Vendas de smartwatches ultrapassam pela primeira vez vendas de relógios suíços

As vendas globais de smartwatches ultrapassaram pela primeira vez as vendas de relógios suíços no quarto trimestre de 2015, de acordo com dados revelados pela empresa de pesquisa de mercado Strategy Analytics.

Grande parte desta proeza deve-se ao Apple Watch, que rapidamente se tornou o modelo mais vendido entre os wearables.

Enquanto a popularidade dos smartwatches tem crescido consideravelmente, o interesse dos consumidores em relógios de luxo suíços tem diminuído.

Isso acontece em grande parte devido à relutância e lentidão das empresas suíças em adoptar novas tecnologias ao seus relógios, com recursos e funcionalidades presentes nos wearables.

Ao contrário dos relógios de luxo, que apenas apresentam as horas, os smartwatches permitem que o utilizador faça chamadas, envie e receba e-mails, verifique informações de saúde ou meteorologia e muitos outros recursos.

Em 2014, num único trimestre, as exportações de relógios suíços caíram 5%, enquanto que no mesmo período as  de smartwatches subiram 316%.

“A indústria de relógios suíços tem sido muito lenta a reagir ao desenvolvimento dos smartwatches“, explicou Neil Mawston, director executivo da Strategy Analytics.

Uma das poucas marcas que está a tentar reverter este quadro, adotando a tecnologia presente nos wearables, é a Tag Heuer.

Em novembro do ano passado, a fabricante suíça, com mais de 155 anos, lançou o Connected Watch, um relógiocom sistema operativo Android Wear, processador Intel Atom de 1.6 GHz e o dobro de memória em comparação com outros smartwatches com o mesmo sistema.

Apesar disso, o dispositivo não conta com características que passaram a ser fundamentais nos relógios inteligentes, como monitorização de actividades físicas por GPS e a tecnologia NFC, que permite realizar pagamentos pelo próprio aparelho.

Como resultado, a Tag Heuer representou apenas 1% das vendas de smartwatches no quarto trimestre de 2015, muito atrás da Apple, que conquistou 63% do mercado, e da Samsung, com 16%.

Este ano, a previsão é de que sejam vendidos 50 milhões de smartwatches no mundo todo e 66,7 milhões de unidades em 2017, de acordo com dados da Gartner.

Segundo a consultora, “os wearables estão popularizar-se como uma tendência de estilo de vida”.

CanalTech

PARTILHAR

RESPONDER

China parece ter controlado segunda vaga de coronavírus em 21 dias, sem registar mortes

A China parece ter controlado a segunda vaga de covid-19 após um surto que começou num mercado de Pequim, em junho, e que levou a pelo menos 328 novos casos e ao encerramento parcial da …

Guerra aberta pelo ouro da Venezuela em Inglaterra. Maduro ordena investigação ao "roubo"

Nicolás Maduro, Presidente da Venezuela, ordenou uma "investigação penal" ao que denomina "o roubo de ouro venezuelano" que está depositado no Banco Central de Inglaterra. Esta é a resposta do governante depois de o Tribunal …

Hospitais da Papua-Nova Guiné recusam atender grávidas. Médico aconselha mulheres a evitar gravidez

Um obstetra da Papua-Nova Guiné aconselhou as mulheres daquele país a não engravidarem nos próximos dois anos, revelando que o medo de transmissão do coronavírus tem levado os hospitais a recusarem atender grávidas. Segundo noticiou esta …

China vai encerrar gradualmente todos os mercados de aves vivas

A China vai fechar gradualmente todos os mercados onde aves vivas são vendidas, visando reduzir os riscos para a saúde pública, informou hoje a imprensa oficial. Chen Xu, alto funcionário da Administração Estatal de Regulação do …

Em 33 anos, Amazónia perdeu 72,4 milhões de hectares de floresta. O equivalente ao território do Chile

A floresta amazónica, presente em nove países da América do Sul, perdeu 72,4 milhões de hectares de cobertura vegetal entre 1985 e 2018, uma área equivalente ao território do Chile, segundo dados divulgados na quinta-feira …

Decisão do Reino Unido é "absurda", "errada" e "desapontante"

O chefe da diplomacia portuguesa considerou hoje a decisão do Reino Unido de excluir Portugal dos “corredores de viagem internacionais” como um “absurdo”, “errada” e que causa “muito desapontamento”, trazendo ainda graves consequências económicas e …

"Peixe racista". Estátua da Pequena Sereia novamente vandalizada

A icónica estátua da "Pequena Sereia" em Copenhaga, um dos monumentos mais famosos da Dinamarca, foi novamente vandalizada, ao ter sido pintada com uma frase antirracismo, divulgou hoje a polícia dinamarquesa. “A Pequena Sereia foi vandalizada …

Itália admite segunda vaga e defende restrições a viagens

Itália abriu esta terça-feira fronteiras aos viajantes de países que não integram o espaço europeu de livre circulação Schengen, mas com restrições. O ministro da Saúde de Itália afirmou, esta quinta-feira, não poder afastar uma segunda …

Menos férias e mais dias de aulas para quem não tem exames no próximo ano letivo

O próximo ano letivo vai ter menos dias de férias e mais dias de aulas para os alunos que não tenham exames. Os alunos terão aulas presenciais e aulas à distância. O ministro da Educação, Tiago …

FC Porto revela camisola para a próxima época (e as opiniões dividem-se)

O FC Porto revelou a camisola oficial do clube para a próxima temporada. Pelas redes sociais, as opiniões dividem-se, havendo quem não esteja satisfeito com a mudança. Os adeptos portistas acordaram esta sexta-feira com a imagem …