Viajar este ano pode exigir um passaporte que confirme a toma da vacina (e já há tecnologia que o garante)

Agora que as vacinas contra o novo coronavírus estão a começar a ser administradas, muitas pessoas já sonham com o dia em que poderão voltar a viajar. Porém, para isso poderá ser necessário algo além da vacina, tal como um passaporte que certifique a toma da mesma.

Perante a possibilidade de haver esta necessidade, várias empresas de tecnologia norte-americanas começaram a desenvolver aplicações para smartphones para que os indivíduos possam trazer sempre consigo o comprovativo de que foram vacinados contra a covid-19. A ideia é criar credenciais digitais que podem ser apresentadas antes de embarcar.

Neste sentido, a Common Trust Network já fez parcerias com várias companhias aéreas, incluindo a Cathay Pacific, JetBlue, Lufthansa, Swiss Airlines, United Airlines e Virgin Atlantic, e com centenas de sistemas de saúde nos Estados Unidos.

A aplicação CommonPass, criada pelo grupo, permite que os utilizadores façam upload dos seus dados médicos pessoais, como é o caso do resultado de um teste de covid-19 ou, eventualmente, de um comprovativo de vacinação em forma de código QR.

De modo a que o regresso à normalidade seja o mais rápido possível, os especialistas que estão a desenvolver a aplicação querem também garantir que todas as questões de privacidade dos utilizadores são garantidas. As empresas querem garantir que as pessoas se sentem confortáveis ​​com o uso desta.

“A confiança e a transparência continuam a ser fundamentais no desenvolvimento de uma plataforma com um passaporte digital de saúde ou qualquer outra solução que trate de informações pessoais confidenciais”, disse a empresa ao CNN, acrescentando que “colocar a privacidade em primeiro lugar é uma prioridade”.

“Se tudo correr bem, vamos poder dizer que temos um certificado de vacina no  telemóvel”, disse Brian Behlendorf, diretor executivo da Linux Foundation, empresa parceira.

Como as vacinas produzidas por várias farmacêuticas ainda estão a ser analisadas, existem muitas variáveis ​​que os fabricantes de passaportes digitais ainda deverão considerar futuramente antes de lançar a aplicação.

Julie Parsonnet, especialista em doenças infeciosas da Universidade de Stanford, recorda que ainda não está claro o quão eficazes são as vacinas para interromper a transmissão do vírus.

Por isso, embora uma aplicação possa mostrar que a pessoa tomou a vacina, esta pode não ser uma garantia de total segurança. “Ainda não sabemos se as pessoas vacinadas podem transmitir a infeção ou não”, disse a medica ao CNN.

“Até que isso seja esclarecido, não saberemos se os passaportes são eficazes”, realça Parsonnet.

Ainda assim, Behlendorf prevê que o lançamento e a adoção dos passaportes de vacina deverão acontecer no primeiro semestre de 2021.

Ana Isabel Moura Ana Moura, ZAP //

PARTILHAR

RESPONDER

Mourinho vai devolver Carlos Vinícius, mas já tem substituto em mente

O Tottenham vai devolver Carlos Vinícius ao Benfica no final da temporada. Mourinho já tem um substituto em mente para o avançado brasileiro. Carlos Vinícius não impressionou José Mourinho e, por isso, o Tottenham deverá devolver …

Agente que matou afro-americano a tiro terá confundido arma com taser

O chefe da polícia de Brooklyn Center, arredores de Minneapolis, revelou, esta segunda-feira, que a polícia que disparou sobre um jovem afro-americano no domingo, provocando a sua morte, confundiu a arma de serviço com um …

R(t) sobe a um ritmo "preocupante". Governo deve ponderar suspensão da 3.ª fase do desconfinamento

Esta terça-feira, especialistas e governantes voltam a reunir-se  no Infarmed para analisar a evolução da pandemia e a terceira fase do desconfinamento. Em declarações ao Diário de Notícias, Carlos Antunes, professor da Faculdade de Ciências (FCL) …

Quebra do Sporting é culpa de Paulinho? Eis o que dizem as estatísticas

A opinião pública aponta Paulinho como o principal responsável pela quebra de rendimento do Sporting. Mas será que as estatísticas sustentam esta alegação? Após o apito final do Sporting – Famalicão já não havia dúvidas: a …

Costa entre a espada e a parede no Porto. Imposição de Carneiro pode gerar crise política

Caso António Costa decida impor o nome de José Luís Carneiro como candidato socialista à Câmara do Porto nas próxima autárquicas, pode gerar uma crise política dentro do partido. O Porto continua sem ter um candidato …

Liga NOS vai passar a chamar-se Liga Bwin, mas o caso pode acabar em tribunal

A Liga Portugal chegou a acordo com a Bwin para os direitos de naming do principal escalão do futebol português. No entanto, o negócio pode acabar em tribunal. A Liga Portugal chegou a acordo com um …

Os nossos antepassados que pintavam nas cavernas podem ter-se privado de oxigénio (propositadamente)

Arqueólogos sugerem que os nossos antepassados escolhiam a parte mais funda das cavernas, propositadamente, para ficarem num estado alucinatório quando estavam a pintar. Alguma da arte mais antiga da Europa encontra-se escondida em espaços estreitos de …

Arrancou o julgamento cível do caso do Meco. Famílias pedem 1,3 milhões de indemnização

O julgamento do processo cível em que as famílias dos seis jovens que morreram durante uma praxe na praia do Meco, em 2013, reclamam indemnizações no valor global de 1,3 milhões de euros, começa esta …

PJ faz buscas na Câmara de Vila Real de Santo António. Autarca detida

A Polícia Judiciária (PJ) está a fazer buscas, esta terça-feira, na Câmara de Vila Real de Santo António, em Faro, no Algarve. A TVI24 avança que a autarca foi detida. Segundo a RTP, as buscas na …

Método de contagem do tempo controverso. Sócrates beneficiou das mesmas leis que ilibaram Isaltino de corrupção

José Sócrates beneficiou do mesmo regime de prescrições aplicado a Isaltino Morais quando foi ilibado de corrupção. A lei anti-corrupção, aprovada no Parlamento em 2010, fez subir de dez para 15 anos o prazo máximo para …