Administradores da Caixa Geral de Depósitos demitiram-se

João Carvalho / wikimedia

Edifício-sede da Caixa Geral de Depósitos, CGD

Edifício-sede da Caixa Geral de Depósitos, CGD

Os administradores executivos e não executivos da Caixa Geral de Depósitos (CGD) apresentaram a demissão ao Governo. O Ministério das Finanças diz que ficam até serem substituídos.

De acordo com o Público, a equipa que terminou o mandato em dezembro, liderada por José de Matos, faz saber numa carta enviada ao ministro das Finanças, Mário Centeno, com data de 21 de junho, que as condições para se manter no exercício de funções se tinham esgotado.

Os atuais gestores máximos do banco público deram a conhecer a decisão aos funcionários esta segunda-feira.

Numa linguagem dura, os administradores remetem para o Governo a responsabilidade pela resposta à indefinição que paira há meses sobre o maior banco do sistema, sem ter sido ainda nomeada uma nova equipa de gestão para o banco público apesar de o Governo já ter anunciado a chegada de uma nova administração.

O Ministério das Finanças já confirmou ter recebido uma carta de demissão conjunta da administração, mas assegura que os gestores “ficam em funções até serem substituídos“. “Não vai haver nenhuma ausência de administração na CGD”, sublinha a tutela.

O Governo corre agora contra o tempo para garantir que António Domingues, ex-vice presidente do BPI, vai assumir rapidamente o cargo e clarificar a estratégia que o grupo estatal vai seguir nos próximos três anos.

O Jornal de Negócios descreve que o processo de análise da idoneidade da nova administração já se iniciou, e esta está à espera de avaliação do Banco de Portugal e do Banco Central Europeu para entrar em funções.

É neste contexto que, esta terça-feira, toma posse a Comissão Parlamentar de Inquérito à Caixa Geral de Depósitos, liderada pelo deputado social-democrata José Matos Correia.

Imposta pelo PSD e o CDS devido às alegadas necessidades de liquidez acima do esperado da Caixa Geral de Depósitos, a comissão de inquérito vai analisar a gestão do banco público desde 2000.

ZAP

PARTILHAR

6 COMENTÁRIOS

  1. Quando o barco está a afundar, os ratos são os primeiros a abandonar o navio. Mas não há problema… vão de barriga cheia!!!

  2. Mas o governo não tinha nomeado já uma catrefa deles para assumirem funções? Afinal a comédia CGD vai de vento em popa e a troika de esquerda que nos governa parece a cada dia mais inerte e sem palavras sobre o assunto, agora fala-se no despedimento de 2.500 funcionários e encerramento de balcões, nada mal para quem entrou a matar com a falácia contra o desemprego!.

    • Ok, talvez despeçam 2.500 funcionários, mas não são tudo más notícias, não te esqueças que há poucos dias foi aprovado o fim do teto salarial para a gestão da CGD. Este governo pode tirar a uns, mas pelo menos compensa dando a outros. É um verdadeiro governo de esquerda!

  3. O Governo queria mantê-los em funções até e talvez durante a Comissão de inquérito provavelmente porque tem muito que ver com o que o psd quer esconder com esta ci selectiva, mas eles não tem “http://blogs.hoy.es/lineaconsumo/files/2012/06/tomate2.jpeg” prá coisa

RESPONDER

Um grupo de manifestantes cantou o Baby Shark para acalmar um bebé durante um protesto no Líbano

No meio de uma das maiores manifestações do Líbano dos últimos cinco anos, uma mãe avisou os participantes do protesto que o seu filho estava assustado. A reação do grupo de manifestantes foi inesperada. Robin, de …

Tame Impala preparam lançamento de novo álbum

Ao que tudo indica, os Tame Impala preparam-se para lançar um novo álbum ainda este ano. As suspeitas surgem após a banda ter partilhado uma espécie de teaser no seu site oficial. Os Tame Impala divulgaram …

União Europeia favorável a nova extensão do Brexit mas ainda sem resposta para Londres

Os 27 Estados-membros da União Europeia são favoráveis a um novo adiamento do ‘Brexit’, solicitado pelo governo britânico, mas ainda discutem a sua extensão e as conversações prosseguirão no final da semana, revelaram fontes europeias. O …

A maior família do Reino Unido vai crescer. Vem aí o 22º filho

A família Radford, conhecida como a maior do Reino Unido, anunciou através de um vídeo no YouTube que estão à espera do 22.º filho. A família Radford vive em Morecambe, Inglaterra, e anunciou através do seu …

Cientistas testam medicamento que pode revelar-se mais eficaz para tratar gripe

Cientistas testaram em animais um novo medicamento que pode revelar-se mais eficaz no tratamento da gripe, ao induzir mutações genéticas nos vírus que causam a infeção impedindo a sua replicação e a sua atividade, foi …

PSD vai indicar Fernando Negrão para vice-presidente da Assembleia da República

O PSD vai indicar o líder parlamentar cessante Fernando Negrão para vice-presidente da Assembleia da República, disse hoje à Lusa fonte oficial da bancada social-democrata. A mesma fonte indicou que o PSD irá ainda propor como …

Funcionário da Casa Branca que publicou artigo anónimo sobre Trump vai lançar livro "explosivo"

O alto funcionário da Casa Branca que em setembro do ano passado escreveu de forma anónima um artigo de opinião no The New York Times vai lançar um livro no próximo mês. De acordo com o …

Grupos secretos do Facebook prometem falsas curas para cancro e autismo

Uma investigação do Business Insider expôs casos de contas e grupos secretos no Facebook que passam publicitam "medicamentos" e "tratamentos" alternativos que custam milhares de dólares mas que, na verdade, não passam de fraudes. Segundo noticiou …

Ministério repudia agressões nas escolas e fala em casos "residuais"

O Ministério da Educação garante que as situações de violência grave nas escolas são “residuais” e que existe uma tendência de diminuição de casos, repudiando todas as agressões que considera "inaceitáveis seja quem for o …

Surto de anthrax pode ter matado mais de 100 elefantes no Botswana

Um surto de anthrax pode estar na origem da morte de mais de 100 elefantes no Botswana ao longo dos dois últimos meses. Fontes do Governo do Botswana adiantaram, citadas pela Reuters, que "as investigações preliminares …