Web Summit: depois da missão secreta de Portas, o Governo vai “andar atrás deles”

Lisboa torna-se por estes dias na “Davos para geeks“, acolhendo mais de 50 mil participantes, oriundos de 165 países, para a Web Summit. O evento veio para Portugal após uma “missão secreta” de Paulo Portas e é uma grande aposta do governo para captar investimento.

A conferência global, considerada por muitos a maior cimeira tecnológica e de empreendedorismo do mundo, reúne em Lisboa, entre 7 e 10 de Novembro, mais de 50 mil participantes, incluindo sete mil presidentes executivos, 700 investidores e algumas das maiores empresas mundiais de tecnologia como a Google, o Facebook e a IBM.

Na Web Summit também se falará de desporto, de música e de cinema, contando com a participação do actor Joseph Gordon-Levitt, do músico Ne-Yo, de Seth Farbman, do Spotify, e de Marian Goodell, do festival Burning Man, dos ex-futebolistas Luís Figo e Ronaldinho Gaúcho, do surfista Garret McNamara e da atleta Patrícia Mamona.

Haverá ainda representantes de vários governos e Durão Barroso, cuja polémica contratação pelo banco de investimento Goldman Sachs ainda não assentou, vai também intervir no evento.

Governo vai “andar atrás” do dinheiro

O governo de António Costa tem-se empenhado particularmente na cimeira e o secretário de Estado da Indústria, João Vasconcelos, destaca que a Web Summit é uma óptima oportunidade para “mostrar ao mundo um Portugal sofisticado, moderno, tecnológico” e para “mostrar as nossas empresas e atrair investimento”.

Em entrevista à Rádio Renascença, o governante assume que vai andar “andar atrás deles”, dos empreendedores com dinheiro para investir, considerando que a missão do governo é a “atracção de investimento que crie riqueza e postos de trabalho”.

Também a maioria das 67 startups portuguesas seleccionadas para representarem Portugal na Web Summit vai participar na cimeira com a esperança de encontrar investidores e de se dar a conhecer, segundo os resultados de um questionário elaborado pela agência Lusa.

A “missão secreta” lançada por Paulo Portas

Esta primeira edição da Web Summit em Lisboa, onde o evento deve permanecer até 2020, surge depois de uma “missão secreta” lançada por Paulo Portas, ex-vice-primeiro-ministro.

O ex-governante conta à Rádio Renascença que percebeu que a Web Summit “era um evento com uma capacidade de atracção de startups e de motivação da económica digital e de levantamento de fundos muito importante para boas ideias e bons negócios“.

“Lembro-me de ter enviado uma missão sigilosa, através da AICEP, contactar com a organização do Web Summit e a partir daí tratou-se de preparar com tempo uma proposta portuguesa que fosse muito competitiva e que convencesse a Web Summit a transferir-se de armas e bagagens para Portugal“, refere ainda Paulo Portas.

O ministro da Economia, Caldeira Cabral, admite, também na Renascença, que os “louros” do evento em Lisboa são fruto do trabalho de “continuidade” dos dois governos, relevando o “esforço do anterior Governo” e notando que o actual Executivo quer manter esse mesmo empenho para que a Web Summit fique por cá “cinco, seis, sete” anos.

Costa anuncia apoio de 200 milhões para a inovação

O primeiro-ministro aproveitou o fulgor em torno da Web Summit para anunciar um investimento de 200 milhões de euros do Estado, no âmbito de um programa de co-investimento, para empresas inovadoras que precisam de capital de risco.

“O Estado põe 200 milhões de euros, mas quem decide a sua aplicação são os investidores internacionais ou nacionais que escolhem as melhores empresas, os melhores projectos, a quem é necessário assegurar venture capital [capital de risco] para poderem arrancar e desenvolver a sua actividade“, anunciou António Costa, na sessão de abertura da Venture Summit, no âmbito da Web Summit.

O governante nota que os alvos deste investimento são os “sectores mais inovadores e mais disruptivos, da robótica à biotecnologia“, que “têm encontrado dificuldades em encontrar financiadores que estejam capacitados e aptos a perceber os novos desafios e as novas oportunidades dos novos negócios”.

Com o nome “Programa 200 M, coinvest with the best” (“co-investir com os melhores”), esta iniciativa visa colocar “o dinheiro acessível às pessoas certas para realizar os projectos certos”, destaca António Costa.

ZAP / Lusa

PARTILHAR

2 COMENTÁRIOS

  1. Então os senhores da geringonça parecem estar satisfeitos com as iniciativas dos Diabos da direita ou andarão a engolir sapos disfarçadamente?

RESPONDER

Infetados, mortes e internamentos. Portugal bate recordes diários de covid-19

Portugal bateu o recorde diário de infeções, mortes e internamentos de doentes com covid-19. Registam-se mais 4.656 casos positivos, 40 óbitos e 1.834 pacientes internados. Nas últimas 24 horas, Portugal registou mais 4.656 casos positivos e …

CSD tem a "chave" da geringonça açoriana (mas ainda não sabe de que lado vai ficar)

Os Presidentes do PSD e do PS já se reuniram com o líder regional do CDS, Artur Lima. O dilema é entre suportar um executivo PS ou integrar uma coligação à direita. A decisão dos …

Professores "desenrolam" queixas em frente do parlamento (e pedem saída do ministro)

Dirigentes da Federação Nacional dos Professores (Fenprof) colocaram esta quinta-feira grandes faixas com reivindicações junto da Assembleia da República e criticaram o ministro da Educação, que tem que “ir embora”. “Quem não sabe ter uma atitude …

Iniciativa Liberal quer retirar "carga ideológica" da Constituição

A Iniciativa Liberal vai apresentar um projeto de revisão constitucional com uma primeira parte dedicada a retirar "carga ideológica à Constituição", clarificando, por exemplo, que serviços públicos de saúde e educação podem ser prestados pelo …

Urgência do Hospital Santa Maria está a chegar ao limite

A urgência dedicada aos casos suspeitos de covid-19 do Hospital Santa Maria, em Lisboa, reflete a evolução da pandemia em Portugal com doentes a avolumarem-se à porta para realizar o teste e no interior a …

Novo Banco. BCP garante que não faz "favores a ninguém" ao emprestar dinheiro ao Fundo de Resolução

O presidente executivo do BCP, Miguel Maya, disse ontem que o banco não faz "favores a ninguém" ao entrar no empréstimo de 275 milhões de euros da banca ao Fundo de Resolução, que posteriormente financiará …

Máfia italiana "lavou" milhões de euros ganhos com fundos europeus na Madeira

Uma das mais violentas máfias de Itália, a Società Foggiana, utilizou a Madeira para branquear mais de 16 milhões de euros obtidos com um esquema de burla à União Europeia (UE). Em causa estão fundos comunitários …

Ajudas de custo para professores deslocados ficaram na gaveta (e não estão previstas no OE2021)

O Orçamento de Estado para 2020 (OE2020) previa um programa de ajudas de custo para professores deslocados como incentivo à fixação. No entanto, a medida não avançou. O Jornal de Notícias avança esta sexta-feira que a …

Biden ainda à frente, mas nada está perdido para Trump. A luta pelos "swing states" continua

O dia em que os norte-americanos vão saber quem é o próximo presidente dos EUA está muito próximo. Entres sondagens, parece fácil levantar a ponta do véu. No entanto, é importante não esquecer que não …

Nani entre os candidatos a melhor jogador da época na MLS

O internacional português, capitão dos Orlando City, está entre os 46 jogadores nomeados para o prémio de melhor da época na liga norte-americana de futebol (MLS), anunciou, esta quinta-feira, o organismo. A eleição decorre até 9 …