“Votei contra mim mesma”. Joacine isolada atira responsabilidades para direção do Livre

Manuel de Almeida / Lusa

Joacine Katar Moreira veio este sábado explicar por que razão se absteve, no Parlamento, no voto de condenação apresentado pelo PCP contra as ofensivas israelitas em Gaza.

No comunicado, Joacine Katar Moreira começa “por saudar todas as entidades e todos partidos que apoiam a causa palestiniana” e pedir “desculpa a todas as pessoas palestinianas e todas as outras que se sentiram lesadas e defraudadas” com a abstenção de sexta-feira.

Em comunicado publicado nas redes socais, citado pelo Diário de Notícias, a deputada do Livre assume “toda a responsabilidade” do voto, afirmando que o fez contra o que acredita. “Assumo total responsabilidade pelo voto e devo dizer que, apesar de a abstenção não constituir um voto a favor ou um voto contra, não representou aquilo que tem sido desde sempre a minha posição pública sobre esta temática. Votei contra a direção de mim mesma”, escreve Joacine Katar Moreira em comunicado, passando a atirar para a direção do partido responsabilidades no caso.

Segundo a deputada, a abstenção no voto de condenação pela “nova agressão israelita a Gaza não se deveu a uma falta de consciência ou descaso desta grave situação, mas à dificuldade de comunicação” entre a própria e a atual direção do Livre, da qual é “parte integrante”. “Foram três dias de contacto infrutífero para saber dos posicionamentos da direção relativos ao sentido de voto das propostas que nos chegaram, onde esta constava”, afirma.

Abaixo, o comunicado.

Publicado por Joacine Katar Moreira em Sábado, 23 de novembro de 2019

Em declarações à Lusa, Pedro Nunes Rodrigues, membro do Grupo de Contacto do Livre, a direção do partido, reagiu ao comunicado da deputada única do Livre, Joacine Katar Moreira, que garantiu que a abstenção no voto sobre a Palestina não se deveu a “um descaso desta grave situação”, mas “à dificuldade de comunicação” com a direção, mostrando-se surpreendida com a posição do partido.

Segundo este membro do Grupo de Contacto, como “não foi pedido nenhum acompanhamento específico” para o voto de condenação proposto pelo PCP sobre a “nova agressão israelita a Gaza”, o órgão executivo do partido não o deu, apesar de ter recebido “por três vezes o guião de votações”.

“Por exemplo, houve um voto sobre a Amazónia, apresentado pelo PAN, ao qual o gabinete pediu apoio, nós enviamos ao gabinete a nossa posição, a posição que achávamos ser a mais correta e, portanto, nesse caso nós respondemos ao pedido específico”, comparou.

Rui Tavares, fundador do Livre e cabeça de lista por Lisboa em 2015, lembrou, citado pelo jornal Público, que esta questão “é muito cara ao património” do Livre e que nessas eleições, em que Joacine também foi candidata, o reconhecimento do Estado da Palestina foi até apresentado como condição para dialogar com um futuro governo PS.

Na RTP3, Tavares classificou este incidente com a agora deputada uma “singularidade”, acrescentando que “não colhe o argumento” de que não conseguiu falar com a direcção antes da votação. “A direcção do Livre é colegial e tem 15 pessoas”, lembrou Tavares.

Em declarações ao Observador, Joacine disse que há outra versão e que “mesmo antes da campanha eleitoral” a “falta de apoio” já era notória. “Fui eu que ganhei as eleições, sozinha,e a direção quer ensinar-me a ser política”, afirmou a deputada, esclarecendo que o apoio que teve ao longo da campanha só chegou “de quem não era do partido”.

Por outro lado, a deputada do Livre reconhece que tem “interesse” em manter uma boa relação com a direção do partido, “quer ao nível da relação institucional, quer ao nível da responsabilização”, mas tal não só não acontece neste momento, como “nunca aconteceu”.

O Livre manifestou este sábado preocupação com a abstenção da deputada única na condenação pela “nova agressão israelita a Gaza”, aprovado na sexta-feira no parlamento, um voto “em contrassenso” com o programa e as posições do partido, de acordo com o comunicado do Grupo de Contacto, a direção do partido.

ZAP // Lusa

PARTILHAR

4 COMENTÁRIOS

  1. Atitude narcisista: culpar publicamente a direcção do partido, em vez de resolver os problemas em casa.
    Ainda por cima acha que a eleição dela apenas se deveu a ela mesmo. A sério? Boa parte das pessoas que votaram no Livre apenas o fizeram devido ao programa eleitoral e à personalidade do Rui Tavares, muito diferente da Joacine, que lhe falta humildade e parece mesmo que ela tenta aproveitar-se do problema da gaguês para ter notoriedade.

  2. Acredito que o Livre tenha noção de que a deputada Joacine não é boa para o partido (visto que não passa bem as ideias do partido e nem sequer as defende, como se viu neste caso) e que até gostaria de a substituir. Depois desta afirmação de que não foi o Livre que ganhou um lugar no parlamento mas ela mesma, até tem um motivo válido para a substituição. O problema é que, se isso acontecer, a deputada Joacine vai fazer o seu número de vitimização, desta vez em relação ao próprio partido. Um problema de difícil resolução.

  3. Só veio comprovar a completa nulidade que é!…
    f
    Felizmente isto aconteceu relativamente cedo e depois disto já não há a mínima desculpa para alguém levar esta deputada a sério!!

RESPONDER

Vibrações provocadas por "estrelamotos" permitem precisar a idade da Via Láctea

Os tremores estelares registados pelo telescópio espacial Kepler, da NASA, ajudaram a responder a um antigo enigma sobre a idade do "disco espesso" da Via Láctea. Uma equipa de cientistas, liderada por investigadores do Centro de …

Este casaco foi desenhado para nos ajudar a dormir em qualquer lado

A britânica Vollebak lançou um casaco, inspirado nos astronautas, que facilita a ideia de poder dormir, literalmente, em qualquer lado. A pensar em todas aquelas pessoas que gostam de fazer uma sesta ou outra, independentemente do …

DJ Juice WRLD morre aos 21 anos

A estrela do hip-hop norte-americano Juice WRLD faleceu este domingo (8), depois de sofrer convulsões no Aeroporto de Midway, em Chicago, avança o TMZ. O rapper tinha feito 21 anos a 2 de dezembro. De acordo …

"A Favorita" arrebata prémios do cinema europeu

O filme "A Favorita", do realizador grego Yorgos Lanthimos, arrecadou oito prémios da Academia de Cinema Europeu, numa cerimónia realizada em Berlim. "A Favorita" conquistou, entre outros, os prémios de Melhor Filme Europeu, Melhor Comédia, Realização …

Belenenses 1-1 Porto | "Dragão" escorrega e deixa fugir líder

O FC Porto não foi além de um empate na visita ao Jamor, ante o Belenenses. André Santos abriu as “hostilidades” e Alex Telles, na marcação de uma grande penalidade, fixou o resultado final. Com esta …

Caligrafia desleixada de Isabel I denuncia-a como a tradutora anónima de um livro romano

A rainha Isabel I de Inglaterra foi identificada como a tradutora anónima do livro "Anais" de Tácito. As idiossincrasias da sua caligrafia acabaram por ser fundamentais para a descoberta. Na análise a uma tradução de século …

Hashtags políticas como #MeToo tornam as pessoas menos propensas a acreditar em notícias

Tendem a passarem despercebidas, mas as hashtags são mais importantes do que julgamos. A questão que se impõe é: serão benéficas para a saúde democrática da Internet? Uma hashtag (#) é uma marca funcional, amplamente usada …

Sporting 1-0 Moreirense | "Leão" resolve à cabeçada

O Sporting regressou às vitórias na Liga NOS, embora não sem sentir algumas dificuldades, em especial no ataque. Os "leões" bateram o Moreirense por 1-0, numa partida em que remataram muito (28, máximo na Liga até …

Orçamento do Estado. "Sentido de voto do BE está completamente em aberto"

A coordenadora do BE afirmou, este domingo, que o sentido de voto do partido sobre o Orçamento do Estado para 2020 está "completamente em aberto", desejando que o Governo socialista atenda às reivindicações bloquistas. "Fizemos uma …

João Cotrim Figueiredo eleito presidente da Iniciativa Liberal com 96% dos votos

João Cotrim Figueiredo foi eleito, este domingo, presidente da Comissão Executiva da Iniciativa Liberal, uma candidatura única que recolheu 96% dos votos na III Convenção Nacional do partido. A III Convenção Nacional do partido decorre hoje …