Direitos de autor: só seis eurodeputados portugueses (mais um que se enganou) votaram contra

Pietro Naj-Oleari / European Parliament

Esta terça-feira, 658 eurodeputados do Parlamento Europeu votaram sobre a nova diretiva dos direitos de autor. A maioria dos eurodeputados portugueses votou a favor, e um deles enganou-se.

A nova diretiva dos direitos de autor foi esta terça-feira aprovada no Parlamento Europeu, com 348 votos a favor, 247 votos contra e 36 abstenções. Portugal esteve representado pelos seus 21 deputados eleitos – e a maioria votou a favor.

A nova diretiva promete mudar o mercado na União Europeia: as plataformas serão responsáveis pelos conteúdos carregados pelos utilizadores; os jornalistas deverão receber uma parte adequada das receitas geradas pela utilização das suas publicações; start-ups beneficiarão de um regime mais ligeiro e os memes e GIFs estão “a salvo”.

Alguns votos eram previsíveis, tendo em conta as posições já assumidas pelos eurodeputados portugueses. No entanto, houve ainda espaço para surpresas.

O eurodeputado socialista Francisco Assis, que pretendia votar contra a aprovação da diretiva, acabou por votar a favor porque se enganou o botão. O voto do deputado já foi retificado juntos dos responsáveis pelo registo de votos do Parlamento Europeu, adianta o Público.

O voto será contabilizado nas contas do Parlamento Europeu na próxima semana e, quando isso acontecer, o voto de Francisco Assis será transferido para a contagem dos votos contra, descendo os votos a favor para um total de 347.

Ainda assim, a maioria dos eurodeputados portugueses disse “sim” à nova diretiva dos direitos de autor, sendo que 13 votaram a favor. Foi o caso de Carlos Zorrinho (PS); Ricardo Serrão Santos (PS); Pedro Silva Pereira (PS); Liliana Rodrigues (PS); Manuel dos Santos (PS); Paulo Rangel (PSD); Fernando Ruas (PSD); Sofia Ribeiro (PSD); Cláudia Monteiro de Aguiar (PSD); José Manuel Fernandes (PSD); Nuno Melo (CDS); Carlos Coelho (PSD) e Marinho e Pinto (PDR).

Ana Gomes (PS); Francisco Assis (PS); Marisa Matias (BE); João Ferreira (PCP); Miguel Viegas (PCP); João Pimenta Lopes (PCP); José Inácio Faria (Partido da Terra) votaram contra.

Para Marinho e Pinto, esta diretiva merece que seja aprovada (como acabou por acontecer) uma vez que “obrigar as plataformas a pagar aos criadores dos conteúdos que elas oferecem gratuitamente no seu espaço é um princípio de justiça e uma questão ideológica de fundo”.

Citado pelo Expresso, Paulo Rangel (PSD) considera que a ideia de censura é “totalmente falsa” e Nuno Melo (CDS) afirma que “entre ter a solução anterior ou ter a solução atual, esta – que dá muito maior liberdade na rede e na internet, mas também protege direitos que devem ser protegidos – parece-me uma solução mais equilibrada“.

Já do lado do contra, Marisa Matias defende que “o facto de esta proposta permitir a introdução de mecanismos de censura na internet” é um dos argumentos mais fortes que deveriam travar a sua aprovação.

“É uma transferência de poder enorme para as grandes plataformas, é a legitimação dos filtros que elas já têm e que apenas elas controlam. É deixar todos os criadores, jornalistas e autores que estão fora do quadro de gestão das grandes plataformas e da grande indústria sem nenhum tipo de proteção a não ser que paguem uma licença”, continua.

O texto aprovado resulta de um compromisso com o Conselho da União Europeia, ou seja, com os 28 estados-membros que terão agora de dar o “sim” final. Espera-se que o façam ainda antes das eleições europeias.

ZAP //

PARTILHAR

2 COMENTÁRIOS

  1. O titulo é enganador, na realidade esses 6 portuguses votaram a favor dos autores e contra as editoras. Apesar de terem votado contra a resolução.

RESPONDER

"Evento raro". Nasceu uma baleia-branca no maior aquário do mundo (e o momento foi gravado)

Whisper, uma baleia-branca de 20 anos, deu à luz uma cria saudável em 17 de maio após uma gravidez de 15 meses, marcando a chegada do mais novo cetáceo do Georgia Aquarium, numa altura em …

Telemóveis são uma ferramenta poderosa contra a desigualdade de género em África

Ao dar às mulheres acesso a informação que, de outra forma, era quase impossível de obter, os telemóveis estão a salvar e a transformar vidas. De acordo com o site IFLScience, o estudo responsável por esta …

Desde março, morreram mais de 100 elefantes no Botsuana. Ninguém sabe porquê

As autoridades do Botsuana estão a investigar a morte de 110 elefantes na região do Delta do Okavango desde março, anunciou esta semana o Ministério do Meio Ambiente, Conservação de Recursos Naturais e Turismo daquele …

Um robô aprendeu a fazer uma omelete. E ficou melhor do que o esperado

Uma equipa de engenheiros da Universidade de Cambridge, no Reino Unido, treinou um robô a preparar uma omelete. Para os investigadores, avaliar se um robô cozinhou uma refeição com sucesso é uma fonte interessante de …

Covid-19 já matou mais no Reino Unido do que os bombardeamentos alemães da II Guerra

A pandemia de covid-19 já matou mais pessoas no Reino Unido do que os bombardeamentos alemães durante a II Guerra Mundial. O novo coronavírus oriundo da China já matou cerca de 50.000 pessoas em território …

Estudo mostra que os cães querem mesmo resgatar os seus donos do perigo

Um novo estudo mostra que os nossos amigos de quatro patas querem realmente salvar-nos em momentos de aflição, mas desde que saibam como o fazer. De acordo com o site Science Alert, os investigadores reuniram 60 cães …

Derek Chauvin foi detido, mas os precedentes mostram que o polícia pode sair impune

Derek Chauvin, o polícia responsável pela morte de George Floyd, foi detido e aguarda a sua primeira audiência. No entanto, há precedentes que sugerem que o agente pode sair impune. Derek Chauvin tem a sua primeira …

Cientistas encontram dois fragmentos do meteorito de Barcelona

Cientistas espanhóis encontraram dois pequenos fragmentos do chamado meteorito de Barcelona, que caiu, há mais de 300 anos, no dia de Natal. No dia 25 de dezembro de 1704, um meteorito rasgou os céus e caiu …

"Pressionaram-me para o denunciar". Higuita recorda amizade com Escobar

A relação de amizade entre René Higuita e Pablo Escobar levou a que o ex-futebolista fosse seguido pelas autoridades. A polícia chegou a pressioná-lo para denunciar Escobar. O antigo internacional colombiano René Higuita é provavelmente uma …

George Floyd. Portugal junta-se às manifestações mundiais contra o racismo

Cinco cidades portuguesas juntam-se hoje à campanha de solidariedade mundial contra o racismo, associando-se à luta pela dignidade humana na sequência da morte, a 25 de maio, do afro-americano George Floyd, sob custódia da polícia …