PSD vai abrir inquérito à Caixa (mesmo contra a vontade da Esquerda)

Rodrigo Gatinho / Portugal.gov.pt

O primeiro-ministro António Costa

O primeiro-ministro António Costa

O PSD anunciou esta quarta-feira que vai impor a constituição de uma comissão de inquérito parlamentar potestativa para “apurar responsabilidades de governos e de administrações” em relação à CGD.

Expresso descreve que a comissão de inquérito parlamentar vai existir mesmo contra a vontade dos partidos de esquerda, já que o PSD vai exercer o direito a pedir uma comissão de inquérito de forma potestativa.

Segundo o regimento da Assembleia, cada grupo parlamentar pode impor, em algumas ocasiões, a criação de comissões de inquérito ou debates em plenário contra a vontade dos restantes partidos, caso a comissão seja constituída “a requerimento de um quinto dos deputados em efetividade de funções até ao limite de um por deputado e por sessão legislativa”.

Assim, é necessária a assinatura de 46 parlamentares, sendo que o grupo parlamentar do PSD é constituído por 89 deputados.

Ainda segundo a lei, as comissões de inquérito deste segundo tipo são “obrigatoriamente constituídas” e o requerimento de constituição da comissão, dirigido ao Presidente da Assembleia da República, “deve indicar o seu objeto e fundamentos”.

Luís Montenegro, líder da bancada laranja, explicou que a imposição da comissão de inquérito se devia à tentativa de “apurar responsabilidades de governos e de administrações” em relação à Caixa Geral de Depósitos.

A porta-voz do Bloco de Esquerda (BE), Catarina Martins, vincou que a comissão de inquérito não tinha de ser potestativa e limitada no seu objeto.

“Se querem uma comissão parlamentar de inquérito para investigar tudo, não tem de ser potestativa. O BE não se oporá a ela com certeza”, declarou a bloquista, temendo que a imposição social-democrata da comissão canalize o objeto dos trabalhos da mesma apenas num sentido.

“Isto do PSD querer uma comissão de inquérito só sua, sabemos bem o que pode querer dizer”, prosseguiu, no debate quinzenal da Assembleia da República.

Miguel Tiago, do PCP, afirmou mais tarde que “o facto de a comissão ser potestativa mostra bem que o PSD tem como principal objetivo a instrumentalização da Caixa para a sua fragilização e com vista àquilo que sempre defendeu, a privatização total ou parcial da CGD”.

Fonte social-democrata adiantou à agência Lusa que “há disponibilidade do PSD para dialogar com outros partidos sobre o objeto da comissão”.

ZAP / Lusa

PARTILHAR

3 COMENTÁRIOS

  1. Eu como apolítico, apartidário e imparcial não compreendo os medos
    dos outros partidos. Será que esse medo, é fundamentado pelo receio de que se saiba algo que não querem que se saiba? Quem não deve não teme e desta forma, ficaremos mais esclarecidos sobre o assunto em questão. Força e em frente!

    • Concordo consigo.
      Embora ache que este assunto foi a bomba que o Passos guardou para um momento posterior…
      Infelizmente, fazem “política” onde todos deviam velar pelo interesse público.

  2. Mas então PSD já se esqueceu do que fez no governo anterior?!
    Ainda há meses estavam no governo e eram responsáveis pela CGD e agora precisam de um inquérito para saber o que fizeram (ou o que não fizeram)?!
    Está boa…
    Até a Ferreira Leite e o Bagão Félix são contra…

RESPONDER

Quinta do Lazareto rende 13 milhões à Sonangol

A alienação da Quinta do Lazareto, um dos ativos imobiliários que a Sonangol pôs à venda em Portugal, rendeu à petrolífera angolana 13 milhões de euros, 45% acima da expetativa inicial, segundo uma administradora da …

Professores exigem negociações sobre progressão da carreira e ameaçam avançar para tribunal

Cerca de 50 professores concentraram-se esta quinta-feira em Bragança, onde decorre o primeiro Conselho de Ministros descentralizado, para exigir a abertura das negociações com a tutela, avisando que, se o Governo não o fizer, a …

Governo dá mais dias de férias a funcionários que se mudem para o interior

O Governo aprova esta quinta-feira em Conselho de Ministros um regime de incentivos para os funcionários da Administração Pública que decidam ir trabalhar para o interior, com ajudas de custo ou compensações financeiras e mais …

Autarquias têm mais um ano para preparar descentralização

O Governo decidiu dar mais tempo às autarquias para estas se prepararem para a descentralização. O prazo passa para o primeiro trimestre de 2022. Segundo avançou o Jornal de Notícias, citado pelo ECO, após críticas aos …

Sá Fernandes ponderou sair do Livre (e apoia eventual candidatura de Ana Gomes a Belém)

Na sua primeira grande entrevista após o caso Joacine, Ricardo Sá Fernandes, dirigente do Livre, revelou ao Observador que ponderou sair do partido e admitiu apoiar uma possível candidatura da ex-eurodeputada socialista Ana Gomes às …

Medina diz desconhecer caso do alegado falso engenheiro

O presidente da Câmara de Lisboa, Fernando Medina, disse esta quarta-feira que não ter informação sobre o alegado falso engenheiro da empresa Tanagra, com quem a autarquia celebrou vários contratos para obras públicas. A TVI noticiou …

Parlamento debate fim das comissões bancárias no MB Way e nas prestações da casa

O Parlamento debate esta quinta-feira projetos do BE, do PCP, do PS, do PAN e do PSD sobre limitação e proibição de comissões bancárias, tendo os bloquistas, que agendaram esta discussão, expectativa de que os …

Castração química. Bloco de Esquerda é contra veto a projeto de lei do Chega (e explica porquê)

A Comissão Parlamentar de Assuntos Constitucionais, Direitos, Liberdades e Garantias considerou que o projeto de lei do Chega "não preenche os requisitos do ponto de vista constitucional". O Bloco de Esquerda votou contra e explicou …

Estado pode deixar de ganhar dinheiro com empréstimo ao Novo Banco

Atualmente, o Fundo de Resolução paga juros de 2% e 1,38% pelos empréstimos contraídos junto do Estado para financiar as medidas de resolução do BES e do Banif, respetivamente. Porém, esse valor pode descer para …

Equipa de campanha de Trump processa The New York Times por difamação

A equipa de campanha de Donald Trump processou o The New York Times. Em causa está um artigo publicado em março do ano passado. A equipa de campanha de Donald Trump alega que o jornal publicou, …