Mais de 300 aviões Boeing 737 Max podem ter defeitos de fabrico

Bill Abbott / Flickr

Boeing 737 Max da companhia americana Southwest.

A Agência Federal de Aviação (FAA), autoridade que regula o setor aeronáutico norte-americano, detetou problemas em mais de 300 aviões Boeing 737 Max.

De acordo com a TSF, os aviões Boeing 737 Max podem ter componentes com defeito de fabrico que requerem substituição. A FAA detetou problemas em componentes das asas que podem provocar danos no aparelho em pleno voo.

Em causa estão os slats fabricadas por um fornecedor subcontratado pela Boeing. Estes painéis móveis são uma parte integrante dos flaps e localizam-se ao longo da asa para fornecer um impulso adicional durante as aterragens e descolagens.

Uma falha total destas componentes pode provocar a queda do avião, alerta o regulador. A FAA vai, por isso, emitir uma diretiva para ordenar a identificação e retirada destas peças no prazo de dez dias.

Em resposta à FFA, a Boeing admite ter identificado 20 aviões 737 Max que provavelmente terão peças com defeito e vai ainda confirmar o estado em que estas componentes se encontram noutros 159 aparelhos. A fabricante norte-americana admite que o mesmo problema possa afetar 21 aviões 737 NG e está ainda a analisar 112 aviões deste mesmo modelo.

Os Boeing 737 Max continuam proibidos de voar depois queda de dois aviões em outubro e novembro do ano passado. Tanto o primeiro acidente que matou 189 pessoas, e que envolveu um avião da Lion Air, como o segundo que matou 157, e que envolveu um avião da Ethiopian Airlines, registaram um mesmo erro no novo sistema automático de estabilização – o chamado MCAS, criado para corrigir a posição do nariz do avião – uma novidade do modelo Max.

Em resultado, os pilotos receberam leituras incorretas do sensor e a tripulação não conseguiu desligá-lo. O nariz dos dois aparelhos foi forçado a baixar e levantar sucessivamente em poucos minutos minutos até que a perda de controlo foi total.

A Boeing já concluiu as atualizações de software requeridas para resolver este problema e entregou novas diretivas à FAA, que por sua vez vai assegurar a formação e certificação dos pilotos.

ZAP //

PARTILHAR

2 COMENTÁRIOS

RESPONDER

Cientistas criam algoritmo para identificar covid-19 a partir do som da tosse

Investigadores de vários países criaram um algoritmo que afirmam poder identificar se uma pessoa tem covid-19 a partir do som da sua tosse. Cientistas do México, Estados Unidos, Espanha e Itália, liderados por uma equipa do …

Para proteger o fundo do mar, novo sistema permite atracar vários barcos com uma só "âncora"

Quando vários barcos se amontoam numa enseada durante a noite, cada um deles lança uma âncora que pode potencialmente danificar os corais e a vida marinha no fundo do mar. O sistema Seafloat foi criado …

Japão e Estados Unidos assinam acordo de cooperação para exploração da Lua

O Ministério da Educação, Cultura, Desporto, Ciência e Tecnologia do Japão e a agência espacial dos Estados Unidos (NASA) assinaram um acordo de colaboração entre os dois países no programa Artemis, para a exploração da …

Washington Redskins mudam de nome por ser considerado racista

A equipa de futebol americano, até aqui denominada de Washington Redskins, vai abandonar essa designação, considerada de teor racista, para designar nativos da América do Norte. Em comunicado, a equipa de Washington explicou que, depois de uma …

Flores precisaram de cerca de 50 milhões de anos para se tornarem o que são hoje

As plantas com flor evoluíram há cerca de 100 milhões de anos, mas precisaram de outros 50 milhões de anos para diversificar e tornarem-se aquilo que são hoje, sugere uma equipa de investigadores. Os cientistas documentaram …

Estudo sugere que imunidade à covid-19 pode desaparecer em poucos meses

A imunidade adquirida por anticorpos após a cura da covid-19 pode desaparecer em alguns meses, o que poderá complicar o desenvolvimento de uma vacina eficaz a longo prazo, sugere um estudo britânico divulgado esta segunda-feira. "Este …

60 anos depois, já se sabe o que aconteceu aos 9 russos que desapareceram na Montanha da Morte

Passados 61 anos, o mistério da morte de nove esquiadores russos que faziam uma caminhada pelos Montes Urais, perto da chamada Montanha da Morte, foi finalmente resolvido. Em 1959, nove viajantes russos que faziam uma caminhada …

Médicos Sem Fronteiras é "institucionalmente racista", acusam atuais e ex-colaboradores

Uma declaração assinada por mil atuais e ex-funcionários revela que a Organização Não Governamental (ONG) Médicos Sem Fronteiras (MSF) é "institucionalmente racista" e reforça o colonialismo e a supremacia branca no trabalho humanitário que pratica. Na …

Empresa culpada pela crise de opioides fez contribuições políticas após declarar falência

A Purdue Pharma, empresa culpada pela crise de opioides nos Estados Unidos, fez contribuições políticas após ter sido processada e declarado falência. Os opioides são usados para aliviar a dor, mas também provocam uma sensação exagerada …

Norte-americano morre após ir a festa para provar que a covid-19 é uma farsa

Um norte-americano de 30 anos, de San Antonio, no estado do Texas, morreu de covid-19 depois de ir a uma festa para provar que a doença era uma farsa, informou a media local. O homem foi …