para devolver as garantias dadas pelo Estado. Voce nunca sabe nada, ou então mente, e ainda tem o desplante de chamar os outros de ignorantes.
        O BCP já pagou juros de 10% por dinheiro emprestado pelo Estado e já o pagou. O BES mau está a repassar as perdas para os acionistas não para o Estado. Voce só está cá para aldrabar factos

        • “todos os anos os bancos contribuem para o fundo de resolução que daqui a uns anos terá dinheiro para devolver as garantias dadas pelo Estado”
          “O BES mau está a repassar as perdas para os acionistas não para o Estado”
          Hahahaaaa!…
          É, daqui a uns anos… tipo 100 ou 200.
          ..
          Quem são esses accionistas do BES mau?
          Fanrasmas?!
          Será que tu acreditas mesmo nas mentiras que inventas?!
          Ou achas que anda tudo a dormir?

          • Eu não invento, é informação pública que qualquer pessoa com a 1a classe bem tirada consegue ler. O prazo previsto é de poucas décadas. Não há mal nenhum em ser-se ignorante mas um ignorante que passa a vida a espalhar ignorância é bastante patético

            • “O prazo previsto é de poucas décadas.”
              Hahahaaaa…
              Quanto é “poucas décadas”‘?!
              Mas, já sabes quem são os accionistas que vão pagar “as perdas” do BES mau?
              E do BPN?
              .
              Exacto; o teu caso é bem mais grave do que a simples ignorância… então tu agora queres convencer-nos que as ajudas milionárias aos bancos não vão ter custos para os contribuintes?!
              Deve ser para rir…
              Ainda és pior do que o Passos que, sobre o BES, disse:
              “Não haverá custos directos para os contribuintes”!
              Todos vão ter custos para os contribuintes (e não vão ser trocos!) e o BES é o que nos vai sair mais caro!!

        • Voce é um troll que só quer aparecer para fazer figura de idiota. Quem vai pagar as perdas do BES mau? Voce não sabe que os acionistas perderam todo o valor das acções? Não tem mais nada o que fazer do que aparecer em todo o lado a escrever mentiras? Voce não tem QI suficiente para entender nada

  4. “Porque nos outros bancos, o dinheiro que o Estado emprestou atraves do fundo de resolução vai ser devolvido”
    Isto é alguma piada ou é apenas ignorância?
    Devolvido por quem, se o fundo já tem um défice de mais de 5 mil milhões de euros?!
    O Novo Banco continua um buraco sem fundo; isto para não falar do que está fora do fundo de resolução, como o BES mau, BPN; BPP, etc, etc…
    O único onde há alguma esperança de algum dinheiro ser devolvido é o da CGD, precisamente por que um banco publico!!

  5. Pelos vistos segundo as ultimas notícias sobre a CGD e possivelmente mais algum a festa vai continuar e responsáveis não há.

  6. Por favor o tribunal de contas tem de apresentar um reu ou varios pois quem não fez bem o seu trabalho tem de ser julgado e ir parar á prisão, e acabar com os salarios milionários a todos eles. BASTA eu apélo á população que entre em greve e exija ao estado explicações. então ninguém diz nada?

RESPONDER

Diamante de 183 quilates está à venda em leilão angolano

A Sodiam, empresa pública de comercialização de diamantes angolana, lançou na quarta-feira o segundo leilão para venda de diamantes brutos, que inclui uma pedra de 183 quilates, e no qual estão já registadas mais de …

Bruxelas aprova compra de Seguradoras Unidas e AdvanceCare pela Generali

A Comissão Europeia aprovou, esta quinta-feira, a compra das portuguesas Seguradoras Unidas e AdvanceCare ao grupo norte-americano Apollo pelo grupo italiano Generali, um negócio no valor estimado de 600 milhões de euros. O Executivo comunitário adiantou, …

"Rebeldes" que saíram do Partido Conservador concorrem como independentes ou pela oposição

Vários deputados dissidentes ou expulsos do Partido Conservador estão a candidatar-se como independentes ou por partidos da oposição nas legislativas de 12 de dezembro por se oporem ao Brexit negociado pelo primeiro-ministro. O antigo procurador-geral Dominic …

CGD já está a cobrar comissões nos depósitos de instituições financeiras

A Caixa Geral de Depósitos (CGD) já começou a cobrar comissões nos depósitos das instituições financeiras, de modo a tentar contornar a política monetária do Banco central Europeu. A intenção de cobrar comissões nos depósitos de …

Câmara de Oliveira de Azeméis pagou contas de concelhia do PSD, acusa Ministério Público

O Ministério Público (MP) deduziu esta quarta-feira acusação contra 68 arguidos no âmbito da operação “Ajuste Secreto”. Entre os acusados está o antigo autarca da Câmara de Oliveira de Azeméis Hermínio Loureiro, que é a …

PAN defende atribuição de cartão de cidadão a sem-abrigo

A iniciativa recomenda ao executivo socialista, liderado por António Costa, que seja atribuído "um cartão de identificação a todos aqueles que não têm uma casa ou um teto". O PAN apresentou na Assembleia da República um …

Governo quer criar regras especiais para alunos do profissional acederem ao Ensino Superior

O Governo quer criar um modelo de acesso específico para alunos do ensino profissional que queiram prosseguir estudos superiores, uma proposta que chegou a estar desenhada na anterior legislatura, mas que ainda não avançou. Segundo noticiou …

Menos de metade dos médicos do SNS trabalha em regime de exclusividade

Menos de metade (42,9%) dos médicos do Serviço Nacional de Saúde (SNS) trabalha em regime de exclusividade, avança o Jornal de Notícias, citando números da Administração Central dos Serviços de Saúde.  Segundo dados apresentados esta quinta-feira …

Grávidas e crianças até aos 10 anos não devem comer peixe-espada e atum, recomenda Espanha

A Agência Espanhola de Segurança Alimentar e Nutrição publicou novas recomendações no final de outubro para o consumo de determinados tipos de pescado, nomeadamente o atum e o peixe-espada, tubarão ou cação e Lúcio. Em causa …

Deputado Lobo d'Ávila abre portas ao futuro no CDS. "Não digo não" ao partido

O ex-deputado Filipe Lobo d'Ávila afirmou que não afasta a possibilidade de se candidatar à liderança do CDS. O potencial candidato à sucessão de Assunção Cristas indicou que a estratégia do partido, nos últimos anos, …