/

Portugal com novo máximo de mortes. Há mais 10.663 infetados

2

Homem de Gouveia / Lusa

Portugal registou, esta sexta-feira, mais 159 mortes e 10.663 novos casos de infeção pelo novo coronavírus, segundo o boletim epidemiológico da Direção-Geral da Saúde (DGS).

De acordo com o último boletim da DGS, dos 10.663 novos casos, 4280 são na região de Lisboa e Vale do Tejo. No Norte há mais 3295 infetados do que nas últimas 24 horas, no Centro há mais 2041, no Alentejo há mais 577, no Algarve há mais 328 e nos Açores e na Madeira há mais 49 e 93 casos, respetivamente.

No total, o número de pessoas infetadas pela doença desde o início da pandemia é agora de 528.469. Há, neste momento, 125.861 casos ativos, mais 4046 do que nesta última quinta-feira.

Estão também confirmadas 8543 mortes devido à covid-19, mais 159 óbitos relativamente às últimas 24 horas. A DGS indica que 65 ocorreram na região de Lisboa e Vale do Tejo, 35 na região Norte, 34 na região Centro, 15 no Alentejo e 10 no Algarve.

Neste momento, existem 4560 doentes internados em Portugal (mais 192 do que ontem), dos quais 622 estão nos cuidados intensivos (mais 11 pessoas do que ontem).

O boletim da DGS também aponta para mais 6458 doentes recuperados, verificando-se já um total de 394.065 pessoas. Há ainda 142.740 pessoas em vigilância pelas autoridades de saúde, mais 3748 em relação ao dia de ontem.

O novo confinamento geral entrou em vigor às 00h00 desta sexta-feira. Todos os portugueses voltam a ficar abrangidos pelo dever de recolhimento domiciliário, mas há uma série de exceções, como ir ao supermercado, realizar provas e exames de condução ou ir ao dentista.

  Filipa Mesquita, ZAP //

2 Comments

Deixe o seu comentário

Your email address will not be published.