/

Vacina da Johnson & Johnson chega esta semana. Portugal recebe 30 mil vacinas na quarta-feira

1

Joseph Prezioso / AFP

As primeiras 30 mil vacinas da Janssen, do grupo Johnson & Johnson, vão chegar a Portugal na próxima quarta-feira.

Portugal vai receber, já na próxima quarta-feira, o primeiro lote de 30 mil vacinas da Janssen. No mesmo dia, as autoridades de saúde vão dar uma conferência de imprensa para explicar de que forma é que o plano de vacinação vai agora evoluir.

A notícia, avançada pelo Público, refere ainda que, com a chegada deste fármaco, o país fica com 1,9 milhões de doses disponíveis para administrar durante o mês de abril.

A vacina de dose única foi aprovada no dia 11 de março pela Agência Europeia do Medicamento (EMA) e pode ser armazenada durante três meses num frigorífico normal. De acordo com o diário, é comercializada em frascos de cinco doses de 0,5 mililitros e, uma vez fora do frigorífico, tem um prazo máximo de 12 horas para ser administrada.

A Comissão Europeia acordou com a Janssen a compra de 200 milhões de doses em 2021, com uma opção de 200 milhões de doses adicionais.

Durante o segundo trimestre deste ano, Portugal receberá as primeiras 1,25 milhões de doses do grupo Johnson & Johnson, e até ao fim do ano o número de doses chegará a um total de 4,5 milhões.

Atualmente, estão aprovadas quatro vacinas na União Europeia (UE) pela EMA: Pfizer/BioNTech (Comirnaty), Moderna, Vaxzevria e Janssen.

Em declarações ao matutino, o vice-almirante Gouveia e Melo disse que, com as quatro vacinas disponíveis em Portugal, o objetivo é chegar à primeira semana de junho com a vacina administrada (pelo menos a primeira dose) a todos os cidadãos acima dos 60 anos de idade.

O coordenador da task force para a vacinação adiantou ainda que Portugal deve receber, entre as quatro vacinas, 8,8 milhões de doses até junho.

No próximo fim de semana, dias 17 e 18 de abril, irá repetir-se a operação de vacinação em massa dos professores e pessoal não docente das escolas, adiada por causa das hesitações relacionadas com a vacina da AstraZeneza.

  Liliana Malainho, ZAP //

1 Comment

Deixe o seu comentário

Your email address will not be published.

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE