35 anos depois, Toshiba deixa de fabricar portáteis

Depois de 35 anos a produzir e vender computadores, a empresa japonesa vai abandonar o negócio. O comunicado à imprensa divulga que a Toshiba vendeu as ações da Dynabook à Sharp, concluindo assim um processo que já teve início em 2018.

Agora, ao fim de dois anos de negociações, a Sharp adquiriu os 19,9% que ainda estavam nas mãos da Toshiba. Em comunicado, a tecnológica japonesa dá conta da transação e explica que a Dynabook, unidade dedicada a computadores, passa a ser uma subsidiária detida na sua totalidade pela Sharp.

Em 1985 a Toshiba criou o T1100. Este foi o primeiro computador portátil do mundo compatível com o PC IBM, recorda a Computer World. Quando foi criado, o T110 pesava 4,1 quilos, tinha 256 KB de memória RAM, um ecrã de 640 x 200 pixels, e custava 1.999 dólares (cerca de 1700 euros).

Apesar da invenção pioneira, uma questão que “assustou” os tecnológicos foi o tamanho do computador. “Naquela época, os computadores transportáveis ​​estavam a tornar-se populares, mas eram muito grandes“, disse Atsutoshi Nishida à Computer World.

Nishida liderou o projeto na década de 80, e mantém-se ainda como vice-presidente executivo corporativo da Toshiba.

Apesar de alguns obstáculos, os planos para o computador foram concretizados e Nishida cumpriu o que prometeu: foram vendidas 10000 máquinas em apenas um ano. O número não parece surpreendente tendo em conta o contexto atual, mas o executivo garante que  “naquela época era uma quantidade muito grande”.

A empresa foi líder de vendas em computadores portáteis durante a década de 1990 e grande parte da década de 2000. Porém o primeiro lugar, como grande produtora de computadores, foi colocado em causa com o aparecimento de fortes marcas concorrentes, divulga o online Interesting Engineering.

O desenvolvimento de tecnologia mais avançada por empresas como a Apple, HP, e Dell fez com que a Toshiba recuasse.  Estas marcas começaram a produzir computadores melhores, o que com o passar do tempo levou a empresa a vender a Dynabook à Sharp.

De acordo com dados apresentados pela Marketeer, a quota de mercado da Toshiba passou de 17,7 milhões de computadores em 2011 para apenas 1,4 milhões em 2017. Fica agora por esclarecer o futuro da Toshiba, numa altura em que vários setores da economia estão a ser afetados pela pandemia causada pelo novo coronavírus.

ZAP //

PARTILHAR

2 COMENTÁRIOS

RESPONDER

Encontrado o primeiro planeta que sobreviveu à morte da sua estrela

Uma equipa internacional de astrónomos relatou o que pode ser o primeiro planeta intacto encontrado a orbitar uma anã branca, as densas sobras de uma estrela semelhante ao Sol, apenas 40% maior do que Terra. O …

Os sinais de vida em Marte podem ter sido "apagados" por ácidos

Fluidos ácidos podem ter destruído há muito as evidências de vida biológica passada dentro da argila marciana - possivelmente explicando, assim, por que é tão difícil encontrar evidências de vida antiga no Planeta Vermelho. Em pouco …

Faca feita de fezes entre os vencedores deste ano dos prémios Ig Nobel

Uma faca feita com fezes congeladas e um jacaré a arrotar são alguns dos vencedores dos prémis Ig Nobel, que distinguem as invenções mais incomuns. Os prémios Ig Nobel – uma paródia dos prémios atribuídos pelas …

O hemisfério norte teve o verão mais quente de que há registo (e isso é um sinal de alerta para a Terra)

O hemisfério teve em 2020 o verão mais quente de que há registo. No geral, o Planeta Terra teve três dos meses mais quentes, e o mês de agosto foi o segundo mais quente que …

Há uma nova explicação para o naufrágio do Titanic: Uma fantástica Aurora Boreal

Todos conhecemos a história do Titanic. Também todos sabemos que o seu naufrágio aconteceu após o grande navio ter embatido num iceberg. Contudo, um investigador americano põe novas hipóteses em cima da mesa. E se …

Famalicão 1-5 Benfica | "Águia" faminta com nota artística

Após a desilusão de Salónica, que ditou um adeus precoce dos milhões da fase de grupos da Liga dos Campeões, o Benfica goleou na noite desta sexta-feira o Famalicão por 5-1, numa espécie de redenção. Neste …

O anonimato de Banksy teve um custo. Perdeu os direitos sobre uma das suas obras mais icónicas

O famoso artista de rua britânico Banksy perdeu uma longa batalha judicial pelos direitos autorais da obra "The Flower Thrower", contra a Full Colour Black, empresa que produz postais de felicitações. Banksy, o misterioso artista que, …

Reino Unido e Espanha aumentam restrições. Itália e Alemanha com quase dois mil casos

Madrid restringe movimentos de 850 mil pessoas, Itália regista um aumento dos casos de infeção nas últimas 24 horas, britânicos enfrentam novas restrições no país e Alemanha com dois mil novos casos de covid-19. A região …

Trump novamente acusado de assédio sexual. "Enfiou a língua na minha garganta", disse Amy Doris

O Presidente dos EUA, Donald Trump, foi acusado esta quinta-feira de agressão sexual por uma ex-modelo, num episódio que alegadamente terá ocorrido num torneio de ténis, em 1997. A ex-modelo Amy Dorris relatou ao jornal britânico …

Ventura pondera suspender mandato para se dedicar à campanha presidencial

O presidente do Chega afirmou hoje que o seu partido "está a analisar" no plano jurídico a questão da suspensão temporária do seu mandato de deputado para se dedicar às campanhas dos Açores e presidenciais. Em …