Ações do BES já caíram 15% desde quinta-feira

sinanyuzakli / Flickr

-

O BES segue hoje a cair 9,04% na bolsa de Lisboa, no momento em que o banco passa pelo processo de alteração da gestão, com as ações a já terem derrapado 15,1% desde o final de quinta-feira.

Pelas 15:15, a BES era o título que mais caía no PSI20, o principal índice da bolsa de Lisboa, ao ceder 9,04% para 0,775 euros. Também a Espírito Santo Financial Group (a ‘holding’ familiar que detém 25,1% do BES) seguia a perder, neste caso 3,89% para 2,35 euros.

Os títulos do BES estão a cair há cinco sessões consecutivas na bolsa de Lisboa e desde quinta-feira da semana passada já cederam 15,1%.

Além do BES, as restantes ações da banca estão hoje a liderar as quedas na bolsa de Lisboa, com o BCP a ser o segundo título que mais caía, ao perder 4,58% para 0,16 euros, quando surgem notícias de um eventual aumento de capital do banco.

O BES e a Espírito Santo Financial Group (ESFG) têm vivido um período conturbado, que culminou com o agendamento, na sexta-feira, de uma assembleia-geral extraordinária do BES para 31 de julho.

Entre as propostas para a reunião magna, está a saída do líder histórico Ricardo Salgado da presidência executiva do banco e a sua substituição na liderança da instituição por Amílcar Morais Pires, atual administrador financeiro e braço direito de Salgado.

No entanto, Ricardo Salgado não vai dizer adeus à instituição. Isto porque, caso os acionistas assim o aprovem, vai presidir a um novo órgão do banco, o Conselho Estratégico, para que transitam ainda os atuais administradores José Manuel Espírito Santo Silva, José Maria Ricciardi, Ricardo Abecassis e Pedro Mosqueira do Amaral.

Porém, na segunda-feira, um comunicado de José Maria Ricciardi indica que o gestor não deve vir a integrar o Conselho Estratégico.

Nesse comunicado, o administrador do Banco Espírito Santo (BES) e presidente do BES Investimento, José Maria Ricciardi, revelou que vai sair de todos os órgãos sociais das empresas do Grupo Espírito Santo (GES), dedicando-se em exclusivo ao banco de investimento.

O responsável tornou ainda público que teve a possibilidade de passar a liderar o setor financeiro do GES (que conta com o BES e a seguradora Tranquilidade entre os principais ativos), algo que recusou, ao mesmo tempo que dá conta de que não participou na elaboração do novo modelo de governação do banco proposto na última sexta-feira pelo principal acionista, o ESFG.

/Lusa

PARTILHAR

RESPONDER

Primeiro-ministro da Polónia acusa UE de ter "arma apontada à cabeça" do país

O primeiro-ministro polaco acusou a União Europeia (UE), esta segunda-feira, de "ter uma arma pontada à cabeça" da Polónia, ao exigir que Varsóvia reveja as reformas judiciais, ameaçando-a com sanções. Numa entrevista publicada pelo Financial Times, …

Carlos César acusa BE e PCP de terem preferido "jogos de poder"

O presidente do PS acusou, esta segunda-feira, os partidos de esquerda de terem preferido "os jogos de poder", no seguimento do anúncio de ambos do voto contra o Orçamento do Estado para 2022 (OE2022). "BE e …

O dirigente do PSD Paulo Mota Pinto

Mota Pinto aponta "irresponsabilidade" de marcar diretas. Rangel reforça importância de ter líder "fortemente legitimado"

O dirigente do PSD defendeu, esta segunda-feira, que o partido "está preparado" para legislativas antecipadas, defendendo que estas devem ocorrer "o mais rapidamente possível". Em declarações à agência Lusa, o presidente da Mesa do Congresso e …

EMA aprova terceira dose da vacina da Moderna a partir dos 18 anos

A Agência Europeia do Medicamento (EMA) deu luz verde, esta segunda-feira, à administração da terceira dose da vacina da Moderna a partir dos 18 anos. Em comunicado, a agência refere que os dados apontam que uma …

Câmara do Porto aprova sistema de videovigilância no centro histórico

Esta segunda-feira, na reunião do Executivo portuense, foi aprovado, com o voto contra da CDU e do BE, o protocolo a celebrar com a PSP para implementação da videovigilância na Baixa do Porto. O presidente da …

Conselho das Finanças Públicas alerta para riscos na TAP e falta de orçamentação para Novo Banco

O Conselho das Finanças Públicas (CFP) alertou esta segunda-feira, numa análise à proposta do Governo para o Orçamento do Estado de 2022 (OE2022), para a possibilidade de se injetar mais dinheiro na TAP e no …

O presidente executivo do Novo Banco, António Ramalho

Novo Banco apresenta nova imagem. "Agora é o renascimento", diz Ramalho

O presidente do Novo Banco disse, esta segunda-feira, que a nova imagem representa o "renascimento" da instituição financeira, que está numa "rota de lucro e rendibilidade". Na apresentação da nova imagem de marca do Novo Banco, …

Governo disponível para suspender caducidade de convenções coletivas "sem limite de tempo"

O Governo está disponível para avançar com a suspensão dos prazos da caducidade das convenções coletivas "sem limite de tempo", disse, esta segunda-feira, no Parlamento a ministra do Trabalho, Solidariedade e Segurança Social. A medida foi …

PEV também vota contra o Orçamento do Estado para 2022

O partido ecologista "Os Verdes" (PEV) anunciou, esta segunda-feira, que também vai votar contra o Orçamento do Estado para 2022. Em conferência de imprensa, na Assembleia da República, José Luís Ferreira disse que "o grupo parlamentar …

Governo lamenta decisão do PCP. "Nunca tínhamos ido tão longe como fomos este ano"

O secretário de Estado dos Assuntos Parlamentares reagiu, esta segunda-feira à tarde, na Assembleia da República, ao anúncio de voto contra do PCP ao Orçamento do Estado para 2022 (OE2022). Na Assembleia da República, Duarte Cordeiro …