EDP e consumidores disputam 717 milhões da fatura elétrica que não têm dono

Os acertos finais da hidraulicidade permitiram descobrir um montante de 717 milhões de euros que está agora a ser disputado pela EDP e pelo regulador e organismos da energia tutelados pelo Estado.

Segundo o Correio da Manhã, os acertos finais da hidraulicidade – um mecanismo que corrigia as diferenças de preços entre os anos mais chuvosos e os mais secos – permitiu descobrir um montante de 717 milhões de euros.

Este deverá tornar-se o mais recente conflito entre a EDP e o Estado, uma vez que a Entidade Reguladora dos Serviços Energéticos (ERSE) e o Conselho Nacional do Consumo (CNC) dizem que o dinheiro é dos consumidores mas a elétrica, que tem gerido a conta, defende que o dinheiro lhe pertence.

O valor agora encontrado foi apontado, de acordo com o jornal, num estudo do grupo de trabalho criado para o efeito, por um decreto-lei de 2010, e que é composto por representantes da ERSE, CNC, EDP e REN.

No documento, a que o CM teve acesso, é ainda visível a divisão quanto a quem pertence a verba em causa: a ERSE e o CNC consideram que esta verba pertence ao sistema elétrico – baixando os custos para os consumidores -, enquanto que a empresa liderada por António Mexia a reclama na totalidade. A REN, por sua vez, abstém-se de decidir.

De acordo com o Observador, as conclusões deste relatório vão sustentar uma decisão política sobre o destino da verba, não tendo sido possível saber quando essa decisão será tomada. Certo é que a decisão final caberá à secretaria de Estado da Energia, tutelada por Jorge Seguro Sanches, que no passado recente já homologou várias decisões desfavoráveis à EDP e que levaram a empresa a impugná-las em tribunal.

Caso disso é o ajustamento final dos custos de manutenção do equilíbrio contratual (CMEC) que impôs um corte na ordem dos 100 milhões de euros aos pagamentos devidos às centrais da empresa nos próximos dez anos.

O CM adianta ainda que a divisão gerada sobre quem é, afinal, o dono desta verba avultada levou mesmo à anulação do primeiro grupo de trabalho devido, segundo um despacho de 13 de dezembro de 2017, à “interferência de elementos externos”.

O jornal apurou que em causa esteve o facto de a EDP ter contratado a consultora KPMG para fazer os acertos finais da conta que reclamavam para a elétrica uma verba de 1,8 mil milhões de euros. Na perspetiva dos restantes membros, essas eram contas que deveriam ser feitas pelo próprio grupo.

Com a nomeação de novos elementos para o grupo de trabalho, o apuramento dos fluxos financeiros apontou para uma conta substancialmente mais baixa de 717 milhões de euros. Este saldo, segundo o Observador, resulta da diferença entre os 322 milhões de euros recebidos por esta conta e que tiveram origem nas tarifas e os pagamentos feitos em nome da estabilização do sistema tarifário que foram de 1.039 milhões de euros.

ZAP //

PARTILHAR

7 COMENTÁRIOS

  1. Claro que esse dinheiro é nosso!!
    Esse e muito mais que foi/é cobrado abusivamente para alimentar parasitas (e os chineses)!…
    Por aqui se vê o excelente resultado das privatizações…

      • É… o que vale é que depois do 44 vieram os “salvadores da pátria” – e que entregaram a EDP de mão beijada aos chineses!!
        Foi a primeira privatização (e a mais ruinosa!) do Passos; que andava a dormir enquanto vendia país ao desbarato!…
        Este é só mais um caso onde não houve o mínimo cuidado em acautelar o interesse público – e o resultado está à vista!…

RESPONDER

Um ano após o confinamento de Wuhan o mundo continua em crise devido à covid-19

Quase um ano depois da imposição do confinamento na cidade de Wuhan para travar o vírus SARS-CoV-2, que se assinala este sábado, o mundo continua em luta contra a pandemia, apesar do aparecimento de vacinas. A …

Pessoas com certas características podem ser mais suscetíveis a "ouvir" os mortos

Uma equipa de cientistas identificou certas características que podem tornar as pessoas mais suscetíveis a alegar que “ouvem” os mortos. Um novo estudo sugere que as pessoas que se descrevem como "clariaudientes" - em oposição a …

Sporting 1 - 0 SC Braga | Leões conquistam Taça da Liga com golo de Porro (e algum sofrimento)

O Sporting reconquistou hoje a Taça da Liga de futebol, ao vencer na final o Sporting de Braga, por 1-0, em Leiria, com um golo de Pedro Porro e enorme resistência durante a segunda parte. O …

Estados Unidos querem rever o acordo com rebeldes talibãs no Afeganistão

Os Estados Unidos indicaram hoje às autoridades afegãs o seu desejo de rever o acordo entre o Governo norte-americano e os talibãs, assinado em fevereiro de 2020, particularmente para "avaliar" o respeito dos rebeldes pelos …

"Excedeu todas as expetativas". Implante de córnea artificial devolve visão a homem cego

Um homem de 78 anos que estava cego dos dois olhos há 10 anos recuperou a visão após receber o primeiro implante de uma córnea artificial desenvolvida pela startup israelita CorNeat Vision. O implante CorNeat KPro …

Tenista João Sousa falha Open da Austrália após ter estado infetado

João Sousa vai falhar o Open da Austrália depois de ter estado infetado com o novo coronavírus, por determinação das autoridades australianas, anunciou hoje o tenista português. "É com muita tristeza que vos dou a conhecer …

Cientistas criam nova forma de produzir carne em laboratório (e prometem manter o sabor e a textura)

Uma equipa da McMaster desenvolveu uma nova forma de carne cultivada, através do uso de um método que promete manter o sabor e a textura mais naturais do que as outras alternativas à carne tradicional. Os …

Papa pede "jornalismo corajoso" e controlo de notícias falsas na Internet

O papa Francisco pediu hoje um "jornalismo corajoso" que venha ao encontro das pessoas e histórias, propondo ainda o controlo das notícias falsas na Internet, especialmente neste período de pandemia da covid-19. “Opiniões atentas lamentam, há …

A cidade mais antiga das Américas está sob ameaça de invasão (e a culpa é da pandemia)

Tendo sobrevivido durante cinco mil anos, o sítio arqueológico mais antigo das Américas está sob a ameaça de invasores que afirmam que a pandemia de covid-19 os deixou sem outra opção a não ser ocupar …

Suspeito do homicídio de Bruno Candé nega ter agido impulsionado por racismo

Evaristo Marinho disparou vários insultos racistas contra Bruno Candé: “Vai para a tua terra, preto, tens a família toda na sanzala e também devias lá estar”, foi um deles. Três dias depois acabou por matá-lo, …