Contra o PS e contra Sócrates, Vara defende inquérito à Caixa

Paulo Novais / Lusa

O ex-ministro Armando Vara

Armando Vara defende a realização de um inquérito parlamentar à Caixa Geral de Depósitos (CGD), contrariando assim o seu partido, o PS e José Sócrates, quando é apontado como um dos gestores responsáveis pelos créditos problemáticos do banco.

Numa carta enviada ao Presidente da Assembleia da República e aos grupos parlamentares, divulgada pelo Diário de Notícias, Armando Vara manifesta-se favorável a um inquérito parlamentar à CGD com o argumento da “defesa” do seu “bom nome” e da credibilidade e reputação da própria instituição.

O ex-administrador da Caixa tem sido apontado como um dos responsáveis no âmbito dos 2,3 mil milhões de euros que o Banco estatal tem em risco por empréstimos concedidos sem garantias.

Vara é arguido na Operação Marquês, a par de José Sócrates, no âmbito de um crédito concedido pela CGD ao empreendimento de Vale do Lobo, no Algarve. A operação foi considerada ruinosa para o Banco público e o Vale do Lobo está entre os grandes devedores da Caixa com créditos problemáticos.

Apesar disso, o ex-ministro do PS defende o inquérito parlamentar à CGD, que o PSD tem defendido contra a vontade da Esquerda e que já levou José Sócrates a mostrar-se revoltado, falando num “infantil ataque” dos sociais-democratas.

Por seu lado, Vara sublinha que é “imperioso que, para defesa do bom nome, em primeiro lugar da própria instituição e, em segundo, de todos quantos trabalharam nela e trabalham, seja realizada uma inquirição pública, totalmente transparente e aberta, da sua gestão ao longo dos anos”.

Numa altura em que se noticia que recapitalizar a Caixa afinal vai custar 5 mil milhões de euros, e não os 4 mil milhões avançados inicialmente, Vara refere, na carta citada pelo DN, que é preciso “esclarecer, em toda a sua extensão, a evolução da situação financeira da CGD ao longo deste período e apurar as causas que possam estar na origem desta eventual necessidade de recapitalização“.

O ex-administrador do Banco reforça que a CGD é “uma instituição financeira de grande credibilidade” e que, portanto, ninguém “deve temer uma apreciação rigorosa, independente, feita pelo órgão máximo da representação política nacional, a Assembleia da República”.

Lamentando o “populismo” com que o assunto tem sido tratado, motivando “sistematicamente a invocação” do seu nome “como culpado do estado do Banco”, Vara sublinha também que nunca tomou “decisões baseadas em pressões de qualquer natureza” e que agiu com “critérios estritamente profissionais e no respeito pelas cadeias próprias de decisão da instituição”.

Assim, o ex-ministro coloca-se “à inteira disposição do Parlamento para prestar todos os esclarecimentos” que forem necessários neste inquérito parlamentar à CGD.

SV, ZAP

PARTILHAR

5 COMENTÁRIOS

  1. A CGD infelizmente p/ os portugueses já á décadas que é um ninho p/ os politicos que levaram quer a Caixa quer o sistema bancário todo á situação de “Falência” que se encontra. Falência essa que quem a paga SEMPRE é o POVO, não são os politicos porque esses estão muito bem salvaguardados. Os processos arrastam-se durante anos a fio chega-se ao fim os juízes estão em concluiu c/ os politicos e não dá em NADA. Os politicos que levam os países á RUÌNA devem ser punidos, ficarem sem nada. Talvez assim se consiga que de futuro as coisas mudem, caso contrario será sempre mais do mesmo. Os politicos sejam de que partido forem são piores de as sanguessugas= tiram tudo até á ultima gota.

  2. Querem ver que agora começam os santos a virar-se contra a igreja! Vamos ter aqui pano para mangas durante muito tempo.

  3. Todos sem excepção são “excelentes” gestores, é pena è só saberem governar a conta deles, veja se o Apu a dizer que este ano o deficit será o melhor de sempre, Nenhum gestor pode aumentar os preços dos seus bens ou serviços conforme quer, impostos, e ter prejuizo todos os anos,

RESPONDER

Vai ser preciso "ser-se rico" para visitar a famosa Ilha de Komodo

Em breve, os turistas que queiram visitar a Ilha de Komodo, o famoso lar de mais de 5.000 dragões de Komodo, terão de ser ricos. O aviso é do Governo local indonésio, que chegou mesmo …

Sócrates saúda saída da prisão de Lula. "Sei que estás em festa, pá"

O antigo primeiro-ministro José Sócrates, acusado de corrupção, considerou que a saída da prisão de Lula da Silva representou uma "reentrada no mundo" do ex-chefe de Estado brasileiro, acontecimento em relação ao qual o PS, …

Ministra da Justiça visitou mãe que abandonou bebé no lixo

A mãe que abandonou o bebé no caixote do lixo em Lisboa está bem de saúde e a receber apoio psicológico, constatou a ministra da Justiça, que esta sexta-feira visitou a jovem na cadeia de …

Ex-embaixadora dos EUA na Ucrânia acusa Trump de intimidação

Marie Yovanovitch, antiga embaixadora dos Estados Unidos na Ucrânia, denunciou esta sexta-feira a existência de uma campanha para a descredibilizar levada a cabo por Donald Trump com ajuda de ucranianos, no inquérito para a destituição …

Subida do Salário Mínimo Nacional vai aumentar as propinas

A subida do Salário Mínimo Nacional para os 635 euros em 2020, vai ter influência em valores a pagar ou a receber, nomeadamente nas propinas mínimas do Ensino Superior público e nos tectos do Fundo …

É essencial um acordo internacional para taxar “gigantes” tecnológicos, defende Costa

O secretário-geral do PS, António Costa, considerou esta sexta-feira insustentável do ponto de vista social a situação em que classes médias e pequenas empresas suportam a maior parte do esforço fiscal e defendeu um acordo …

Lisboa entre as cidades com trânsito mais caótico do mundo

Um estudo da Mister Auto - marca líder de mercado na venda de peças para automóveis - agora divulgado revelou que Lisboa está na 74.ª posição no 'ranking' das cidades mais circuláveis. Ou seja, muito …

Parlamento rejeita reforçar subsídio de doença para doentes crónicos e oncológicos

A Assembleia da República rejeitou esta sexta-feira, na generalidade, reforçar o subsídio de doença para doentes crónicos, oncológicos ou graves. Em causa estavam dois projetos de lei de Bloco de Esquerda e PCP e um projeto …

Vacas levadas pelo furacão Dorian aparecem dois meses depois

Três vacas desapareceram de uma ilha na Carolina do Norte, em setembro, na sequência do furacão Dorian. Nas últimas semanas, foram encontradas a oito quilómetros de distância. As três vacas desaparecidas de uma ilha na Carolina …

Criptomoedas são "péssima ideia" e interferem com a política monetária

O Nobel da Economia de 2007, Eric Maskin, afirmou, em entrevista à Lusa, que as criptomoedas são uma "péssima ideia", alertou que interferem com as medidas de política monetária e partilhou que tem esperança que …