Um terço dos trabalhadores vai ganhar o salário mínimo

António Costa leva esta quarta-feira à concertação social uma proposta de aumento do Salário Mínimo Nacional de 505 para 530 euros já em 2016, mas os patrões querem que a subida seja ligada a indicadores económicos.

Se a proposta de António Costa for aprovada, mais de meio milhão de trabalhadores, 1/3 dos trabalhadores por conta de outrem, vai passar a ganhar o Salário Mínimo Nacional.

Segundo o DN, os sindicatos consideram a proposta insuficiente, enquanto as confederações empresariais pedem sobretudo prudência e contrapartidas do estado que compensem o aumento de custos que a medida provoca.

Os patrões defendem também que os patamares de aumento tenham em conta indicadores como o crescimento da economia, a produtividade e a inflação.

“Estamos disponíveis para discutir valores indicativos de actualização do salário mínimo para os próximos anos, mas não para transformar esses valores em metas de cumprimento obrigatório”, referiu João Vieira Lopes, presidente da Confederação do Comércio, citado pelo DN.

O presidente da CIP, António Saraiva, defende por seu turno que a medida devia prever uma subida mais modesta, inferior aos 530 euros.

A proposta do governo prevê uma subida do SMN para 530 euros em 2016 e aumentos progressivos nos anos seguintes, de forma a chegar 600 euros em 2019.

Estes valores são próximos dos defendidos no caderno reivindicativo de Carlos Silva, secretário-geral da UGT, mas para a CGTP é uma subida insuficiente.

“Continuamos a achar que é insuficiente”, diz Arménio Carlos, secretário-geral da CGTP, “deve haver margem para encontrar uma solução”.

A CGTP quer que o SMN chegue aos 600 euros já em 2016.

Segundo o Observatório sobre Crises e Alternativas do Centro de Estudos Sociais, uma subida do SMN para 530 euros terá um impacto de apenas 0,65% na massa salarial das empresas.

O impacto será de 2,87% no caso de um aumento para 600 euros.

ZAP

PARTILHAR

5 COMENTÁRIOS

  1. Gostava de saber quanto ganhava o Rei dos patrões na Lisnave. Tenham vergonha e imitem a UE nos salários mínimos que já é tempo. Só sabem imitar os altos rendimentos, mordomias e corrupção? Ou só se lembram de palavras ajuda, solidariedade, igualdade etc quando cobram impostos ou no Natal com caridade às carradas com popotas leopoldinas bancos alimentares etc etc. Interessa haver pobreza para alimentar a corja dos hipermercados com estas campanhas e as tias que as promovem, para depois virem dizer que brincam aos pobrezinhos e que comer carne é luxo para o pobre……………………………

  2. Tudo dito Raúl só somos bons no que é mau já quando passamos do escudo para o euro os ordenados foram convertidos sem aumentos mas de resto para o consumidor tudo aumentou praticamente para o dobro e quem ganhou ?
    Gostava de ver aqui muitos empresários que hoje em dia se queixam responder o que fizeram ao dinheiro que nem contavam antes da mudança e algum com vendas de produtos que ainda tinham comprado ao preço do escudo tendo ainda mais lucro que ganharam nessa altura.
    Sim sem dúvida interessa haver pobreza para muitos ficarem cada vez mais ricos….

RESPONDER

OE. PSD fecha a porta a negociações, mas socialistas preferem mantê-la aberta

Rio remete a posição do PSD para declarações de António Costa em que o primeiro-ministro admitiu a intenção de se demitir caso o Orçamento só seja aprovado com votos dos sociais-democratas. Já José Luís Carneiro, …

FC Porto empata com a Roma em jogo manchado por conflito entre jogadores

O FC Porto empatou hoje 1-1 com os italianos da Roma, treinados pelo português José Mourinho, em jogo de preparação para a próxima temporada, disputado no Estádio Municipal da Bela Vista, em Lagoa. A equipa italiana, …

Benfica abre investigação para averiguar eventuais conflitos de interesses de Vieira

O SL Benfica vai abrir uma investigação interna para averiguar eventuais conflitos de interesses durante a presidência de Luís Filipe Vieira. O clube diz que não pode afirmar nem excluir a "eventual existência no passado de …

Estados Unidos e Rússia em diálogo discreto em Genebra para estabilizar relações

Delegações dos Estados Unidos e da Rússia continuaram esta quarta-feira, em Genebra, o diálogo iniciado na mesma cidade pelos respetivos presidentes, Joe Biden e Vladimir Putin, em junho, para discutir a estabilidade estratégica entre as …

Primeira medalha para Portugal nos Jogos Olímpicos

Jorge Fonseca conseguiu a medalha de bronze no judo. Cãibras condicionaram o acesso do português à final. "Quero ser o maior desportista nacional de todos os tempos", comentou. Portugal entrou para a lista de países com …

Marcelo pressiona Governo a virar a página, deixa recado à oposição e passa batata quente a Costa

Marcelo Rebelo de Sousa foi o convidado especial do programa Circulatura do Quadrado. Sem vestir a pele de comentador, o Presidente da República pediu ao Governo um "novo discurso" de transição para o pós-pandemia, uma …

Com as eleições à porta, escolha de listas de candidatos autárquicos cria nova guerra no PS-Braga

O PS-Braga, que já tinha estado em clima de tensão depois da escolha do candidato autárquico Hugo Pires, abre agora uma nova guerra: as listas de candidatos autárquicos não foram votadas. Segundo o Observador, a queixa …

"Príncipes da Torre". Um dos crimes mais misteriosos de sempre pode ter sido resolvido

Novas evidências sugerem que Ricardo III pode mesmo ter ordenado o assassinato de dois príncipes em Inglaterra. É talvez uma das maiores histórias de mistério de assassinato da história britânica — um jovem rei e o …

Vem aí o draft da NBA e Neemias Queta pode fazer história por Portugal

Neemias Queta pode fazer história ao tornar-se o primeiro português a jogar na NBA, a principal liga de basquetebol dos Estados Unidos e do mundo. Nesta madrugada de quinta-feira, dia 29, para sexta-feira, dia 30, a …

Acordo de Concertação prevê licenças e apoios fiscais à formação

Já se conhecem algumas das medidas previstas no Acordo de Formação Profissional e Qualificações, assinado ontem pelo governo, confederações patronais e UGT. O governo, as confederações patronais e a UGT assinaram, esta quarta-feira, o Acordo de …