Warner paga 12 milhões para evitar processo e desiste dos direitos de “Parabéns a Você”

A editora multinacional Warner Music vai pagar 12 milhões de euros para encerrar um processo judicial nos Estados Unidos por ter cobrado indevidamente dieritos de autor sobre a conhecida música “Happy Birthday to You“.

A editora foi processada pela realizadora de cinema Jennifer Nelson, que moveu em 2013 um processo judicial à editora para a impedir de cobrar direitos de autor pelo uso de “Parabéns a Você” em filmes, séries ou quaisquer outros usos, comerciais ou não.

A realizadora estava a produzir um documentário sobre a conhecida música, quando recebeu uma nota de cobrança da editora, a pedir o pagamento de 1300€ para a poder usar.

Indignada, a cineasta decidiu procurar provas contra a apropriação da música pela empresa fonográfica, e moveu um processo judicial para anular os direitos de autor da música.

“Happy Birthday to You”, escrita em 1893 pelas professoras primárias Mildred e Patty Hill, chamava-se originalmente “Good Morning to All” e era usada para receber os alunos na sala de aula.

É considerada pelo Guinness Book of World Records como a “música de língua inglesa mais conhecida no mundo”.

A canção foi comprada pela já extinta editora Summy, que a registou em 1935 – garantindo com isso, pelas leis de propriedade intelectual norte-americanas, direitos de autor sobre a música até 2030.

A música rende 1.8 milhões de euros por ano nos Estados Unidos, e o lucro é dividido entre a editora e os herdeiros das irmãs Hill.

Em 1988, a Warner comprou a parte que pertencia à Summy, numa transacção estimada em 22 milhões de euros.

Em setembro, na sequência do processo movido por Jennifer Nelson, a justiça norte-americana tinha já deliberado que “Happy Birthday to You” deixaria de ter direitos de autor e passaria para o domínio público.

A realizadora e o seu advogado, Mark Rifkin, pediam ainda ao tribunal que condenasse a editora a pagar uma multa por cada vez que cobrou indevidamente pelos direitos – que terão rendido cerca de 2 milhões de euros por ano.

Mas, num desenlace considerado histórico pela Bilboard, a editora chegou a acordo com os autores do processo, no âmbito do qual paga 12 milhões de euros de indemnização e desiste dos direitos de autor da obra.

Além do valor acordado, a Warner perde ainda os 12 milhões que estimava receber até 2030 em direitos sobre a centenária melodia.

Parabéns a você, Jennifer Nelson.

ZAP

PARTILHAR

1 COMENTÁRIO

  1. Mais um “bom” exemplo de como as grandes empresas se tentam apropriar de tudo e mais alguma coisa na mira do máximo lucro; nem o “parabéns a você escapava” lolololol
    Também já houve uma outra que chegou a pensar em patentear uma cor.

RESPONDER

Encontrados destroços e restos mortais na área onde desapareceu avião militar chileno

A Força Aérea do Chile (FACH) e o Ministério da Defesa brasileiro informaram esta quarta-feira que foram encontrados a flutuar no mar destroços e objetos pessoais na área onde uma aeronave militar desapareceu na segunda-feira …

Jack Burns, ator da série Outlander, morre aos 14 anos

O ator Jack Burns, que participou na série "Outlander", morreu aos 14 anos, no passado dia 1 de dezembro. O jovem foi encontrado já sem vida na sua casa em Greenrock, na Escócia. O óbito foi …

As pessoas estão a ser envenenadas por óleos essenciais (e pode ser fatal)

https://vimeo.com/378812079 Óleos essenciais cheiram bem, mas, se ingeridos oralmente, podem causar muitos problemas, incluindo toxicidade severa, pondo a vida em risco.  Estudos recentes mostraram que envenenamentos com óleos essenciais têm sido cada vez mais comuns e mais …

Cientistas criam hidrogel que se cura a si mesmo como a pele humana

A carne artificial, que pode vir a ser essencial para futuros desenvolvimentos em robótica e dispositivos médicos, está cada vez mais próxima de se tornar realidade. Cientistas na Austrália criaram um novo material gelatinoso que, asseguram, …

As estranhas "riscas de tigre" de Encélado foram finalmente explicadas

A lua gelada de Saturno, Encélado, tem despertado especial interesse na comunidade científica desde que foi observada em detalhe pela sonda espacial da NASA Cassini em 2005. Agora, uma equipa de cientistas encontrou resposta para …

Nicolas Bourbaki foi o maior matemático de sempre (mas nunca existiu)

Considerado como um dos maiores matemáticos de sempre, Nicolas Bourbaki não passava de um pseudónimo adotado por um grupo de grandes matemáticos, que revolucionou a matemática como a conhecemos. Nicolas Bourbaki está entre os maiores matemáticos …

No aquário do Tennessee, é uma enguia que acende as luzes da árvore de Natal

A enguia Miguel Wattson é a responsável pelo espírito natalício que se vive no Aquário do Tennessee, nos Estados Unidos. O Aquário do Tennessee, nos Estados Unidos, encontrou uma forma inusitada de celebrar esta época festiva: …

Há 34 anos, Diana dançou com Travolta. Agora, o seu vestido foi vendido por 261 mil euros

O vestido que a Princesa Diana usou para jantar na Casa Branca, em 1985, foi vendido por mais de 261 mil euros. O vestido azul que a Princesa Diana usou num jantar na Casa Branca, em …

Doentes crónicos com baixo nível de literacia em saúde recorrem mais às urgências

Os doentes crónicos e com um nível de literacia em saúde mais baixo utilizam mais vezes os serviços de urgência hospitalares e dos centros de saúde, bem como as consultas de medicina geral e familiar, …

Ártico viveu em 2019 o segundo ano mais quente em 119 anos

O Ártico viveu em 2019 o seu segundo ano mais quente desde 1900, de acordo com um relatório publicado na terça-feira, aumentando receios de degelo e aumento do nível da água. O Polo Norte está a …