100 mil catalães pedem eleições em 3 meses

As associações independentistas da Catalunha exigiram hoje em Barcelona perante milhares de pessoas a realização de eleições regionais dentro de três meses, depois de o presidente da região, Artur Mas, ter optado por um modelo alternativo de referendo.

Presidente, convoque eleições, nós queremos votar dentro de 3 meses, queremos chegar à primavera de 2015 com um novo parlamento”, declarou Carme Forcadell, dirigente da Assembleia Nacional da Catalunha (ANC), a principal força por detrás das manifestações há cerca de dois anos a favor da independência desta região do norte de Espanha.

Agitando numerosas bandeiras independentistas, cerca de 100 mil catalães responderam ao apelo das associações e juntaram-se na praça da Catalunha, no centro de Barcelona, antes do referendo agendado para 09 de novembro, mas cujo modelo inicialmente proposto, foi suspenso pela justiça espanhola, depois de ter sido considerado inconstitucional.

A 14 de outubro o presidente do Governo regional catalão manifestou-se decidido a realizar o referendo de 9 de novembro, num modelo de “participação cidadã” e com base em legislação que lhe confira competências.

“O Governo da Catalunha mantém o objetivo de realizar a consulta de 9 de novembro de 2014. Isto significa que haverá locais abertos para que o público possa votar e participar. Haverá urnas e boletins de voto e a mesma pergunta”, afirmou Artur Mas.

“O Governo vai preparar toda a logística necessária para os cidadãos poderem votar. Mobilizaremos mais de 20 mil voluntários”, disse.

Convergència i Unió / Flickr

Artur Mas, presidente do governo catalão, no Parlament de Catalunya

Artur Mas, presidente do governo catalão, no Parlament de Catalunya

Segundo Artur Mas todos os cidadãos maiores de 16 anos “podem ir a esses locais com urnas” que serão instaladas “totalmente em locais do Governo regional” ou seja, “sem depender de terceiros” como seria o caso de autarquias ou outras entidades locais.

Mas, explicou, a consulta não se celebrará de acordo com o decreto que ele próprio assinou, porque o Tribunal Constitucional não levantou a suspensão do diploma e da lei de consultas catalã, como consequência do recurso do Governo espanhol.

O Governo catalão vai também criar um conselho geral de participação “que vigiará a transparência de toda a consulta”, sendo que os resultados e a participação serão anunciados a 10 de novembro.

“Isto é o que significa continuar adiante”, disse, 24 horas depois de notícias da Catalunha darem conta de que o Governo regional tinha renunciado à consulta de 9 de novembro.

Essa informação, que dominava hoje a atenção política, tinha mesmo suscitado reações do presidente do Governo espanhol, Mariano Rajoy que, meia hora antes da declaração de Artus Mas, as considerou “excelentes notícias”.

Artur Mas ironizou sobre os comentários de Rajoy, afirmando que “às vezes as notícias excelentes duram muito pouco“.

/Lusa

PARTILHAR

RESPONDER

China caminha a passos largos para a normalidade. Gaming, cerveja e Ikea dão empurrão

A China não regista, desde 17 de maio, vítimas mortais causadas pelo novo coronavírus. No entanto, há dois surtos ativos que parecem não impedir a população de caminhar em direção à normalidade. À semelhança do resto …

No regresso ao Superior, o Ministério recomenda aulas presenciais, com máscara e ao sábado

No regresso do Ensino Superior, o Ministério da Ciência, Tecnologia e Ensino Superior recomenda que voltem as aulas em regime presencial com uso obrigatório de máscara e algumas das quais lecionadas ao sábado. Num comunicado …

"A profissionalização é fundamental". Este ano já morreram quatro bombeiros, todos voluntários

Nos incêndios deste ano já morreram quatro bombeiros. O último ano tão mortífero foi 2013, em que sete bombeiros perderam a vida. Em comparação, nos incêndios de 2019, não se registaram vítimas mortais entre esses profissionais. Como …

Portugal só tem 4 fiscais da ferrovia (e cada um tem de inspecionar 811 quilómetros)

O Instituto da Mobilidade e dos Transportes (IMT) tem apenas quatro técnicos afetos à fiscalização do setor. O organismo está a pedir o reforço destes profissionais desde 2014. De acordo com a edição desta quarta-feira do …

Dybala eleito melhor jogador do ano em Itália. Ronaldo fora da lista

O avançado argentino da Juventus foi eleito o melhor jogador da temporada 2019/20 do futebol italiano, enquanto o português Cristiano Ronaldo ficou de fora da lista de premiados. Na nota publicada no site oficial da Série …

Novo Banco registou perdas de 260 milhões à revelia do Banco de Portugal

A equipa António Ramalho terá inscrito nas contas 260 milhões de euros em perdas, passíveis de reembolso, sem falar com o Fundo de Resolução. O Público avança que a equipa de António Ramalho sinalizou, nos resultados …

Pingo Doce

Vídeo denuncia desperdício alimentar em supermercado. Jerónimo Martins está a investigar

Hugo Breda e João Relógio, ambos associados à produtora Swag On, publicaram na suas contas de Instagram um vídeo no qual denunciam o desperdício alimentar numa cadeia de supermercados em Lisboa.  O vídeo publicado nas …

O adeus de uma lenda. Ronaldo, Messi e Buffon despedem-se de "San Iker"

O internacional português Cristiano Ronaldo e o argentino Lionel Messi recorreram às redes sociais para se despedirem de Iker Casillas, que esta terça-feira anunciou o fim da sua carreira.  "Foi um orgulho ter partilhado grandes momentos …

Há trabalhadores que estiveram em lay-off sem direito ao apoio salarial

O apoio destinado a trabalhadores que estiveram em regime de lay-off só se aplica a quem tenha estado nesta situação um mês civil completo. A 19 de junho, o Governo aprovou o decreto-lei que criou o …

Ordenado de 3 milhões e outros tantos em prémios. O contrato de Jesus à lupa

Jorge Jesus, que esta segunda-feira foi oficialmente apresentado como treinador do Benfica, vai ganhar três milhões de euros líquidos temporada, valor a que acrescem outros tantos milhões mediante prémios. Apesar de vir auferir um salário …