Ventura admite “entendimento” com o PSD/Madeira semelhante ao dos Açores

José Sena Goulão / Lusa

O líder do Chega admitiu, esta sexta-feira, que poderá haver um “entendimento” com o PSD/Madeira semelhante ao estabelecido nos Açores.

“Se o que estiver em cima da mesa for o Partido Socialista estar à beira de conseguir o Governo Regional da Madeira ou até, nas autárquicas, de estar à beira de conseguir maiorias em alguns municípios, eu diria que podemos ter aqui entendimentos semelhantes ao que já tivemos no Governo Regional dos Açores”, afirmou André Ventura.

O líder do Chega fez estas declarações depois de uma reunião com o social-democrata Miguel Albuquerque, que lidera o Executivo de coligação PSD/CDS-PP, na Quinta Vigia, sede da Presidência do Governo da Madeira, no Funchal.

Ventura referiu que o partido pretende concorrer sozinho nas eleições autárquicas de 2021 em todos os concelhos da região autónoma, mas sublinhou que o “grande objetivo” é impedir o Partido Socialista de “renovar ou alcançar maiorias”, pelo que admite “entendimentos” com o PSD.

“Não podemos falar em nenhum acordo, porque vamos concorrer sozinhos, mas há aqui boas perspetivas de um entendimento político que permita que o Partido Socialista não alcance a governação autárquica”, disse.

Na Região Autónoma da Madeira, o PSD governa três Câmaras Municipais e o PS quatro, incluindo o Funchal, em coligação com BE, PDR e Nós, Cidadãos!, num total de 11 municípios.

André Ventura realçou que Miguel Albuquerque é o dirigente do PSD com funções executivas que “melhor relação” tem com o Chega, vincando que isto estabelece uma “boa previsão para a cooperação política”.

“Expressámos ao presidente do Governo Regional da Madeira a nossa preocupação com alguma hostilidade do parlamento nacional em relação a propostas que prejudicam a Região Autónoma da Madeira, como é o caso das finanças regionais, como é o caso da facilitação burocrática em áreas como a da exploração da área marítima, como é o caso do Centro [internacional] de Negócios da Madeira”, disse.

O líder e deputado único do Chega assegurou que vai apoiar todas propostas oriundas do Executivo madeirense e da estrutura regional do partido submetidas à Assembleia da República, nomeadamente ao nível da proteção do Centro Internacional de Negócios (Zona Franca), da revisão da lei das finanças regionais e da promoção da autonomia a fiscal.

Ventura disse, por outro lado, que as medidas de combate à pandemia de covid-19 adotadas na Madeira são um “exemplo” para o país.

“O que temos aqui, na Madeira, em muitos aspetos, é um exemplo que o Governo nacional devia seguir”, afirmou, reforçando: “Conseguimos, na Madeira, ter algo razoável, que, aliás, está a acontecer em muitos países europeus, como Espanha e Itália, que é ter a economia aberta durante um tempo, com regras, com controlo, com máscara, sem destruir tudo, sem fechar tudo.”

Na deslocação à região autónoma, Ventura reuniu-se ainda com o presidente da Assembleia Legislativa da Madeira, o centrista José Manuel Rodrigues, e visitou o Comando Regional da Polícia de Segurança Pública. Este sábado, participa num encontro com militantes do partido, em Santa Cruz, na zona leste da ilha.

Nas eleições presidenciais de janeiro, o líder do Chega ficou em segundo lugar na Região Autónoma da Madeira, obtendo 9,95% dos votos, logo a seguir a Marcelo Rebelo de Sousa, com 72,16%.

Bastonária “não foi convidada para ser candidata”

Esta sexta-feira, em entrevista ao jornal online Observador, Nuno Afonso, coordenador autárquico do Chega, negou que a bastonária da Ordem do Enfermeiros tenha sido convidada para ser candidata do partido à Câmara Municipal de Lisboa.

“Eu, que sou coordenador autárquico nacional, nunca falei com Ana Rita Cavaco sobre isso. O André Ventura também não”, afirmou, acrescentando que o Chega tem “dois nomes para Lisboa”, que “ainda não foram contactados” devido ao facto de o partido estar “em processo de eleições internas”.

Nuno Afonso afirmou que o Chega não vai “anunciar candidatos até ao dia 6 de março” e que, portanto, “tudo o que aparecer na comunicação social” não é para ser dado como certo.

O coordenador autárquico disse ter confiança de que o partido vai ser a terceira força política mais votada nas próximas eleições, mas reforçou que o primeiro objetivo “é conseguir ir a todas autarquias“.

“É fundamental a implantação nacional, sendo nós um partido antissistema e um partido que quer ser representante do povo e das vontades do povo, que é um bocado aquele conceito de populismo, aquela palavra que às vezes nos usam para definir. É um facto que queremos representar o povo e ser a sua voz e para isso temos de ter alguma implantação nacional, temos de crescer em todo o lado, por todo o país, não podemos focar-nos apenas em Lisboa, Porto, Setúbal, Faro, nos grandes distritos”, disse ainda.

  ZAP // Lusa

PARTILHAR

1 COMENTÁRIO

RESPONDER

Belenenses 0-4 Sporting | Melhor o resultado que a lesão

O Sporting, da I Liga, venceu hoje o Belenenses, do Campeonato de Portugal, por 4-0, em jogo da terceira eliminatória da Taça de Portugal de futebol, garantindo o apuramento para a próxima fase da competição. No …

Sintrense 0-5 FC Porto | Dragões goleiam e seguem em frente na Taça

O FC Porto, da I Liga, venceu hoje o Sintrense, do Campeonato de Portugal, por 5-0, em jogo da terceira eliminatória da Taça de Portugal de futebol, e segue em frente na competição. A jogar em …

Nova tecnologia usa calor dos estacionamentos subterrâneos para aquecer apartamentos

A startup Enerdrape, que funciona dentro da Escola Politécnica de Lausanne (EPFL), na Suíça, desenvolveu uma tecnologia que aproveita o calor emanado pelo solo no aquecimento de apartamentos. Quase 60% do aquecimento utilizado nos edifícios residenciais …

Pela primeira vez, um drone transportou os pulmões de um dador em segurança. Voo demorou seis minutos

Pela primeira vez na história da medicina, um drone aéreo transportou os pulmões de um dador com rapidez e segurança entre dois hospitais. O voo, que durou apenas seis minutos, ocorreu no passado dia 25 de …

Grupo de hackers clonou a voz de empresário para roubar 35 milhões de dólares do banco

Um grupo de hackers clonou a voz do diretor de uma empresa, conseguindo assim roubar mais de 35 milhões de dólares de um banco nos Emirados Árabes Unidos. No início do ano passado, o gerente de …

Portugueses comem duas vezes mais do que o recomendando

Os portugueses consumiram, em média, duas vezes mais calorias do que o recomendando para um adulto entre 2016 e 2020, ano em que a pandemia provocou uma redução do consumo de alimentos diário, mas ainda …

Aos 95 anos, a rainha Isabel II terá de abdicar da sua bebida favorita

A monarca foi aconselhada pelos médicos a abdicar do seu habitual martini de fim de dia, em antecipação a uma fase de agenda especialmente preenchida. Com 95 anos, a rainha Isabel II tem tido uma semana …

Médicos vão avaliar estado mental do atacante da Noruega

A investigação ao ataque com arco e flecha que na quarta-feira fez cinco mortos na Noruega reforçou, até agora, a tese de um ato devido a doença, anunciou hoje a polícia norueguesa. “A hipótese que foi …

Há mais de 100 anos, o Hawai teve uma monarquia - mas a força da princesa Ka'iulani não chegou para a preservar

Antes de morrer, com apenas 23 anos, a princesa Victoria Ka'iulani foi a última herdeira da coroa havaiana. A jovem era uma das últimas esperanças em manter a monarquia viva, mas nem a sua determinação …

Preço da luz no mercado regulado deverá subir 0,2% em 2022

O preço da eletricidade para os consumidores do mercado regulado deverá subir 0,2% no próximo ano face à média do ano em curso, segundo a proposta da Entidade Reguladora dos Serviços Energéticos (ERSE) hoje anunciada. “Para …