Presidenciais. Adjunto de Costa diz que não se deve votar em função de mandatos passados

José Sena Goulão / Lusa

O secretário de Estado adjunto do primeiro-ministro, Tiago Antunes, espera que Marcelo Rebelo de Sousa clarifique o posicionamento que vai assumir nos próximos cinco anos em Belém, advertindo que, nas presidenciais, os portugueses não devem votar em função de mandatos anteriores.

Em entrevista ao podcast do PS Política com Palavra, Tiago Antunes desafia o PSD a não alinhar com o projeto de revisão constitucional do Chega que, entre outras questões, poderá vir a incluir a prisão perpétua ou mesmo a reintrodução da pena de morte em Portugal para crimes considerados especialmente graves.

Espero bem que o PSD não morda esse isco, que não vá apresentar um projeto de revisão constitucional à boleia da revisão constitucional do Chega. A fechadura da Constituição não pode ser aberta para o Chega”, argumenta.

Tiago Antunes desafia também o PSD a demarcar-se das “posições racistas e xenófobas” que o Chega tem adotado. “É aí que os democratas e os amantes das liberdades e direitos fundamentais devem traçar a linha”, sustenta.

“Se Marcelo Rebelo de Sousa for candidato, é importante que clarifique qual será o seu posicionamento no mandato que aí vem. Os portugueses devem votar não tanto em função do exercício de mandatos passados, mas em função do compromisso dos candidatos em relação ao que será o seu posicionamento e atitude no mandato para o qual se candidatam”, defende.

Numa entrevista em que indica que a redução do IVA na energia avança ainda em setembro, Tiago Antunes responde também a questões sobre o Novo Banco, considerando que “se alguma regra relativamente ao mecanismo de capitalização contingente não tiver sido observada, se alguma obrigação contratual, alguma obrigação legal ou algum procedimento não tiver sido cumprido, é muito importante que o Fundo de Resolução saiba e possa atuar”.

“Se acaso os interesses patrimoniais ou financeiros do Estado tiverem sido lesados, é muito importante que o Ministério Público possa desenvolver os procedimentos necessários. Por isso a auditoria foi imediatamente enviada ao Parlamento e ao Ministério Público”, justifica.

Quanto ao avanço de uma comissão parlamentar de inquérito ao Novo Banco, o secretário de Estado entende que “é importante que haja um esclarecimento pleno e cabal de tudo o que se passou” e, por isso, “tudo o que sejam iniciativas para esclarecer todo este processo são bem vindas.”

Depois de voltar a afastar a necessidade, neste momento, de um orçamento retificativo ou suplementar, Tiago Antunes assegurou que o “compromisso para a legislatura mantém-se [alívio do IRS pela alteração de escalões], tal como o compromisso para o salário mínimo nos €750 se mantém para a legislatura”.

“Sempre dissemos que o ritmo podia variar, e esta situação obrigar-nos-á a ajustar o ritmo de algumas medidas, mas as metas da legislatura mantêm-se”, concluiu o secretário de Estado adjunto de António Costa.

// Lusa

PARTILHAR

1 COMENTÁRIO

  1. Este Secretário de Estado estava bem calado. No mínimo, dizia o que pensava off da record tal como o seu patrão.
    O que ele pretende é um PR subalterno do governo, amordaçando-o a uma solução governativa que é a atual ou a imediatamente anterior, mais coisa menos coisa.
    Ora a presidência, órgão unipessoal, independente, moderador e representativo do todo nacional, foi algo que nunca coabitou muito bem com a vocação ou pretensão dominadora do PS e do PSD.
    O comportamento público de elementos irrelevantes do PS, como este, revele o óbvio: tacanhez, falta de humildade democrática e uma certa mentalidade cacique.

RESPONDER

Frederico Morais falha Jogos Olímpicos. Testou positivo à covid-19

O português Frederico Morais vai falhar a estreia do surf nos Jogos Olímpicos Tóquio2020, por estar infetado pelo novo coronavírus, informou esta sexta-feira o Comité Olímpico de Portugal (COP). O surfista natural de Cascais, de 29 …

Governo propõe que todas as freguesias possam ter pelo menos um autarca a meio tempo

O Governo aprovou uma proposta para que todas as freguesias do país possam ter um autarca a meio tempo independentemente da sua dimensão, anunciou esta sexta-feira a ministra da Modernização do Estado, que tutela as …

Espanha vai administrar terceira dose da vacina

Espanha anunciou esta sexta-feira que será administrada uma terceira dose da vacina contra a covid-19, embora ainda não haja data prevista. Carolina Darias, ministra da Saúde espanhola, anunciou esta sexta-feira que será administrada uma terceira dose …

Portugal com mais 3.794 casos de covid-19 e 16 mortes

Portugal registou, esta sexta-feira, 3.794 novos casos e 16 mortes na sequência da infeção por covid-19, de acordo com o boletim epidemiológico da Direção-Geral da Saúde (DGS). Segundo o último boletim da Direção-Geral da Saúde, o …

Deputada expulsa do parlamento britânico por chamar “mentiroso” a Boris Johnson

A deputada do Partido Trabalhista, Dawn Butler, foi esta quinta-feira expulsa da Câmara dos Comuns, a câmara baixa do Parlamento britânico, por chamar "mentiroso" ao primeiro-ministro, Boris Johnson. Butler foi expulsa pela presidente adjunta temporária, Judith …

UGT dispara contra o Governo. "Exemplo vem sempre de quem está no topo"

Numa carta aberta ao primeiro-ministro, a UGT criticou a atitude de vários ministros, a destruição de milhares de postos de trabalho durante a pandemia e alertou para a suspeita de existir cartelização entre os grandes …

Greve de fome de 470 pessoas em Bruxelas termina 60 dias depois

Em Bruxelas, mais de 470 pessoas deram por terminada uma greve de fome que durou dois meses. O governo belga disse que não pode ceder a chantagens e saudou a boa decisão. Nos últimos dois meses …

Estados Unidos anunciam novas sanções a Cuba. “É apenas o início”

Sanções dos Estados Unidos a Cuba têm como objetivo castigar “os indivíduos responsáveis pela opressão da população cubana”. Ministro dos Negócios Estrangeiros cubano, numa reação, fala em medidas "sem fundamento e caluniosas" e pede que …

Militantes do Chega acusados de agredir homossexual em Viseu

Militantes do Chega são acusados de terem agredido um homem homossexual no final da tarde de quarta-feira, na rua, em Viseu. Segundo informação avançada pelo Expresso, os agressores são afetos à candidatura do partido de …

Só Portugal e Lituânia é que ainda não têm 5G na União Europeia

Portugal e a Lituânia eram os dois países da União Europeia (UE) sem serviços de quinta geração (5G) no final de junho, de acordo com último relatório do Observatório Europeu para o 5G. "No final de …