/

Cerca de 900 mil portugueses não têm médico de família. Pandemia atrasa contratação

1

Existem ainda 900 mil portugueses sem médico de família, segundo os dados de abril adiantados pela ministra da Saúde, no Parlamento.

Neste sentido, Marta Temido admite que “há muito ainda por fazer”, mas aponta que até ao final de junho deverá avançar a colocação de recém especialistas de medicina geral e familiar.

“A cobertura de médicos de família a abril situava-se nos 91%, correspondendo a 900 mil utentes sem médico de família”, adiantou ministra, citada pelo ECO.

Marte Temido explicou, em audição no Parlamento, que “em abril a situação agravou-se porque se continuam a verificar aposentações, mas por outro lado temos também realidade que decorre de termos mais 59 mil inscritos nos cuidados de saúde primários só este quadrimestre”.

Relativamente às novas inscrições, Temido explicita que se trata de casos nos quais a “inscrição estava inativa, as pessoas reativaram inscrição com a procura de cuidados de saúde e também de vacinação, o que aumentou décalage que é um tema para o qual temos que trabalhar para inverter a tendência”.

A ministra da Saúde sublinha ainda que quando a equipa deste Executivo recebeu o Ministério da Saúde, em 2015, “tínhamos mais de um milhão de portugueses sem médico de família”.

Entre as coisas que faltam ainda fazer, a ministra adianta ainda que há um conjunto de enfermeiros de família cuja contratação está em curso, nomeadamente “por força da decisão de dar estabilidade laboral a conjunto de recursos humanos”.

Nos cuidados de saúde primários há também “trabalho em curso para a aplicação da portaria que incentiva consultas presenciais”.

Por outro lado, a presente emergência sanitária ditou o adiamento do exame final de internato médico, protelando a abertura do concurso de recrutamento de recém-especialistas em Medicina Geral e Familiar (MGF).

Num ano em que se prevê um pico de aposentações, o Governo quer contratar 935 médicos de família, adianta o Jornal de Notícias.

  ZAP //

1 Comment

Deixe o seu comentário

Your email address will not be published.