Acabou a extrema-esquerda em Portugal

José Coelho / Lusa

O presidente da República, Marcelo Rebelo de Sousa

O Presidente da República acredita que a extrema-esquerda acabou. Embora reconheça as tensões no seio da solução parlamentar, Marcelo elogia os “bons resultados”.

Marcelo Rebelo de Sousa defendeu hoje que “a extrema-esquerda não existe mais em Portugal”, durante uma conversa com alunos universitários, em Madrid, em que falou sobre o “equilíbrio difícil” da atual governação portuguesa.

Em resposta a uma questão sobre migrações e refugiados, colocada durante uma conferência sobre “Portugal e Espanha: Europa e América Latina”, na Universidade Carlos III, em Madrid, Marcelo reiterou a mensagem de que no espectro político português há “uma unanimidade absoluta” quanto à abertura aos refugiados.

Foi a este propósito que o Presidente da Republica afirmou que Portugal não tem extrema-direita. “A extrema-esquerda não existe mais em Portugal. Há a esquerda mais ambiciosa nas suas posições”, acrescentou, sem se alongar mais sobre este tema.

Na conferência estavam presentes Ana Paula Zacarias, secretária de Estado dos Assuntos Europeus, e os deputados que o acompanham nesta visita ao Reino de Espanha: Carla Barros, do PSD, Luís Testa, do PS, António Carlos Monteiro, do CDS-PP e Rita Rato, do PCP. O Bloco de Esquerda optou por não se fazer representar.

Apesar de no domingo à noite, à chegada a Madrid, Marcelo Rebelo de Sousa ter declarado que não iria “falar de questões portuguesas” em Espanha, esta segunda-feira comentou o atual quadro político nacional, numa conversa com estudantes, e elogiou a procura de um “equilíbrio difícil” entre consolidação orçamental e preocupações sociais.

Segundo o Presidente da República, “Portugal tenta, busca apresentar uma via de equilíbrio – até hoje, com bons resultados“, o que “é muito bom para Portugal, é muito bom para os portugueses”.

“Há uma preocupação de equilibrar o que é necessário para a redução do défice com a justiça social” e de “de recuperação do que foi sacrificado durante os anos da crise: quatro anos e meio de crise”, acrescentou o chefe de Estado, citado pelo Observador, concluindo: “É um equilíbrio difícil“.

Por outro lado, em resposta a uma pergunta sobre a União Europeia, voltou a apresentar-se como “um otimista realista” e apelidou o primeiro-ministro, António Costa, de “radical otimista”. O primeiro-ministro português “é sempre mais otimista, todos os dias diz: que maravilha, vai ser um dia sem nuvens, maravilhoso”, descreveu. “Eu digo: depende”.

“No entanto, em relação à Europa, temos de ser exigentes, mas otimistas e voluntaristas”, defendeu.

ZAP // Lusa

PARTILHAR

5 COMENTÁRIOS

  1. Começo a temer que haja por aí algum vírus a atacar o estado de sanidade dos políticos mundiais, certamente o senhor presidente está-se a ver num Portugal governado pelos comunistas num estado democrático, não lhe deve ter chegado a experiência do à beira do abismo em 1975, ou então acredita mesmo em milagres!.

  2. O OMO passou a chamar-se MARCELO !
    Lava mais branco mas ainda não consegue lavar o esterco da extrema esquerda.
    Se deixassem, BE e PCP tomariam o poder e faria de Portugal uma Coreia do Norte ou uma Cuba.
    Mesmo sem poder, têm tentado (e em alguns casos conseguido..) levar o país a aceitar deixar cair valores morais, de família e de nacionalidade.

  3. Nós estamos no século 21 não estamos no tempo da inquisição,mas podem aceitar que em Portugal existe estrema esquerda e direita,as duas uma merda,tem duvidas? quem não as vê anda muito distraído.

  4. DEIXA_ME RIR AHAHAHAHAH IIIiiiiiiiiiii pois deve ser VIRUS DO MEDIO ORIENTE COM CELULAS DE ASIA;AFRICA E etcet o CERTO e`que ja se fazem ESCRAVOS E ESCRAVAS em PORTUGAL à MODERNA e assim vai este PORTUGAL tapa a CARA e destapa OUTRA iiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiizzzzzzzzzzzzzzzzzzzzz atè as BARRACAS CUBATAS ABANAM; com este andar oua NOSSA SENHORA NOS SALVA ou O A CRIADOR nos APOIO NA SUAS MAOS AMEN ZZZZZZZZZZZZZZZZZZZZZ;;;;;;;
    AGP

RESPONDER

"Lobisomem da Sibéria". Maior assassino em série da Rússia era polícia e matou 78 mulheres

Um ex-polícia russo, já condenado a prisão perpétua pela morte de 22 mulheres, foi sentenciado esta segunda-feira na Sibéria por mais 56 homicídios, o que o torna no maior assassino em série da história recente …

Mais de 20 comboios vão ser suprimidos no Natal e Ano Novo

Mais de duas dezenas de ligações ferroviárias, entre Intercidades e Alfa-Pendulares, serão suprimidas nos dias 24, 25 e 31 de dezembro e 1 de janeiro de 2019, à semelhança de anos anteriores, devido à fraca …

Catalães devem seguir a via eslovena e estar "dispostos a tudo" para alcançar independência

Quim Torra disse este sábado que os catalães devem seguir o exemplo do processo de independência da Eslovénia e estar "dispostos a tudo". O presidente do governo regional da Catalunha, Quim Torra, disse este sábado que …

"Injustiça fiscal." Governo rejeita alterar IRS para salários de anos anteriores

O Governo recusou aceitar uma recomendação da Provedora de Justiça que pedia ao Executivo para atualizar o regime de IRS para rendimentos relativos a anos anteriores. No início de outubro, a Provedora da Justiça escreveu a …

Oito anos depois, pensionistas recebem subsídio de Natal por inteiro

Oito anos depois, os pensionistas recebem esta segunda-feira o subsídio de Natal por inteiro, sem cortes e no mês de dezembro. A maioria dos pensionistas da Segurança Social começa esta segunda-feira a receber a pensão de …

Carlos Ghosn, ex-presidente da Renault-Nissan, acusado por ocultar rendimentos

O Ministério Público japonês acusou oficialmente o ex-presidente da Nissan de ocultar rendimentos da empresa durante um período de cinco anos. De acordo com a agência Kyodo e o canal público NHK, o Ministério Público responsabiliza …

Casa onde Sócrates vive "pagou" salinas em Angola

O apartamento de luxo onde José Sócrates está a residir na Ericeira foi uma "dação em pagamento" de um empresário angolano ao primo do ex-primeiro-ministro, José Paulo Pinto de Sousa, que é suspeito de ser …

Caso Galpgate. Três ex-secretários de Estado não vão a julgamento

Os três secretários de Estado que se demitiram no ano passado na sequência do caso dos convites para assistirem a jogos de futebol do Euro 2016 em França não vão a julgamento. Os ex-governantes e outros …

Estado distribui agendas com castelhano como língua principal

O Estado português distribuiu agendas nas quais o "castelhano é a língua dominante" aos altos quadros da administração pública, revelou Luís Marques Mendes neste domingo, no seu habitual espaço de comentário na SIC.  "Será que …

Marcelo "totalmente alheio" ao envolvimento da namorada na queda do BES

Marcelo Rebelo de Sousa comentou a notícia sobre as eventuais responsabilidades da namorada Rita Amaral Cabral na queda do BES, no âmbito das funções que exerceu no Banco. "Sou totalmente alheio", garante o Presidente da …