1.º de Maio da pandemia comemorado com vídeos (ou na rua, mas com menos gente)

O Dia do Trabalhador é hoje comemorado de forma diferente devido à pandemia, com os vídeos da UGT ou com as iniciativas de rua da CGTP, em 24 cidades e com poucos participantes.

O estado de emergência em que o país ainda está, com as regras de confinamento para combater a propagação da covid-19, obrigaram as duas centrais sindicais a cancelar as comemorações que tinham previstas para assinalar o 1.º de Maio e a optar por iniciativas mais adequadas à situação.

A UGT vai evocar a data com uma ‘maratona’ de vídeos com depoimentos de sindicalistas da central e de estruturas sindicais estrangeiras, e o seu secretário-geral, Carlos Silva, usará também este meio para falar aos trabalhadores.

A CGTP, no entanto, entendeu que a situação laboral exigia ações de denúncia e encontrou soluções para comemorar o Dia do Trabalhador na rua, em menos localidades e com pouca gente, de modo a respeitar o distanciamento.

Lisboa e Porto serão, como habitualmente, os principais pontos das comemorações, mas sem as emblemáticas manifestações e desfiles.

As estruturas da Inter mobilizaram apenas dirigentes e ativistas sindicais para garantir o distanciamento de segurança e consideram que estes estarão na rua em representação de todos os trabalhadores para afirmar as suas reivindicações nesta fase de pandemia.

Em Lisboa, o 1.º de Maio da CGTP-IN é comemorado, como é tradição, na alameda Afonso Henriques, mas sem multidão, faixas reivindicativas ou tasquinhas.

A secretária-geral, Isabel Camarinha, fará a sua intervenção político-sindical naquele local, ao início da tarde, acompanhada, com a devida distância, pelos restantes elementos da Comissão Executiva da Inter.

No amplo relvado da alameda estarão apenas sindicalistas, que vão ocupar lugares previamente marcados no solo, com quatro metros de intervalo, empunhando pancartas e bandeiras sindicais.

A luta da CGTP no Dia do Trabalhador será pela proibição de todos os despedimentos, pela garantia do pagamento da retribuição total a todos os trabalhadores e por mais e melhores apoios às famílias e aos trabalhadores.

O país está a terminar o terceiro período de 15 dias de estado de emergência, iniciado em 19 de março, e as deslocações entre concelhos estão proibidas neste fim de semana prolongado, mas os sindicalistas estão autorizados a deslocar-se para participar nas iniciativas do Dia do Trabalhador.

A pandemia de covid-19 já provocou mais de 227 mil mortos e infetou quase 3,2 milhões de pessoas em 193 países e territórios. Em Portugal, morreram 989 pessoas das 25.045 confirmadas como infetadas, de acordo com a Direção-Geral da Saúde.

// Lusa

PARTILHAR

RESPONDER

Israel descobre túnel escavado desde a Faixa de Gaza

"O túnel, com várias dezenas de metros de comprimento, foi escavado em Khan Younès, no sul da Faixa de Gaza, e entra no território israelita", afirmou o porta-voz do exército, Jonathan Conricus, durante uma conferência …

Lei aprovada no Parlamento pretende facilitar prescrições de multas a partidos políticos

O projeto foi aprovado na generalidade no Parlamento, e está em discussão na especialidade. A Entidade das Contas e Financiamentos Políticos (ECFP) teme os efeitos da nova legislação sobre as prescrições de multas a partidos …

Noiva de Khashoggi processa príncipe herdeiro saudita

Hatice Cengiz, noiva de Jamal Khashoggi, colocou um processo contra o príncipe herdeiro saudita Mohammed bin Salman e outros alegados mentores do assassínio. A noiva do jornalista Jamal Khashoggi, assassinado na Turquia em outubro de …

Papa Francisco defende pela primeira vez uniões de facto para casais homossexuais

O Papa Francisco defendeu a regulação do casamento civil entre pessoas do mesmo sexo, afirmando que os homossexuais têm direito a constituir família. "Homossexuais têm o direito de constituir família. São filhos de Deus", defendeu o …

“Uma desgraça completa”. Ex-ministro do PSD arrasa atuação do Ministério da Saúde no combate à pandemia

O antigo governante do PSD Fernando Leal da Costa acusou esta quarta-feira o Ministério da Saúde de “falta de liderança” na gestão da pandemia de covid-19, e falou até de “uma desgraça completa” do ponto …

Ministro defende que investimento nas Forças Armadas “é tão relevante” como na saúde

O ministro da Defesa Nacional, João Gomes Cravinho, destacou o papel das Forças Armadas no combate à pandemia de covid-19 e defendeu que o investimento público nesta área “é tão relevante” quanto na saúde ou …

Giro. João "Rosa" Almeida segura liderança da geral

O português João Almeida (Deceuninck-QuickStep) manteve esta quarta-feira a liderança da Volta a Itália em bicicleta, numa 17.ª etapa ganha pelo australiano Ben O'Connor (NTT). O'Connor, de 24 anos, cumpriu os 203 quilómetros entre Bassano del …

Investimento público atinge máximo de uma década em 2021

Dados do relatório do Orçamento do Estado mostram que o Governo conta terminar 2020 com um investimento público de 4.884 milhões de euros (75 milhões de euros a menos do que a previsão do Orçamento …

Audições urgentes pedidas pelo PS sobre StayAway Covid são por escrito ou em dezembro

O Parlamento aprovou, esta terça-feira, a audição de entidades e personalidades sobre a obrigatoriedade da aplicação Stayaway Covid, proposta pelo PS, "com caráter de urgência", por escrito ou em dezembro, após o debate do Orçamento …

Taxa de nascimentos de linces no Vale do Guadiana é a mais alta da Península Ibérica

A taxa de nascimentos na população de linces ibéricos no Vale do Guadiana é a mais elevada da Península Ibérica, segundo os resultados dos censos 2019 divulgados hoje pelo Instituto da Conservação da Natureza e …