Há acordo no Eurogrupo: 500 mil milhões de euros “disponíveis imediatamente”

Stephanie Lecocq / EPA

O presidente do Eurogrupo, Mario Centeno

Os ministros das Finanças da Zona Euro chegaram a acordo, esta quinta-feira, sobre os apoios económicos para fazer face à pandemia de covid-19.

O Eurogrupo chegou a acordo sobre o pacote de ajuda económica para a crise do novo coronavírus. “A reunião terminou com os ministros a aplaudir”, anunciou o porta-voz de Mário Centeno no Twitter.

Na mesma rede social, o ministro francês, Bruno Le Maire, adiantou que foi atingido, na reunião desta quinta-feira, “um excelente acordo” que garante “500 mil milhões de euros disponíveis imediatamente” e que prevê “um fundo de relançamento” no futuro. Paolo Gentiloini, comissário europeu da Economia, também anunciou um acordo em torno de “um pacote de dimensões sem precedentes”.

Mário Centeno começou a conferência de imprensa desta noite afirmando que os ministros das Finanças da Zona Euro chegaram a um acordo que tem contornos que seriam “impensáveis” há poucas semanas.

Em relação às medidas para o emprego, detalha o Observador, o presidente do Eurogrupo confirmou a criação da plataforma SURE que vai “complementar as redes de segurança” existentes em cada país. Segundo Centeno, serão 100 mil milhões para fortalecer as medidas que já existem.

O governante confirmou também um “escudo pan-europeu” proporcionado pelo Banco Europeu de Investimento que vai garantir 200 mil milhões de euros para empresas europeias, sobretudo pequenas e médias empresas (PMEs).

Através do Mecanismo Europeu de Estabilidade, será assegurada a “rede de segurança para os estados-membros”, que equivale a 2% do PIB de cada país, o que no total representa 240 mil milhões.

O país que precisar de recorrer “ficará sujeito aos mecanismos de vigilância” da União Europeia e “o único compromisso é que estes fundos têm de ser diretamente usados para cuidados de saúde e cuidados relacionados com a pandemia”, adiantou Mário Centeno.

Dando a garantia de que as diferenças foram superadas, Mário Centeno concluiu com uma garantia: “Vamos esforçar-nos para que estas medidas estejam operacionais nas próximas duas semanas”.

Esta tarde, o presidente do Eurogrupo publicou uma mensagem vídeo no Twitter, na qual advertiu que, neste encontro, “há muito em jogo”. “Exorto todos os ministros das Finanças a chegarem a acordo sobre um plano ousado e ambicioso para proteger as nossas economias em resposta a esta ameaça comum”, disse.

Centeno sublinhou ainda que o objetivo passa pela adoção de um pacote sem precedentes que constituísse uma “rede de segurança” para proteger os trabalhadores, as empresas e as finanças das nações.

A decisão desta quinta-feira foi tomada depois de vários adiamentos, o último deles na quarta-feira, dia em que a reunião foi suspensa ao início da manhã, depois de 16 horas de discussão. A reunião foi retomada hoje, às 20h30 de Lisboa.

Agora, segue-se uma reunião do Conselho Europeu, que poderá acontecer já no início da próxima semana. Passada a fase mais técnica do acordo, os líderes políticos – onde se inclui o primeiro-ministro António Costa – irão discutir, nos próximos dias, a ratificação oficial.

LM, ZAP //

PARTILHAR

RESPONDER

Há cada vez mais cidades chinesas com cortes de energia — e isso poderá ter consequências globais

Embora o problema já se tenha começado a sentir em julho, na última semana deixou de atingir apenas as zonas industriais para se estender aos bairros residenciais. População foi desaconselhada a não usar dispositivos com …

Barack Obama: "Taxem os ricos, como eu," para financiar proposta de Biden

Apelo está relacionado com a aprovação de um grande plano legislativo proposto por Joe Biden e que deverá ser negociado nas duas câmaras do Congresso norte-americano ao longo das próximas semanas. Numa semana decisiva da governação …

As origens dos antigos Etruscos foram finalmente reveladas

Vestígios de ADN encerraram, finalmente, o debate sobre a origem dos Etruscos,  uma antiga civilização cujos restos mortais foram encontrados em Itália. De acordo com quase dois mil anos de dados genómicos, recolhidos de 12 locais …

Rússia acusa Navalny e aliados de extremismo em novo processo

A Rússia intensificou a campanha contra o opositor do governo Alexei Navalny, abrindo esta terça-feira um novo processo judicial, que poderá levá-lo a cumprir uma pena de prisão de mais uma década. Navalny cumpre dois anos …

Governo demite Chefe do Estado-Maior da Armada. Gouveia e Melo provável sucessor

O ministro da Defesa Nacional, João Gomes Cravinho, vai propor ao Presidente da República a demissão do Chefe do Estado-Maior da Armada, confirmaram hoje à Lusa fontes ligadas à Defesa. O Governo propôs ao Presidente da …

Borussia Dortmund 1-0 Sporting | Um Mal(en) que veio só… e foi suficiente

O “bicho papão Haaland não jogou, mas nem assim os “leões” conseguiram contrariar o maior poderio germânico. O Sporting saiu de Dortmund com uma derrota, apesar da excelente réplica no Signal Iduna Park, e muito por …

FC Porto 1-5 Liverpool | Dragão atropelado em casa

O Liverpool é uma espécie de “besta” em tons de “red” para o FC Porto. Em nove jogos oficiais, os “azuis-e-brancos” nunca venceram, somando 3 empates e 6 derrotas, a mais recente foi pesadíssima e …

China desenvolve arma invisível capaz de destruir redes de comunicação em dez segundos

Uma equipa de cientistas chineses está a desenvolver uma arma sónica, que gera um intenso pulso eletromagnético, capaz de destruir redes de comunicação e de fornecimento de energia elétrica. A arma poderá ter um alcance …

Dezenas de mulheres abusadas por funcionários da OMS na República Democrática do Congo

Dezenas de mulheres e meninas foram abusadas sexualmente por voluntários da Organização Mundial de Saúde (OMS) destacados para enfrentar o Ébola na República Democrática do Congo (RDC), entre 2018 e 2020, concluiu um inquérito independente …

Evolução de parasita está a tornar mais difícil detetar e tratar a malária

Uma mutação do parasita que causa a malária está a "camuflar" as proteínas que são identificadas nos testes rápidos, tornando mais difícil detetar e tratar a doença. De forma semelhante aos testes à covid-19, baratos e …