André Ventura desconfia que o querem fora do PSD

André Ventura / Facebook

André Ventura, candidato PSD/CDS à Câmara de Loures (dir)

André Ventura, vereador da Câmara de Loures, desconfia que Rui Rio o quer fora do PSD e, por isso, pediu uma reunião urgente com o líder social-democrata para esclarecer toda a situação.

De acordo com o i, que avança a notícia nesta quarta-feira, Ventura quer ver esclarecida a situação, explicando que não pode participar num projeto onde “não é desejado”.    

“Numa conversa sobre as vozes críticas que há no partido, o dr. Rui Rio afirmou que até agradecia, e o PSD também, se eu e outros dois camaradas saíssemos”,  disse André Ventura em declarações ao diário, divulgando depois o caso no Facebook, numa publicação na qual garante que vai pedir uma reunião ainda esta semana.

Para o vereador da Câmara de Loures, Rui Rio precisa clarificar a situação pois, “a ser verdade, não posso estar num projeto em que não sou desejado muito menos em representação de uma autarquia com a dimensão da de Loures”, acrescentou André Ventura, que não quis divulgar os outros dois nomes referidos por Rui Rio.

Ventura soube da vontade do líder do partido já há vários meses através de amigos, conta o matutino. No entanto, só na semana passada – quando, em entrevista à TSF, Rui Rio convidou as vozes críticas do partido a sair – é que ficou “preocupado”.

“O que se está a passar é preocupante. O dr. Rui Rio não pode adotar um discurso de grande líder que não permite a crítica interna”, afirmou André Ventura.

Por tudo isto, André Ventura solicitou ma reunião com Rui Rio através do secretário-geral do PSD, José Silvano. “É público que temos as nossas diferenças, mas o dr. Rui Rio tem de esclarecer se dentro do PSD há, ou não, espaço para pensamentos alternativos”, prosseguiu o vereador de Louros concluindo que: “Ou remamos todos para o mesmo lado ou estamos, verdadeiramente, a perder tempo”.

Rio defende nova militância

Nesta terça-feira, e dois dias após a publicação de André Ventura, o presidente do PSD considerou que os partidos estão “profundamente descredibilizados”, defendendo que é fundamental alterar a forma de militância.

“Os partidos estão profundamente descredibilizados perante a opinião pública, acho que ela tem razão e não sabe muito bem como as coisas se passam, se soubesse ainda teria pior (opinião), temos de ter consciência disso”, afirmou Rui Rio na Maia.

Por esse motivo, o ex-autarca da Câmara Municipal do Porto referiu que os partidos têm de mudar a forma de militância ou “a cada ano o descrédito” será maior. “Temos de ter a criatividade de encontrar novas formas de militância e novas formas de participação na política”, frisou.

ZAP // Lusa

PARTILHAR

RESPONDER

Covid-19. Portugal "tem de preparar-se para o pior" e ter plano de contingência

Ricardo Mexia, presidente da Associação Nacional de Médicos de Saúde Pública, defende que Portugal tem de se preparar para o pior e, por esta altura, já devia ser conhecido o plano de contingência em ação. "Convém …

Misteriosa mensagem esculpida numa rocha em França foi finalmente decifrada

A inscrição, gravada há 250 anos numa rocha na região francesa da Bretanha, foi finalmente decifrada graças a um concurso lançado pelo município. O mistério, que há muitos anos intrigava a comunidade científica e curiosos de …

Transferência de Bruno Fernandes rendeu 16 milhões ao BCP e ao Novo Banco

A transferência de Bruno Fernandes do Sporting para o Manchester United foi rentável não apenas para o clube de Alvalade, mas também para os Bancos que são os principais financiadores do emblema. Millennium BCP e …

Braga 0-1 Rangers | "Guerreiros" eliminados por pé Kent

O Sporting de Braga caiu nos 16 avos-de-final da Liga Europa. Após a derrota por 3-2 na visita ao Rangers na semana passada, após estar a vencer por 2-0, os “arsenalistas” foram donos e senhores …

Violada, drogada e raptada. Cantora Duffy explica o seu desaparecimento da cena musical

A cantora galesa Duffy que fez sucesso, em 2008, com a música "Mercy", esteve vários anos afastada dos holofotes do mundo da música e explica, agora, que isso se deveu ao facto de ter sido …

Neeleman continua na TAP, mesmo com a entrada da Lufthansa

David Neeleman vai manter-se como acionista da companhia aérea portuguesa, mesmo que a Lufthansa venha a entrar no capital da TAP. Sabe-se que a Lufthansa está a estudar, juntamente com a United Airlines, a aquisição dos …

Escócia aprova plano para dar tampões e pensos grátis a todas as mulheres

O Parlamento escocês aprovou, esta terça-feira, um projeto de lei para disponibilizar gratuitamente produtos de higiene feminina a todas as mulheres. A Escócia será o primeiro país a avançar com uma medida deste tipo. O plano …

Bruxelas regista lentidão no desenvolvimento da ferrovia e dos portos portugueses

A Comissão Europeia fez hoje várias observações sobre a lentidão do desenvolvimento de projetos na ferrovia e nos portos portugueses, num relatório elaborado no âmbito do pacote de inverno do semestre europeu. Abordando os setores ferroviário …

Há dois anos, o Governo deu luz verde a doutoramentos nos politécnicos (mas ainda não mudou a lei)

O Governo deu luz verde aos doutoramentos nos politécnicos e, por isso, criou em 2018 uma lei para mudar o panorama. Contudo, esta só funciona se a Lei de Bases mudar. Em 2018, o Conselho de …

Neymar recusa treinar depois de não ser convocado

O futebolista brasileiro Neymar, que joga atualmente no PSG, recusou-se a treinar no dia seguinte a não ter sido convocado para o jogo frente ao Dijon, para a Taça de França, revelou esta quarta-feira o …