Brexit, impeachment de Trump, carros voadores e casas inteligentes. Na Web Summit, houve um pouco de tudo

Na terça-feira, foi o segundo dia da Web Summit, a conferência tecnológica e de empreendedorismo que arrancou na segunda-feira oficialmente em Lisboa, com o ativista Edward Snowden.

Ronan Dunne, CEO da Verizon, subiu ao palco principal para falar de 5G. “Com o 5G podemos atingir 10 Gbps. No 5G o volume de dados é dez vezes maior”, aponta o CEO da Verizon, que explica que o 5G é a diferença entre um carro autónomo conseguir travar a tempo ou haver um acidente. “O 5G é a capacidade de ter aparelhos móveis a deslocarem-se a altas velocidades”, refere. “Até 500 quilómetros por hora”, garante Ronan Dunne.

Segundo o líder da operadora, há ainda vantagens na quinta geração de rede móvel ao nível do consumo energético: “A energia consumida pelo 5G é apenas 10% do que a consumida pelo 4G”, refere.

Depois, Barbara Coppola, Chief Digital Officer do Ikea, falou sobre liderança no feminino e sobre como reiventar uma marca para a era digital. Coppola disse que “é preciso ouvir os clientes” para saber como adaptar a empresa. “O Ikea trabalha com muitas pessoas diferentes, muitas empresas. Ou seja, é uma cocriação de tendências”, explicou Barbara Martin Coppola.

A empresa está a contratar pessoas que se identifiquem com a “vertente humana” da marca, revelou ainda a responsável.

De seguida, foi a vez de Kevin Weil, vice-presidente de produto na Calibra, o departamento do Facebook que está a desenvolver a criptomoeda Libra, um projeto que tem merecido críticas e resistência regulatória em todo o mundo. Weil sempre foi “um grande fã da bitcoin” e que não tardou até ver potencial em criar algo assente no mundo das criptomoedas. A Libra deverá ser uma moeda universal para pagamentos e transações na Internet.

“Existia um grupo pequeno de fornecedores num ecossistema muito fechado, sem grande concorrência. De repente, aparece a Internet. Enviar um byte de um lado para o outro é, basicamente, gratuito. Depois surgiu o Skype e deixou de ser preciso pagar por chamadas. Vinte anos depois, pode-se transmitir vídeo em 360 graus para o outro lado do mundo. A questão é: podemos fazer o mesmo com o dinheiro?“, interrogou.

“A melhor altura para lançar a Libra foi há três anos. A segunda melhor altura é agora”, apontou Kevin Weil.

O Brexit e o impeachment de Trump

Michael Barnier, negociador-chefe da União Europeia para o Brexit, também discursou no palco principal. “O futuro será desenhado por diversas tendências. Uma delas é esta extraordinariamente complexa negociação. O Brexit não é só sobre o divórcio entre UE e Reino Unido. Há muitas outras consequências. É sobre a criação de uma nova parceria que dê estabilidade ao continente”, disse.

“Qual é a nossa perspetiva além do Brexit? Primeiro, paz. Segundo, proteção do nosso mercado único. Uma das razões pelas quais somos respeitados em Pequim e em Washington”, elencou Barnier. “O Brexit é uma escola de paciência. É uma escola de persistência.”

Michel Barnier terminou o discurso com um aviso: “O risco de um precipício mantém-se e todos devemos continuar vigilantes para esse resultado possível. Mas, se conseguirmos chegar a acordo, as futuras gerações vão olhar para ele de forma positiva.”

O painel sobre a política interna dos EUA e o processo de impeachment de Donald Trump teve como oradores Neal Katyal, ex-solicitador-geral dos EUA, e Brittany Kaiser, ex-trabalhadora da Cambridge Analytica.

Katyal disse acreditar que o presidente norte-americano vai ser demitido. Nesta altura, a Altice Arena irrompeu em aplausos, de acordo com o jornal ECO.

Brittany Kaiser, que participa no documentário The Great Hack, sobre o uso indevido de dados pessoais de milhões de utilizadores do Facebook para ajudar a eleger Donald Trump em 2016, disse que “não aprendemos nada sobre 2016 porque continua tudo igual e Mark Zuckerberg está a ajudar a isso”.

Casas inteligentes e carros voadores

David Eun, administrador de inovação da Samsung Electronics, falou sobre como é que a empresa vê a habitação em 2025, com a tendência da Internet das Coisas (IoT). O responsável da marca sul-coreana explica que o IoT está a chegar por fases, com soluções como uma câmara inteligente para ver quem está à porta da nossa casa.

Tudo estará ligado à rede, graças ao 5G. “No futuro, a questão não é sobre quantos dispositivos estão ligados. É sobre quantos dispositivos não estão ligados”, aponta.

A próxima fase das casas inteligentes é a fase das “experiências”. “A felicidade resultante das experiências dura mais tempo do que a felicidade resultante de quando compramos coisas”, indicou David Eun. No futuro, disse David Eun, “as experiências vão ser permitidas pelo software, hardware e pelos serviços”. “Não vão mudar só a natureza do lar, mas a utilização das divisões da casa”.

As televisões vão funcionar como “uma janela para o mundo”, as casas de banho vão ser transformadas num “centro de bem estar e saúde” e que um aspirador automático pode vir a ser “guarda de segurança pessoal” da casa.

“Há aqui uma grande oportunidade para as empresas, startups e empreendedores criarem estas experiências do lar do futuro. Vamos transformar uma casa num lar verdadeiramente inteligente e cheio de experiências espantosas”, rematou.

Depois do almoço, Manik Gupta, chief product officer, da Uber entrou no palco principal. O discurso começou com um anúncio: depois das bicicletas, a Uber acaba de lançar trotinetas elétricas Jump em Lisboa. Serão gratuitas nas primeiras viagens.

Depois dos carros, da entrega de comida e das bicicletas, chegam agora os serviços financeiros e as trotinetas. O chief product officer da tecnológica admitiu que o objetivo é responder a todas as necessidades numa só plataforma.

Tim Bradshaw, do Financial Times, questionou Gupta sobre os resultados da Uber. A tecnológica aumentou os prejuízo de 986 milhões de dólares, devido ao aumento de 33% nos custos. As ações afundaram 5,5% nas negociações após o fecho de Wall Street.

“O nosso negócio core continua a ter um desempenho muito bom”, defendeu, dizendo que o foco está no desenvolvimento tecnológico. Gupta lembrou a experiência que está a ser feita em Lagos, na Nigéria, com a Uber Boats e disse que “vamos ser rentáveis em 2021” e “os carros voadores vão avançar, no ano que vem vamos ter um teste e em 2023 cá estarão”.

O desporto também subiu ao palco

Eric Cantona apresenta o projeto em que é embaixador global, o Common Goal. O antigo jogador de futebol do Manchester United quer que os atletas profissionais doem 1% dos salários para combater a pobreza no mundo.

“Os meus pais nunca me falaram, a mim ou aos meus irmãos, sobre fama ou dinheiro”, começou por dizer. “Pelo que entendo, muitos pais falam aos filhos de dinheiro, pobreza, crescimento… Questiono se não estamos a perder a essência do jogo”.

Jürgen Griesbeck, co-fundador da Common Goal, explicou que o objetivo é usar o futebol como força pelo bem social. “A ideia por trás da Common Goal é muito simples”, disse. “As pessoas diziam-nos que éramos loucos e que nunca iria resultar, mas já temos 130 atletas profissionais a trabalhar connosco”.

Ronaldinho foi promover o Teqball, desporto do qual é embaixador. A modalidade “já tem 36 federações” e espera atingir “50”. “É o desporto mais rápido que está aí. Começou num jardim e espero que venha a ser olímpico”, sublinhou Viktor Huszar, cofundador do desporto. “Em 2028, é natural que o seja”, acrescentou mais tarde, em conferência de imprensa.

Além disso, o ex-futebolista brasileiro Ronaldo Nazário revelou que comprar um clube português continua nos seus planos, depois de se ter tornado em setembro de 2018 o acionista maioritário dos espanhóis do Valladolid.

Fundada em 2010 por Paddy Cosgrave, Daire Hickey e David Kelly, a Web Summit é considerada um dos maiores eventos de tecnologia, inovação e empreendedorismo do mundo e evoluiu em menos de seis anos de uma equipa de apenas três pessoas para uma empresa com mais de 150 colaboradores.

A cimeira tecnológica, que nasceu em 2010 na Irlanda, passou a realizar-se em Lisboa desde 2016, vai manter-se na capital até 2028, depois de, em novembro do ano passado, ter ficado decidida a permanência da conferência em Portugal por mais 10 anos, após uma candidatura com sucesso. O evento realiza-se em Lisboa até quinta-feira.

A quarta edição da Web Summit em Portugal vai contar com a participação de 1.206 oradores que vão intervir nos 22 palcos distribuídos pelo recinto do evento. Está também confirmada a presença de 2.526 jornalistas.

Esta quarta-feira, vão subir a palco Brad Smith, CLO da Microsoft, o Robô Sophia, criação da Hanson Robotics, Juan Branco, conselheiro legal de Julian Assange, conselheiro legal de Julian Assange, Werner Vogels, CTO da Amazon, Alex Chung, fundador do Giphy.

ZAP // Lusa

PARTILHAR

RESPONDER

Peter 2.0. Cientista com doença terminal quer transformar-se no ciborgue mais avançado de sempre

Peter Scott-Morgan, cientista britânico do ramo da robótica, está em fase terminal da doença do neurónio motor, uma doença degenerativa. Mas ele não quer visto como o homem que morreu daquela doença, mas sim tornar-se …

Estados Unidos vão transformar aeronaves obsoletas em "aviões arsenal"

Os Estados Unidos preparam-se para transformar algumas das suas maiores e mais obsoletas aeronaves em "aviões arsenal", que funcionarão como plataformas repletas de armas, revelaram fontes do Governo norte-americano. Foi em 2016 que esta ideia veio …

Imperador japonês paga 25 milhões de dólares por ritual secreto para dormir com deusa

Este ritual de sucessão do Imperador Naruhito aconteceu na quinta-feira e envolve dormir com uma deusa do Sol. O templo é construído para o efeito e é destruído depois. O ritual japonês altamente secreto conhecido como …

Para entrar nesta praia italiana, vai ser preciso pagar (e nem todos podem entrar)

Aos pés de uma antiga aldeia de pescadores, La Pelosa é uma atração turística muito célebre. Por isso, a autarquia decidiu tomar medidas para a proteger. A famosa praia tem sido uma vítima da erosão natural …

Laurent Simons será o mais novo licenciado do mundo. Tem 9 anos

O belga Laurent Simons tem apenas 9 anos e estás prestes a bater um recorde: em dezembro, deverá tornar-se o mais novo licenciado do mundo. O "menino prodígio", tal como é apontado pelos média internacionais, ingressou …

Preços dos passes Navegante ficam iguais em 2020

Os preços dos passes Navegante vão manter-se iguais em 2020, no âmbito da estratégia de “promoção da utilização dos transportes públicos coletivos”, anunciou esta sexta-feira a Área Metropolitana de Lisboa (AML). “A Área Metropolitana de Lisboa …

Os burros-táxi de Espanha vão ter horários de trabalho, estábulos novos e deixar de carregar turistas de 80 quilos

Os burros táxis são uma atração turística de Mijas, província de Málaga, no sul de Espanha. Agora foram definidas novas regras que têm em conta os direitos e o bem-estar dos animais. O serviço funciona como …

Vai ser preciso "ser-se rico" para visitar a famosa Ilha de Komodo

Em breve, os turistas que queiram visitar a Ilha de Komodo, o famoso lar de mais de 5.000 dragões de Komodo, terão de ser ricos. O aviso é do Governo local indonésio, que chegou mesmo …

Sócrates saúda saída da prisão de Lula. "Sei que estás em festa, pá"

O antigo primeiro-ministro José Sócrates, acusado de corrupção, considerou que a saída da prisão de Lula da Silva representou uma "reentrada no mundo" do ex-chefe de Estado brasileiro, acontecimento em relação ao qual o PS, …

Ministra da Justiça visitou mãe que abandonou bebé no lixo

A mãe que abandonou o bebé no caixote do lixo em Lisboa está bem de saúde e a receber apoio psicológico, constatou a ministra da Justiça, que esta sexta-feira visitou a jovem na cadeia de …