Trump terá com toda a certeza a honra de se encontrar com Kim Jong-un

Pete Marovich / POOL / EPA

-

O Presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, afirmou esta segunda-feira estar disposto a reunir-se com o líder da Coreia do Norte, Kim Jong-un, “mediante as circunstâncias adequadas”.

“Se para mim fizer sentido encontrar-me com ele, eu terei, com toda a certeza, a honra de o fazer”, disse Donald Trump numa entrevista hoje à Bloomberg News, numa altura em que sobe a tensão em relação a Pyongyang por causa da alegada preparação de um teste nuclear e das sucessivas ameaças cruzadas entre os dois países.

“Estou a dizer-lhe que, com as condições certas, estou disposto a encontrar-me com ele”, sublinhou Donald Trump, a propósito da possibilidade de se encontrar com o líder norte-coreano, Kim Jong-un.

O último encontro entre altos dirigentes dos Estados Unidos e da Coreia do Norte remonta a 2000, quando a então secretária de Estado norte-americana Madeleine Albright, na presidência de Bill Clinton, se reuniu com Kim Jong Il, pai do atual líder norte-coreano.

Kim Jong-Un nunca se encontrou com qualquer dirigente político estrangeiro desde que chegou ao poder em 2011.

Convite a Duterte

Esta é em poucos dias a segunda vez que Donald Trump manifesta disponibilidade para se encontrar com líderes habitualmente envolvidos em polémica.

No sábado passado, Donald Trump convidou Rodrigo Duterte, presidente das Filipinas,  para uma visita à Casa Branca. A informação foi adiantada por um comunicado da Casa Branca, segundo o qual Trump fará uma visita às Filipinas em Novembro, no âmbito de uma cimeira com vários países asiáticos.

Além das diversas polémicas relacionadas com violações de direitos humanos em que o presidente filipino estará alegadamente envolvido – ou que terá até publicamente defendido, Duterte lançou a polémica nos EUA em setembro do ano passado, depois de ter chamado filho de uma prostituta a Barack Obama, então presidente dos Estados Unidos.

Algo que, aparentemente, parece não ter incomodado Donald Trump, que manteve uma “conversa telefónica muito agradável” com Duterte, na qual terá sido discutida a guerra às drogas nas Filipinas – precisamente uma das áreas em que os métodos do presidente filipino são mais controversos – e a ameaça militar da Coreia do Norte.

Segundo adianta o comunicado da Casa Branca, emitido este domingo, depois desta chamada a aliança entre os Estados Unidos e as Filipinas está “no bom caminho”.

  ZAP // Lusa

PARTILHAR

1 COMENTÁRIO

  1. Só tenho a dizer… 4 anos é muito tempo. Este Trump não tem nível, competência, sabedoria emuito menos bom senso para ser presidente nem sequer de uma colectividade. Corram com este animal enquanto é tempo! Impeachment já!..

    É que com o Obama ou com uma pessoa normal na presidência, nem nunca se tinha chegado a esta escalada de tensão e de perigo para o mundo.

    O Duterte meu Deus… Como é que alguém pode sequer dirigir a palavra a um facínora dessa espécie. Criminosos ao poder, é o que é!.. Não me admira que não tarda nada, Trump se torne grande amigo de Kim Jong-un e juntos resolvama destruir o mundo para depois o difidirem a meio, lol…

RESPONDER

Cogumelos laminados

O consumo de cogumelos pode diminuir o risco de depressão

Além de reduzirem o risco de cancro e morte prematura, os cogumelos podem beneficiar a saúde mental de uma pessoa. Uma equipa de investigadores da Faculdade de Medicina de Penn State, nos Estados Unidos, analisou dados …

Os hipopótamos de Pablo Escobar começaram a ser esterilizados

O grupo de hipopótamos, mais uma parte do indesejado legado deixado na Colômbia pelo traficante de droga Pablo Escobar, está a ser esterilizado. Quando o Cartel de Medellín estava no seu auge, Pablo Escobar gastou parte …

Ian Brackenbury Channell, o "feiticeiro de Christchurch"

Duas décadas depois, uma cidade neozelandesa decidiu despedir o seu feiticeiro

Vinte e três anos depois, a autarquia de Christchurch, na Nova Zelândia, decidiu despedir Ian Brackenbury Channell, o famoso feiticeiro da cidade. Desde 1998 que Ian Brackenbury Channell era o "feiticeiro de Christchurch", sendo responsável por …

Um dos microscópios de Darwin vai a leilão. Esteve nas mãos da sua família durante quase 200 anos

Um microscópio que Charles Darwin ofereceu ao filho Leonard - e que esteve nas mãos da sua família ao longo de quase 200 anos - vai ser leiloado em dezembro e poderá valer cerca de …

Pedro Sánchez promete abolir a prostituição em Espanha, por considerar que esta "escraviza" as mulheres

Espanha é um dos países europeus com mais trabalhadoras na indústria do sexo, as quais são sobretudo originárias de países da Europa mais pobres, da América Latina e de África. O primeiro-ministro espanhol Pedro Sánchez anunciou …

"Um milagre". Dois jovens sobreviveram quase uma semana no deserto australiano

Dois jovens, de 14 e 21 anos, sobreviveram durante quase uma semana no deserto, sem água e sem comida, depois de se terem perdido no Território do Norte, na Austrália. A polícia fala num verdadeiro …

Carlos Moedas

Moedas vai "dar tudo como presidente" e exige que seja respeitada a legitimidade do seu mandato

Carlos Moedas tomou posse, esta segunda-feira, como novo presidente da Câmara de Lisboa, tendo falado dos objetivos para o próximo quadriénio e deixado um elogio ao seu antecessor e alguns avisos à esquerda. Depois dos cumprimentos …

Chanceler austríaco Sebastian Kurz

Sondagens falsas e notícias favoráveis. O lado negro de Sebastian Kurz foi desmascarado

Sebastian Kurz e pessoas que lhe são próximas foram acusados de tentar garantir a sua ascensão à liderança do partido e do país com a ajuda de sondagens manipuladas e notícias favoráveis na imprensa, financiadas …

Tem uma carreira de sonho na Nike, mas cometeu um homicídio há 65 anos

O presidente da Jordan Brand, Larry Miller, revelou que, há 56 anos, matou um adolescente nas ruas de Filadélfia, nos Estados Unidos. O presidente da Jordan Brand — marca do ex-jogador de basquetebol Michael Jordan — …

Rio diz que decisão sobre eventual recandidatura está "quase tomada"

O presidente do PSD afirmou, esta segunda-feira, que a decisão sobre a sua eventual recandidatura está "quase tomada" e será anunciada em breve. Em declarações aos jornalistas à chegada à tomada de posse do novo presidente …