Contra o PS e contra Sócrates, Vara defende inquérito à Caixa

Paulo Novais / Lusa

O ex-ministro Armando Vara

Armando Vara defende a realização de um inquérito parlamentar à Caixa Geral de Depósitos (CGD), contrariando assim o seu partido, o PS e José Sócrates, quando é apontado como um dos gestores responsáveis pelos créditos problemáticos do banco.

Numa carta enviada ao Presidente da Assembleia da República e aos grupos parlamentares, divulgada pelo Diário de Notícias, Armando Vara manifesta-se favorável a um inquérito parlamentar à CGD com o argumento da “defesa” do seu “bom nome” e da credibilidade e reputação da própria instituição.

O ex-administrador da Caixa tem sido apontado como um dos responsáveis no âmbito dos 2,3 mil milhões de euros que o Banco estatal tem em risco por empréstimos concedidos sem garantias.

Vara é arguido na Operação Marquês, a par de José Sócrates, no âmbito de um crédito concedido pela CGD ao empreendimento de Vale do Lobo, no Algarve. A operação foi considerada ruinosa para o Banco público e o Vale do Lobo está entre os grandes devedores da Caixa com créditos problemáticos.

Apesar disso, o ex-ministro do PS defende o inquérito parlamentar à CGD, que o PSD tem defendido contra a vontade da Esquerda e que já levou José Sócrates a mostrar-se revoltado, falando num “infantil ataque” dos sociais-democratas.

Por seu lado, Vara sublinha que é “imperioso que, para defesa do bom nome, em primeiro lugar da própria instituição e, em segundo, de todos quantos trabalharam nela e trabalham, seja realizada uma inquirição pública, totalmente transparente e aberta, da sua gestão ao longo dos anos”.

Numa altura em que se noticia que recapitalizar a Caixa afinal vai custar 5 mil milhões de euros, e não os 4 mil milhões avançados inicialmente, Vara refere, na carta citada pelo DN, que é preciso “esclarecer, em toda a sua extensão, a evolução da situação financeira da CGD ao longo deste período e apurar as causas que possam estar na origem desta eventual necessidade de recapitalização“.

O ex-administrador do Banco reforça que a CGD é “uma instituição financeira de grande credibilidade” e que, portanto, ninguém “deve temer uma apreciação rigorosa, independente, feita pelo órgão máximo da representação política nacional, a Assembleia da República”.

Lamentando o “populismo” com que o assunto tem sido tratado, motivando “sistematicamente a invocação” do seu nome “como culpado do estado do Banco”, Vara sublinha também que nunca tomou “decisões baseadas em pressões de qualquer natureza” e que agiu com “critérios estritamente profissionais e no respeito pelas cadeias próprias de decisão da instituição”.

Assim, o ex-ministro coloca-se “à inteira disposição do Parlamento para prestar todos os esclarecimentos” que forem necessários neste inquérito parlamentar à CGD.

SV, ZAP

PARTILHAR

5 COMENTÁRIOS

  1. A CGD infelizmente p/ os portugueses já á décadas que é um ninho p/ os politicos que levaram quer a Caixa quer o sistema bancário todo á situação de “Falência” que se encontra. Falência essa que quem a paga SEMPRE é o POVO, não são os politicos porque esses estão muito bem salvaguardados. Os processos arrastam-se durante anos a fio chega-se ao fim os juízes estão em concluiu c/ os politicos e não dá em NADA. Os politicos que levam os países á RUÌNA devem ser punidos, ficarem sem nada. Talvez assim se consiga que de futuro as coisas mudem, caso contrario será sempre mais do mesmo. Os politicos sejam de que partido forem são piores de as sanguessugas= tiram tudo até á ultima gota.

  2. Querem ver que agora começam os santos a virar-se contra a igreja! Vamos ter aqui pano para mangas durante muito tempo.

  3. Todos sem excepção são “excelentes” gestores, é pena è só saberem governar a conta deles, veja se o Apu a dizer que este ano o deficit será o melhor de sempre, Nenhum gestor pode aumentar os preços dos seus bens ou serviços conforme quer, impostos, e ter prejuizo todos os anos,

RESPONDER

Paços 0-2 Sporting | “Leão” competente estreia-se com triunfo

Após o adiamento do jogo da primeira jornada ante o Gil Vicente, devido a vários casos de Covid-19 nas duas equipas, o Sporting estreou-se na Liga NOS 2020/21 e não vacilou. Na visita ao Paços de …

Medicamentos para a tensão arterial diminuem mortalidade em doentes com covid-19

Um estudo de meta-análise concluiu que medicamentos para a tensão arterial, ao contrário do que se pensava, reduzem a mortalidade em pacientes com covid-19. No início da pandemia, havia a preocupação de que certos medicamentos para …

A ilha mais povoada do Hawai pode perder 40% das suas praias até 2050

A subida do nível das águas do mar pode fazer com que a ilha mais povoada do Havai perca 40% das suas praias, alerta uma nova investigação. Em causa está a ilha de Oahu, a …

Pela primeira vez em 10 anos, a Wikipédia vai mudar de aparência

A icónica Wikipédia vai, pela primeira vez em 10 anos, ser modificada para tornar o site mais acessível - e menos "assustador" - para novos utilizadores. A Wikipédia tem sido parte integrante da cultura da web …

Encontrados medicamentos ilegais em suplementos para o cérebro

Cientistas encontraram medicamentos ilegais, não aprovados nos Estados Unidos, em suplementos que alegadamente melhoram o desempenho cognitivo. Clareza mental, criatividade aprimorada e uma memória extremamente nítida são algumas das promessas feitas a quem compra suplementos de …

Voluntários oferecem-se para cumprir pena de jovem acusado de blasfémia

Num ato de solidariedade, 120 voluntários pediram para cumprir a pena de um jovem nigeriano condenado a 12 anos de prisão por blasfémia. Entre os voluntários está o diretor do Memorial de Auschwitz. Ao todo, 120 …

ADN ajuda a identificar assassino em série num dos mais infames casos da Austrália

Uma amostra de ADN ajudou a justiça australiana a considerar um homem como culpado pelo assassinato de duas mulheres na década de 1990, encerrando um caso que permaneceu sem solução durante quase 25 anos. Durante quase …

Mais 665 casos e nove mortes por covid-19 em Portugal

Portugal regista, este domingo, mais 665 novos casos positivos e nove mortes por covid-19, segundo boletim epidemiológico da Direção-Geral da Saúde (DGS). Assim, desde o início da pandemia, Portugal conta com 73.604 infetados e 1.953 …

De guerreiros a anciões. Grupo étnico no Quénia faz cerimónia única de "transformação"

Milhares de homens Maasai vestidos com xales vermelhos e roxos e com as suas cabeças revestidas de ocre vermelho reuniram-se esta semana para uma cerimónia que os transforma de Moran (guerreiros) em Mzee (anciãos). De acordo …

Há 60 anos, Richard Nixon tricou uma sanduíche (e este homem guardou-a desde então)

Há 60 anos, o então vice-Presidente dos Estados Unidos, Richard Nixon, trincou uma sanduíche - e Steve Jenne, um homem que vive em Illinois, guardou-a os restos desde então. De acordo com o The New York …