Vencedores de leilão anulado vão processar Câmara de Lisboa

Os candidatos que viram o leilão anulado alegam que as casas não fazem parte do Programa Renda Acessível por isso vão processar a Câmara de Lisboa.

Quando num leilão de rendas no âmbito do Programa Renda Acessível, um T1, com preço de base chegou aos 760 euros, a Câmara Municipal de Lisboa optou por anular o concurso.

Segundo a autarquia, o programa pretende a “regeneração urbana e o rejuvenescimento da cidade” e as habitações, de várias tipologias, deverão contemplar “rendas entre os 250 e os 450 euros, muito abaixo dos valores do mercado”. Mas não foi isso que aconteceu.

No entanto, alguns dos vencedores do leilão contestam a legalidade da posição da Câmara, argumentando que o leilão da SRU nada tem que ver com o Programa Renda Acessível. “Ninguém da câmara falou connosco. A Sociedade de Reabilitação Urbana (SRU) está do nosso lado e diz que isto é inconcebível, porque o concurso só avançou porque tinha uma ordem da CML. Estão a pôr tudo no mesmo saco quando estamos a falar de coisas diferentes”, explica Rita Castaño.

Por um T1 de 47 metros quadrados, novo e equipado no número 28 da Rua da Aliança Operária, com base de licitação de 350 euros, Rita fez contas à vida e, depois de perceber que “no mercado normal o apartamento chegaria facilmente aos mil euros”, a candidata disponibilizou-se a pagar 657,77 euros de renda.

Entregou a proposta num envelope fechado à SRU a 13 de abril. Quatro dias depois soube que tinha feito a licitação mais alta por aquele imóvel.

Ainda na mesma semana, a psicóloga organizacional descobriu pelas notícias que o resultado do leilão ia ser anulado, por não cumprir “os princípios nem os critérios do Programa Renda Acessível”.

Um contacto com a SRU aliviou-lhe as preocupações. “Disseram que não tinham recebido nenhuma informação oficial por parte da Câmara de Lisboa. Garantiram que continuavam a preparar os contratos e que podíamos ir assiná-los nos dias previstos, 26 e 27 de abril”, revela Rita Castaño.

Só ao final da tarde de 24 de abril é que Rita e os restantes sete vencedores do concurso obtiveram a confirmação de que iriam mesmo perder o direito a arrendar as casas. No site da SRU, uma breve nota dava conta da suspensão do processo, “por determinação” do vereador Manuel Salgado.

Na passada quinta-feira, Rita e os restantes candidatos dirigiram-se à reunião pública da CML para pedir satisfações. Foram agendadas reuniões individuais que deverão decorrer durante esta semana, mas Rita e pelo menos mais cinco dos candidatos já tomaram uma decisão. “Vamos contratar um advogado e entrar com uma ação judicial.” Alegam que a câmara cedeu à pressão mediática para anular o concurso.

Fernando Crivellaro, um dos vencedores do concurso que, como Rita, pretende avançar com uma ação judicial, recorre aos documentos da câmara e da SRU para sustentar a argumentação. “O regulamento do leilão não menciona que aqueles fogos são destinados ao Programa Renda Acessível. Nos estatutos da SRU, no que diz respeito às competências da câmara, não está lá a anulação de procedimentos em curso. E o Plano de Atividades da SRU foi aprovado pela câmara”, destaca.

ZAP ZAP //

PARTILHAR

RESPONDER

Ucrânia diz que Rússia não responde a pedido de conversações, mas conta com o apoio da NATO

O Presidente ucraniano, Volodimir Zelenskii, disse que ainda não conseguiu falar com o seu homólogo russo, Vladimir Putin, para discutir a escalada do conflito no Leste da Ucrânia. A Rússia e a Ucrânia acusam-se mutuamente de …

"O trabalho liberta." Polícia comunica pichagem nazi no Porto ao Ministério Público

A Polícia Municipal vai comunicar ao Ministério Público (MP) uma pichagem num portão da Avenida do Brasil, no Porto, com a frase nazi "o trabalho liberta". Uma pichagem num portão da Avenida do Brasil, no Porto, …

Um morto e um ferido em tiroteio junto a hospital em Paris. Atirador encontra-se em fuga

Um tiroteio numa rua no bairro 16 da capital francesa causou a morte de um segurança do hospital Henry Dunant e ferimentos muito graves numa utente. Os disparos deram-se em frente ao hospital Henry Dunant, …

Bloco de Esquerda quer plano nacional de férias de Verão financiado pelo Governo

O Bloco de Esquerda vai entregar um projeto de lei na Assembleia da República para que o Governo defina um programa de férias de Verão. Catarina Martins, coordenadora do partido, frisa que a maior parte …

Índia ultrapassa Brasil e é o segundo país mais afetado pela covid-19

A Índia é o segundo país mais afetado pela pandemia de covid-19, ultrapassando o Brasil, depois de registar um valor máximo de 168 mil novas contaminações nas últimas 24 horas. O país, com 1,3 mil milhões …

Dois anos depois, mulher de Assange pede que Reino Unido pressione EUA para acusações caírem

A mulher de Julian Assange, Stella Moris, disse que a Grã-Bretanha seria mais forte a fazer campanha contra regimes autoritários se pressionasse o Governo Biden a retirar o seu apelo para o extraditar sob acusações …

Operação Marquês. Ministério Público pede alargamento do prazo previsto na lei para recorrer

Depois da decisão instrutória tomada pelo juiz Ivo Rosa, os procuradores Rosário Teixeira e Vítor Pinto já entregaram um requerimento a pedir 120 dias para o recurso. O alargamento do prazo passaria assim a ser …

Duas mortes e 271 infetados em 24 horas. Rt continua a subir em Portugal

O boletim da DGS desta segunda-feira dá conta de mais 271 novos casos. Registaram-se ainda mais duas mortes por covid-19. Segundo a DGS existem 25.784 casos ativos, menos 176 do que na véspera, e há mais …

Maioria dos pobres em Portugal trabalha (os "três D" da pobreza e 4 perfis que são uma "supresa")

Um quinto da população portuguesa é pobre e a maior parte das pessoas em situação de pobreza trabalha, mantendo vínculos laborais sem termo. As conclusões são de um estudo promovido pela Fundação Francisco Manuel dos …

Guillermo Lasso declara-se vencedor das eleições presidenciais no Equador

Guillermo Lasso declarou-se vencedor da segunda e última volta das eleições presidenciais no Equador, numa altura em que foram contabilizados 96,94% dos votos, que lhe deram uma diferença de 5,04 pontos percentuais sobre o socialista …