Tusk aceitou pedido de adiamento do Brexit (mas com uma condição)

PlatformaRP / Flickr

O presidente do Conselho Europeu, Donald Tusk

O presidente do Conselho Europeu condicionou uma “curta extensão” do ‘Brexit’ a uma “votação positiva” do Acordo de Saída, mas reconheceu que a esperança de um desfecho bem-sucedido parece cada vez mais ilusória.

“À luz das consultas que conduzi nos últimos dias, acredito que uma curta extensão será possível, mas será condicionada por uma votação positiva do Acordo de Saída na Câmara dos Comuns. A questão da duração permanece aberta”, declarou Donald Tusk.

Numa intervenção sem direito a perguntas, o presidente do Conselho Europeu afirmou que a proposta do Governo britânico – de adiar o Brexit para 30 de junho – cria à União Europeia “uma série de questões de natureza legal e política” e admitiu que a esperança de um desfecho bem sucedido deste processo parece “frágil e até ilusória”.

May anunciou na manhã de quarta-feira que pediu um adiamento até 30 de junho — data que o presidente da Comissão Europeia, Jean-Claude Juncker, tinha descartado, por passar a data das eleições europeias (29 de maio). Tusk, por seu turno, afirmou que a questão da duração da extensão do Artigo 50 “permanece em aberto”.

Numa moção aprovada a 14 de março pelo parlamento britânico, o governo tinha sugerido pedir à UE uma “prorrogação técnica curta e limitada” de três meses, até 30 de junho, necessária apenas para passar a legislação necessária.

O presidente do Conselho Europeu também se mostrou disponível para que os líderes europeus ratifiquem os acordos sobre o backstop que foram conseguidos entre May e Juncker em Estrasburgo, como lhe tinha pedido a primeira-ministra britânica.

May espera assim que os documentos possam servir para justificar ao presidente da Câmara dos Comuns, John Bercow, uma “alteração substancial” ao acordo, de forma a que este possa ser votado novamente.

Com a cimeira europeia marcada já para esta quinta-feira e tendo em conta a posição do Conselho Europeu explicitada por Tusk, qualquer aprovação do acordo de May só poderia ocorrer no final desta semana ou na próxima semana. A data oficial de saída do Reino Unido da UE permanece atualmente a 29 de março.

ZAP // Lusa

PARTILHAR

RESPONDER

Polacos protestam contra acórdão que torna o aborto quase impossível

Milhares de polacos têm-se manifestado, nos últimos dias, contra a proibição quase total do aborto, quando as leis do país estavam já entre as mais restritivas da União Europeia. Na última quinta-feira, o Tribunal Constitucional polaco …

Japão promete "uma sociedade neutra em termos de carbono" até 2050

O Japão quer alcançar a neutralidade de carbono até 2050, disse hoje o primeiro-ministro japonês Yoshihide Suga, um caminho que se afigura complicado, devido à dependência do país do carvão. Numa altura em que cada vez …

"Nada nos vai fazer recuar". Macron desperta a raiva do mundo muçulmano (e enfurece Erdogan)

Emmanuel Macron, presidente de França, assumiu posições muito claras na defesa da liberdade de exibir as caricaturas de Maomé, no âmbito da homenagem ao professor decapitado na semana passada, suscitando protestos em vários países muçulmanos. "Nada …

Merkel avisa Alemanha que os próximos meses vão ser “muito difíceis”

A chanceler alemã, Angela Merkel, avisou a Alemanha de que os próximos meses vão ser "muito difíceis", já que o número de infeções por covid-19 continua a crescer diariamente, tendo-se registado 8.685 nas últimas …

Portugal acusado de bloquear lei europeia contra evasão fiscal pelas multinacionais

Os governos português e sueco estão a ser acusados de bloquear, no Conselho da União Europeia (UE), a deliberação de uma lei contra a evasão fiscal por parte de grandes empresas multinacionais digitais. Segundo anunciou esta …

Consumo de antibióticos desce 22% durante a pandemia. Menos 1,1 milhões de embalagens vendidas

O consumo de antibióticos registou uma descida na ordem dos 22% nos primeiros oito meses deste ano. Venderam-se menos 1,1 milhões de embalagens, quando comparado com igual período do ano passado. Entre janeiro e agosto deste …

Portugal regista mais 2.447 casos e 27 mortes por covid-19

Nas últimas 24 horas, Portugal registou mais 2.447 casos positivos e 27 mortes por covid-19. A informação foi divulgada, esta segunda-feira, no boletim epidemiológico da Direção-Geral da Saúde (DGS). O boletim epidemiológico divulgado hoje revela que …

Testes rápidos devem ser aplicados em surtos em escolas ou lares

A Estratégia Nacional de Testes para SARS-CoV-2, hoje publicada, determina que em situações de surto em escolas, lares ou outras instituições devem ser utilizados preferencialmente testes rápidos no sentido de aplicar "rapidamente as medidas adequadas …

Em Berlim, Marta Temido defende reforma e reforço de poder da OMS

A Organização Mundial de Saúde (OMS) deve ser alvo de uma reforma substancial que leve ao reforço do seu poder internacional na sequência da pandemia de Covid-19, defendeu esta segunda-feira a ministra da Saúde, Marta …

PJ faz buscas à Fiscalização e Contratação da Câmara de Barcelos

A investigação, relacionada com contractos efetuados no pelouro da vereadora Anabela Real, estão a ser investigados pela Polícia Judiciária. A Polícia Judiciária (PJ) fez hoje buscas na Câmara de Barcelos, tendo como alvo principal os serviços …