100 mil catalães pedem eleições em 3 meses

As associações independentistas da Catalunha exigiram hoje em Barcelona perante milhares de pessoas a realização de eleições regionais dentro de três meses, depois de o presidente da região, Artur Mas, ter optado por um modelo alternativo de referendo.

Presidente, convoque eleições, nós queremos votar dentro de 3 meses, queremos chegar à primavera de 2015 com um novo parlamento”, declarou Carme Forcadell, dirigente da Assembleia Nacional da Catalunha (ANC), a principal força por detrás das manifestações há cerca de dois anos a favor da independência desta região do norte de Espanha.

Agitando numerosas bandeiras independentistas, cerca de 100 mil catalães responderam ao apelo das associações e juntaram-se na praça da Catalunha, no centro de Barcelona, antes do referendo agendado para 09 de novembro, mas cujo modelo inicialmente proposto, foi suspenso pela justiça espanhola, depois de ter sido considerado inconstitucional.

A 14 de outubro o presidente do Governo regional catalão manifestou-se decidido a realizar o referendo de 9 de novembro, num modelo de “participação cidadã” e com base em legislação que lhe confira competências.

“O Governo da Catalunha mantém o objetivo de realizar a consulta de 9 de novembro de 2014. Isto significa que haverá locais abertos para que o público possa votar e participar. Haverá urnas e boletins de voto e a mesma pergunta”, afirmou Artur Mas.

“O Governo vai preparar toda a logística necessária para os cidadãos poderem votar. Mobilizaremos mais de 20 mil voluntários”, disse.

Convergència i Unió / Flickr

Artur Mas, presidente do governo catalão, no Parlament de Catalunya

Artur Mas, presidente do governo catalão, no Parlament de Catalunya

Segundo Artur Mas todos os cidadãos maiores de 16 anos “podem ir a esses locais com urnas” que serão instaladas “totalmente em locais do Governo regional” ou seja, “sem depender de terceiros” como seria o caso de autarquias ou outras entidades locais.

Mas, explicou, a consulta não se celebrará de acordo com o decreto que ele próprio assinou, porque o Tribunal Constitucional não levantou a suspensão do diploma e da lei de consultas catalã, como consequência do recurso do Governo espanhol.

O Governo catalão vai também criar um conselho geral de participação “que vigiará a transparência de toda a consulta”, sendo que os resultados e a participação serão anunciados a 10 de novembro.

“Isto é o que significa continuar adiante”, disse, 24 horas depois de notícias da Catalunha darem conta de que o Governo regional tinha renunciado à consulta de 9 de novembro.

Essa informação, que dominava hoje a atenção política, tinha mesmo suscitado reações do presidente do Governo espanhol, Mariano Rajoy que, meia hora antes da declaração de Artus Mas, as considerou “excelentes notícias”.

Artur Mas ironizou sobre os comentários de Rajoy, afirmando que “às vezes as notícias excelentes duram muito pouco“.

/Lusa

PARTILHAR

RESPONDER

Revolta nas Forças Armadas. Ramalho Eanes entre os 28 ex-chefes militares contra reforma Cravinho

Vinte e oito ex-chefes de Estado-Maior dos três ramos, incluindo o general Ramalho Eanes, assinaram uma carta a contestar o processo da reforma das Forças Armadas em curso e apelaram a um debate alargado à …

Israel reforça presença militar na fronteira com Gaza. "Última palavra ainda não foi dita"

O Exército israelita tinha anunciado, esta quinta-feira à noite, que os seus soldados tinham entrado na Faixa de Gaza. Depois veio negar essa informação, atribuindo a confusão a um problema de "comunicação interna". Na noite desta …

Carta de 1949 revela que Einstein já suspeitava do "super sentido" dos pássaros

Muitas décadas antes de sabermos que alguns animais têm "super sentidos", como é o caso dos pássaros, já o Nobel da Física discutia esse assunto com outros investigadores. Embora não se conheça o conteúdo da primeira …

Ferro empossa comissão de revisão constitucional por três meses. Iniciativa Liberal retira projeto

O presidente da Assembleia da República, Ferro Rodrigues, deu esta quinta-feira posse à comissão de revisão constitucional por três meses (90 dias), desejando “votos de muito bom trabalho”, na sala do Senado do Palácio de …

Serena Williams: "A prioridade é a minha filha, não os Jogos Olímpicos"

Recordista do ténis feminino deixa a entender de que não vai a Tóquio. Naomi Osaka coloca dúvidas à volta do próprio evento. "Sou atleta e, por isso, é claro que o meu pensamento imediato é: quero …

A Cidade do México está a afundar a um ritmo incontrolável

Um novo estudo mostra que a Cidade do México, a metrópole mais populosa da América do Norte, afundou tanto que será impossível salvá-la. Depois de séculos de drenagem dos aquíferos subterrâneos, o leito do lago no …

Micróbios podem já estar a comunicar com espécies alienígenas

Os micróbios podem já estar a comunicar com espécies alienígenas, algo semelhante ao que tentamos fazer através do projeto SETI desde 1959. Estaremos sozinhos no Universo? O famoso programa SETI (Search for Extraterrestrial Intelligence) tem tentado …

Tweet de Elon Musk afunda Bitcoins (e dá força à criptomoeda que nasceu como meme)

A Tesla vai deixar de aceitar Bitcoins como forma de pagamento. A revelação foi feita por Elon Musk numa publicação no Twitter e levou à queda do valor da criptomoeda no mercado. A par disso, …

Investigadores criam nova solução para óculos de realidade virtual e aumentada

Uma equipa de investigadores criou uma nova tecnologia para fornecer óculos de realidade virtual que não parecem "olhos de inseto". Num novo artigo publicado na Science Advances, os especialistas descrevem a impressão de ótica de forma …

Genética da população portuguesa pode explicar deficiência de vitamina D

Investigadores portugueses concluíram que a população portuguesa tem uma prevalência superior à média europeia de algumas alterações genéticas que levam a uma predisposição para o défice de vitamina D. Este estudo, coordenado pelo Centro Cardiovascular da …