Um pequeno animal paralisou a maior máquina do mundo

Iskulikov / Wikimedia

Uma pequena fuinha deitou abaixo o Grande Colisionador de Hadrões, e está agora no céu das fuinhas.

Uma pequena fuinha deitou abaixo o Grande Colisionador de Hadrões, e está agora no céu das fuinhas.

O aparelho mais caro do mundo foi danificado por um pequeno mamífero de 40cm. A tecnologia, apesar de todo o seu avanço, ainda não é capaz de lidar completamente com as manifestações da natureza.

Esta sexta-feira, o instrumento científico mais caro do mundo sofreu danos por causa de uma fuinha, que mordeu um cabo transformador de 66 mil volts e provocou um curto-circuito.

O aparelho em causa, o Grande Colisionador de Hadrões, ou LHC, é um acelerador de partículas instalado num túnel subterrâneo entre a França e a Suíça.

Com 27 quilómetros de extensão, o equipamento é usado para estudos em física de partículas, custou mais de 7 mil milhões de euros, levou 10 anos a construir, e é mantido pelo conceituado Centro Europeu de Pesquisas Nucleares, CERN.

A sua função é acelerar partículas até ao maior nível de energia possível, e fazê-las colidir, com o intuito de recriar as condições do inicio do Universo com a explosão do Big Bang.

Há três anos, o LHC foi usado para confirmar a existência do mítico Bosão de Higgs, também conhecido como a “partícula de Deus“, que, para os físicos, é considerada a chave-mestra da estrutura fundamental da matéria.

Maximilien Brice / CERN

O CERN e o acelerador LHC

O CERN e o acelerador LHC

No outro lado do ringue, uma fuinha, ou Martes foina, um mamífero mustelídeo de pequeno porte, pertencente ao grupo das martas. Mede 40 a 50cm – mais 25cm de cauda – e pesa entre 1,1 e 2,5 kg.

Segundo um documento interno publicado no site do CERN, a fuinha entrou nas instalações eléctricas do LHC, e roeu o cabo, recebendo uma descarga eléctrica de mais de 66 mil volts.

O pequeno animal morreu instantaneamente.

Na altura do incidente, o aparelho estava em funcionamento – o LHC estava a “aquecer os motores” para começar a sua tarefa de colidir partículas, depois de ter permanecido desligado durante o inverno.

De acordo com Arnaud Mersollier, porta-voz do CERN, o incidente não causou danos importantes no acelerador de partículas, mas a quebra de energia foi tão brutal que serão necessários alguns dias até que o Grande Colisionador de Hadrões volte a funcionar.

Marsollier afirmou, no entanto, que a fuinha não entrou nos túneis que compõem o laboratório – apenas acedeu a instalações eléctricas.

“O LHC foi desenhado, evidentemente, para lidar com cortes de energia”, garantiu Marsollier, citado pela NPR.

Segundo o porta-voz do CERN, o LHC deverá estar em pleno funcionamento em meados do mês de maio.

Não está previsto que o aparelho venha a ser usado para procurar as partículas que restaram do infeliz mamífero.

ZAP / Canaltech

PARTILHAR

RESPONDER

"Em Casa d’Amália": RTP comemora cententário da fadista

A Fundação Amália Rodrigues junta-se à RTP para assinalar o centenário da fadista. O programa Em Casa d’Amália tem estreia marcada para a próxima sexta-feira (10) e reúne várias figuras da música portuguesa da atualidade. O …

Desapareceram 21 milhões de números de telefone na China. Mas o mistério foi resolvido

O porta-voz de uma das três maiores operadoras chinesas confirmou o desaparecimento dos utilizadores, mas deu uma explicação para este mistério. Nos últimos dias, surgiram vários relatos de notícias que davam conta de que, entre janeiro …

Mercadona doa 20 mil quilos de chocolate aos profissionais de saúde e aos mais carenciados

A Mercadona anunciou, esta quarta-feira, a doação de 20 mil quilos de chocolate ao Banco Alimentar Contra a Fome do Porto. O objetivo é proporcionar uma Páscoa mais doce aos mais carenciados e aos que …

"Paciente 1" em Itália recupera (e dá as boas-vindas a Giulia, a sua filha recém-nascida)

Giulia, a filha recém-nascida do "paciente 1" de Itália, veio para trazer alguma esperança ao país, em plena pandemia de covid-19. Mattia, de 38 anos, foi internado no dia 20 de fevereiro no hospital de Codogno, …

Investigadores transformaram o coronavírus em música (e já o podemos ouvir)

Uma equipa de investigadores do Instituto de Tecnologia de Massachussets (MIT) conseguiu transformar em som a estrutura da proteína spike, que permite que o novo coronavírus adira às células para infetá-las. Até agora, já pudemos ver …

Autoeuropa quer recorrer ao lay-off (e retomar produção a 20 de abril)

A administração da Autoeuropa quer promover um regresso gradual ao trabalho a partir de 20 de abril, pretendendo recorrer ao lay-off simplificado para os trabalhadores que não regressem ao trabalho nessa data. “O regresso ao trabalho …

Ex-mulher de astronauta acusada de mentir sobre o "primeiro crime espacial"

A ex-mulher da astronauta da NASA Anne McClain, Summer Worden, foi acusada formalmente de mentir sobre o "crime espacial" que McClain terá cometido. Em agosto de 2019, o jornal norte-americano The New York Times noticiou que …

Em Singapura, os parques de estacionamento são agora quintas urbanas

A pandemia de covid-19 está a obrigar alguns países a adaptarem-se. É o caso de Singapura, que está a transformar os parques de estacionamento em quintas urbanas para aumentar a produção alimentar. Só 1% do território …

O empresário mais odiado do mundo quer sair da prisão (para desenvolver um medicamento para a covid-19)

Martin Shkreli, o empresário mais odiado do mundo, quer sair brevemente da prisão para ajudar a desenvolver um tratamento para a covid-19. Num artigo publicado no site da empresa de Shkreli, Prospero Pharmaceuticals, juntamente com outros …

Ceferin acusado de ganância. "Manter a Liga dos Campeões foi um ato criminoso irresponsável"

O primeiro-ministro da Eslovénia, Janz Jansa, teceu duras críticas à forma como a UEFA e o seu presidente, Aleksander Ceferin, lidaram com a fase inicial da pandemia de covid-19. "Manter a Liga dos Campeões foi um …