Três meses de covid-19 em Portugal. 32.895 infetados, 1.436 mortos e uma batalha por vencer

Mário Cruz / Lusa

Em Portugal, há 32.895 casos confirmados, 1.436 mortes e 19.896 recuperados, de acordo com o boletim epidemiológico divulgado esta terça-feira pela Direção-Geral da Saúde.

Portugal regista mais 12 mortes do que no dia anterior, um número que corresponde a uma taxa de crescimento de 0,84%, num total de 1.436 mortes registadas desde março. Nas últimas 24 horas, foram identificados mais 195 casos positivos, um aumento de 0,6%, num total de 32.895 casos positivos.

Ainda de acordo com o boletim epidemiológico divulgado esta terça-feira, 19.869 pessoas foram dadas como recuperadas, mais 317 do que na segunda-feira. Há agora 432 pessoas internadas, 58 das quais em unidades de cuidados intensivos.

Na Região de Lisboa e Vale do Tejo, onde se tem registado maior número de surtos, há mais 158 casos de infeção (um aumento de 1,4%). Ainda assim, a região Norte continua a registar o maior número de infeções (16.789), seguida pela região de Lisboa e Vale do Tejo (11.493), da região Centro (3.753), do Algarve (372) e do Alentejo (270).

Os Açores registam 137 casos de covid-19 e a Madeira contabiliza 91 casos confirmados.

O primeiro caso positivo de SARS-CoV-2 registou-se há, exatamente, três meses. Foi a 2 de março que o primeiro caso em território português foi confirmado: um médico de 60 anos, regressado do Norte de Itália e internado num hospital no Norte do país.

Pela primeira vez na história da democracia, e apenas 16 dias depois do primeiro caso, Portugal decretou estado de emergência, que foi sendo renovado e esteve em vigor entre 22 de março e 2 de maio.

Em declarações ao Público, Ricardo Mexia, presidente da Associação de Médicos de Saúde Pública, referiu que se passaram apenas três meses desde o primeiro caso positivo, “mas parece que se passaram três anos”.

“Conseguimos evitar o crescimento exponencial, mas também ficaram à vista algumas das insuficiências do sistema, quer do ponto de vista dos sistemas de informação, dos recursos humanos e, numa fase inicial, dos testes e do equipamento de proteção individual”, justificou o responsável, admitindo que as insuficiências não tiveram consequências “graves”.

Três meses depois, a hipótese de uma segunda vaga não está fora da mesa. Ainda esta segunda-feira, a secretária de Estado adjunta e da Saúde, Jamila Madeira, admitiu durante a conferência de imprensa da Direção-Geral da Saúde que “a batalha não está ganha“.

Durante a habitual conferência de imprensa, António Lacerda Sales indicou que a Região de Lisboa e Vale do Tejo concentra grande parte dos casos diagnosticados no país e “as atenções e maiores preocupações” das autoridades.

“O INEM tem um plano de testagem em curso em várias dezenas de empresas situadas na Grande Lisboa, a maioria na zona da Azambuja. Outras estão a decorrer durante o dia de hoje e as restantes com agendamento para os próximos dias. Prevê-se estender estes rastreios a outras empresas sob a orientação da autoridade de saúde até ao fim desta semana, altura em que faremos um ponto de situação”, referiu o secretário de Estado da Saúde.

O responsável frisou que grande parte das medidas tomadas agora para conter os surtos nessa região só terão impacto dentro de duas semanas. “Temos, portanto, de ser resilientes e manter o foco. A responsabilidade individual é tão ou mais determinante do que na fase do confinamento.”

A diretora-geral da Saúde , Graça Freitas, explicou que só a Grande Lisboa e o Norte têm focos de transmissão comunitária de covid-19. No Centro há “apenas pequenos focos muito localizados”, assim como no Alentejo e Algarve. Já a Madeira e os Açores a “transmissão esporádica”.

“A região Centro refere apenas pequenos, muito pequenos, focos localizados. A região de Lisboa e Vale do Tejo considera que ainda tem transmissão comunitária – temos estes padrões localizados em empresas, lares, obras, mas ainda temos disseminação comunitária. O Alentejo e Algarve já só tem pequenos focos – até há dias que não têm nenhum. E a Madeira e os Açores consideraram que tem apenas transmissão esporádica”.

ZAP //

PARTILHAR

RESPONDER

As águas profundas provocam terramotos e tsunamis (e já se sabe como)

Uma nova investigação vincula diretamente o ciclo da água na Terra com a produtividade magmática e a atividade sísmica. A água (H2O) e outros elementos voláteis (como o CO2 e o enxofre) que circulam nas profundezas …

Cidade japonesa acaba de proibir a utilização de telemóveis enquanto se caminha

A cidade japonesa de Yamato acaba de aprovar uma proposta de lei que proíbe as pessoas de utilizarem telemóveis enquanto caminham. A cidade, localizada num subúrbio de Tóquio, entende que os telemóveis são um risco …

MIT apagou base de dados popular que ensinou IA a ser racista e sexista

O Instituto de Tecnologia de Massachusetts (MIT), nos Estados Unidos, viu-se obrigado apagar uma base de dados de treinamento de Inteligência Artifical (IA) depois de esta ensinar vários algoritmos a usar insultos racistas e sexistas. …

Escola Básica e fábrica de Paços de Ferreira encerradas, com nove casos positivos

A Escola Básica n.º 2 e a Fábrica de Lacados Abrelac, em Paços de Ferreira, Porto, foram encerradas após diagnosticados nove casos de covid-19 para “prevenção” e para “interromper as cadeias de transmissão”, disseram hoje …

Mais nove mortes e 328 casos confirmados em Portugal

Portugal regista hoje mais nove óbitos por covid-19, em relação a sábado, e mais 328 casos de infeção confirmados, dos quais 254 na região de Lisboa e Vale do Tejo, segundo os dados da Direção-Geral …

Cientistas criam miniatura de ondas de choque de supernovas (e quase desvendam um mistério)

Esta versão em miniatura das ondas de choque das supernovas pode ter ajudado os cientistas a chegar muito perto da resolução de um antigo mistério cósmico. Uma equipa de investigadores do Departamento de Energia do Centro …

Na Indonésia, são os recém-licenciados quem mais vai sofrer com o impacto económico da covid-19

A covid-19 continua a desacelerar a economia na Indonésia e pode causar graves impactos nos recém-licenciados que entram no mercado de trabalho pela primeira vez. Na Indonésia, o crescimento económico diminuiu para 2,97% durante o primeiro …

Mudanças climáticas ameaçam 60% das espécies de peixes do mundo

Uma nova investigação levada a cabo por cientistas do Instituto Alfred Wegener, na Alemanha, sugere que as mudanças climáticas podem destruir mais espécies de peixes do que se pensavam anteriormente. Se as temperaturas globais subirem …

Engenheiros desenvolvem célula de combustível duas vezes mais eficiente do que a de hidrogénio

Uma equipa de engenheiros da Universidade de Washington, nos Estados Unidos, desenvolveu um novo processo para uma célula de combustível que funciona com o dobro da tensão das células a combustível tradicionais de hidrogénio. O novo …

Preços das bebidas concertados durante anos. Seis supermercados sob suspeita de cartel

Seis grupos de distribuição alimentar e dois fornecedores de sumos, vinhos e outras bebidas, foram acusados pela Autoridade da Concorrência de concertarem preços durante vários anos em prejuízo do consumidor. "Após investigação, a Autoridade da Concorrência, …