Ventura gasta 160 mil euros em campanha. É o triplo de Ana Gomes e seis vezes mais do que Marcelo

Manuel de Almeida / Lusa

O orçamento da campanha eleitoral à Presidência da República do líder do Chega ascende a 160 mil euros, segundo documento oficial a que a Lusa teve acesso, mais do triplo do anunciado pela sua adversária Ana Gomes.

O atual chefe de Estado e recandidato, Marcelo Rebelo de Sousa, revelou que pretende gastar somente 25 mil euros, metade dos 50 mil euros previstos pela diplomata e ex-eurodeputada do PS.

Já a estrutura do deputado único do partido da extrema-direita parlamentar prevê gastar 25 mil euros só na “conceção da campanha, agências de comunicação e estudos de mercado” e valor semelhante em “propaganda, comunicação impressa e digital”.

“Estruturas, cartazes e telas” são um item que vai implicar custos de 50 mil euros, enquanto 20 mil euros são destinados a “comícios e espetáculos”, prevendo-se ainda mais 20 mil euros para “brindes e outras ofertas”.

Ainda segundo o documento, as maiores fontes de financiamento da campanha de Ventura são “contribuição de partidos políticos (25 mil euros), “angariação de fundos” (25 mil euros) e “donativos” (100 mil euros), mas o documento não identifica nomes ou entidades. Há ainda a previsão de “donativos em espécie” (cinco mil euros) e outro tanto em “cedência de bens a título de empréstimo”.

Tino de Rans diz-se “candidato do povo”

O ex-autarca de uma freguesia de Penafiel Vitorino Silva, popularmente conhecido como “Tino de Rans”, descreveu-se como “candidato do povo” com “gabinete” na rua, ao formalizar a sua segunda candidatura consecutiva à Presidência da República.

O presidente do partido RIR (Reagir, Incluir, Reciclar) entregou no Tribunal Constitucional, em Lisboa, cerca de nove mil assinaturas de cidadãos eleitores com vista a oficializar a sua candidatura a Belém.

O meu gabinete é a rua. Não desci de divisão. Há cinco anos, tive 150 mil votos e tenho muito respeito por quem votou em mim e por quem não votou. Pensam que sou um português de segunda, mas também não quero ser português de domingo. Não quero que haja portugueses de primeira e de segunda”, afirmou o calceteiro de 49 anos.

Tino autointitulou-se “candidato do povo e da Póvoa”: “O povo é a gente e a póvoa é a terra, Portugal não tem nove dias nem nove meses, tem nove séculos e tem muito futuro”.

O candidato do RIR sublinhou que o processo de recolha das assinaturas foi “muito duro” devido à pandemia e teve lugar em feiras e estabelecimentos comerciais, nomeadamente junto aos pontos de recolha dos carrinhos de compras aproveitando o facto de haver desinfetante para mãos.

“O PS deu liberdade de voto e há muita gente capaz. Foi uma opção muito feliz do PS porque percebeu que há muitos candidatos que podem ter o apoio de uma grande massa que é a massa socialista. Não tenho dúvidas nenhumas de que há muito socialista que vai votar Tino de Rans“, concluiu, quando questionado sobre o seu antigo partido.

As eleições presidenciais realizam-se em 24 de janeiro de 2021, terminando esta quinta-feira o prazo para a entrega de assinaturas de cidadãos eleitores e formalização das candidaturas junto do Tribunal Constitucional.

ZAP ZAP // Lusa

PARTILHAR

3 COMENTÁRIOS

    • Caro leitor,
      O ZAP assume que não publica comentários que não respeitem a boa educação, o civismo, e de forma geral o seu Estatuto Editorial.
      Se com isso ganha ou perde idoneidade, depende da perspetiva. Na nossa, só a tem enquanto o fizer.

  1. Basta, ou Chega, que os “fregueses” a quem o espantalho safou de pagarem IVA ( ver processo Vistos Gold), enquanto era inspetor tributário, contribuam com 1%, até pode fazer a campanha de Ferrari.

RESPONDER

Portugal regista mais quatro mortes e 636 novos casos de covid-19

Portugal registou, esta quinta-feira, mais quatro mortes e 636 novos casos de infeção pelo novo coronavírus, segundo o último boletim epidemiológico da Direção-Geral da Saúde (DGS). De acordo com o último boletim da DGS, dos 636 …

Luís Correia lança-se a Castelo Branco, num movimento que ainda não tem nome

O movimento ainda não tem nome e a apresentação da candidatura não tem data marcada, mas Luís Correia já assumiu que vai liderar uma candidatura independente à Câmara Municipal de Castelo Branco. Luís Correia vai testar …

Pavilhão de escola de Matosinhos fechado devido a estirpe de legionella

O pavilhão desportivo da Escola Secundária Abel Salazar, em Matosinhos, está fechado devido à presença de uma estirpe de legionella detetada nas canalizações, mas que "não constitui qualquer perigo para a saúde", confirmou a câmara …

TAP regista um prejuízo recorde de 1,2 mil milhões em 2020

Com menos 12,4 milhões de passageiros transportados, a TAP apresentou um resultado líquido negativo de 1,230 mil milhões de euros em 2020, contra um prejuízo de 106 milhões de euros em 2019, segundo dados enviados …

Chega organiza Convenção para "Governar Portugal" no fim de maio, mas promete "uso das máscaras"

O Chega vai organizar a sua III Convenção Nacional entre 28 e 30 de maio, em Coimbra, tendo por base a moção estratégica "Governar Portugal" do presidente reeleito, André Ventura, disse hoje à Agência Lusa …

Falta de plano e reservas face à viabilidade. Banco de Fomento chumba empréstimo à Groundforce

O Banco Português de Fomento (BPF) não aprovou o empréstimo de 30 milhões de euros pedido pelo Conselho de Administração da Groundforce, por não haver um plano de reestruturação da empresa e por falta de …

Operação Lex. Juiz Luís Vaz das Neves arrisca reforma compulsiva

O juiz Luís Vaz das Neves, ex-presidente do Tribunal da Relação de Lisboa e arguido na Operação Lex, arrisca passar à aposentação compulsiva.  De acordo com o Correio da Manhã, que avança a notícia esta quinta-feira, …

Nove administradores e 24 diretores. Banco de Fomento já terá fechado estrutura

O jornal ECO avança, esta quinta-feira, que a estrutura do Banco Português de Fomento vai contar com nove administradores, dos quais quatro são executivos, e 24 diretores. A estrutura do Banco de Fomento já estará fechada, …

Guerra aberta no PSD. Rui Rio arrisca repreensão, Adão Silva pode perder o mandato

Rui Rio, presidente do PSD, e Adão Silva, líder do grupo parlamentar, estão a ser alvo de um processo disciplinar aberto pelo Conselho de Jurisdição do partido e arriscam sanções. A decisão ainda não está tomada, …

A maior "cidade-fantasma" da China voltou a florescer (graças à educação)

Kangbashi, na Mongólia Interior, é considerada há muitos anos a maior "cidade-fantasma" da China. Agora, tem muito a agradecer a uma jogada inesperada, mas muito eficaz: o setor da Educação. Há alguns anos que Kangbashi, uma …