Trump terá com toda a certeza a honra de se encontrar com Kim Jong-un

Pete Marovich / POOL / EPA

-

O Presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, afirmou esta segunda-feira estar disposto a reunir-se com o líder da Coreia do Norte, Kim Jong-un, “mediante as circunstâncias adequadas”.

“Se para mim fizer sentido encontrar-me com ele, eu terei, com toda a certeza, a honra de o fazer”, disse Donald Trump numa entrevista hoje à Bloomberg News, numa altura em que sobe a tensão em relação a Pyongyang por causa da alegada preparação de um teste nuclear e das sucessivas ameaças cruzadas entre os dois países.

“Estou a dizer-lhe que, com as condições certas, estou disposto a encontrar-me com ele”, sublinhou Donald Trump, a propósito da possibilidade de se encontrar com o líder norte-coreano, Kim Jong-un.

O último encontro entre altos dirigentes dos Estados Unidos e da Coreia do Norte remonta a 2000, quando a então secretária de Estado norte-americana Madeleine Albright, na presidência de Bill Clinton, se reuniu com Kim Jong Il, pai do atual líder norte-coreano.

Kim Jong-Un nunca se encontrou com qualquer dirigente político estrangeiro desde que chegou ao poder em 2011.

Convite a Duterte

Esta é em poucos dias a segunda vez que Donald Trump manifesta disponibilidade para se encontrar com líderes habitualmente envolvidos em polémica.

No sábado passado, Donald Trump convidou Rodrigo Duterte, presidente das Filipinas,  para uma visita à Casa Branca. A informação foi adiantada por um comunicado da Casa Branca, segundo o qual Trump fará uma visita às Filipinas em Novembro, no âmbito de uma cimeira com vários países asiáticos.

Além das diversas polémicas relacionadas com violações de direitos humanos em que o presidente filipino estará alegadamente envolvido – ou que terá até publicamente defendido, Duterte lançou a polémica nos EUA em setembro do ano passado, depois de ter chamado filho de uma prostituta a Barack Obama, então presidente dos Estados Unidos.

Algo que, aparentemente, parece não ter incomodado Donald Trump, que manteve uma “conversa telefónica muito agradável” com Duterte, na qual terá sido discutida a guerra às drogas nas Filipinas – precisamente uma das áreas em que os métodos do presidente filipino são mais controversos – e a ameaça militar da Coreia do Norte.

Segundo adianta o comunicado da Casa Branca, emitido este domingo, depois desta chamada a aliança entre os Estados Unidos e as Filipinas está “no bom caminho”.

ZAP // Lusa

PARTILHAR

1 COMENTÁRIO

  1. Só tenho a dizer… 4 anos é muito tempo. Este Trump não tem nível, competência, sabedoria emuito menos bom senso para ser presidente nem sequer de uma colectividade. Corram com este animal enquanto é tempo! Impeachment já!..

    É que com o Obama ou com uma pessoa normal na presidência, nem nunca se tinha chegado a esta escalada de tensão e de perigo para o mundo.

    O Duterte meu Deus… Como é que alguém pode sequer dirigir a palavra a um facínora dessa espécie. Criminosos ao poder, é o que é!.. Não me admira que não tarda nada, Trump se torne grande amigo de Kim Jong-un e juntos resolvama destruir o mundo para depois o difidirem a meio, lol…

RESPONDER

"Lava que se farta". Justiça dá razão a Ana Gomes no processo movido por Isabel dos Santos

A ex-eurodeputada Ana Gomes venceu um dos processos que foi movido contra ela por Isabel dos Santos. Em causa estão publicações no Twitter, onde a diplomata acusava a empresária angolana de estar a usar Portugal …

Secretário da Cultura brasileiro vai ser demitido depois de se inspirar em discurso nazi de Goebbels

Roberto Alvim, secretário da Cultura brasileiro, fez um discurso esta quinta-feira copiando um discurso muito conhecido do ministro da propaganda de Adolf Hitler, Joseph Goebbels. O secretário da Cultura do Brasil, Roberto Alvim, divulgou um vídeo …

Presidente da Guatemala anuncia corte de relações com Venezuela

O novo Presidente da Guatemala, Alejandro Giammattei, anunciou na quinta-feira que ordenou o corte de relações com a Venezuela e o encerramento da embaixada neste país. Alejandro Giammattei, médico e ex-diretor do Sistema Penitenciário da Guatemala, …

Bolsonaro vai manter secretário acusado de irregularidades no Governo

O Presidente brasileiro, Jair Bolsonaro, defendeu hoje o titular da Secretaria Especial da Comunicação Social (Secom, órgão da Presidência), Fabio Wajngarten, acusado de alegadas irregularidades em contratos, garantindo que o manterá no cargo. “Pelo que eu …

FC Porto empresta Waris ao Estrasburgo com opção de compra obrigatória

O avançado ganês foi emprestado pelo FC Porto ao Estrasburgo até ao final da temporada, num negócio que inclui uma cláusula de opção de compra obrigatória. No final do empréstimo, o Estrasburgo fica obrigado a contratar …

Miguel Guimarães reeleito bastonário da Ordem dos Médicos

O bastonário da Ordem dos Médicos, Miguel Guimarães, foi eleito esta quinta-feira para um segundo mandato, com 93% dos votos. De acordo com os resultados provisórios avançados pela Ordem, estando contados 16.723 votos, Miguel Guimarães foi …

Governante sugere "chazinhos e bolos" para acabar com agressões nas salas de espera dos hospitais

"Salas de espera com bom aspecto, com televisão, revistas" e com "chazinhos e bolos" podem ajudar a reduzir o "clima de tensão" que se vive em alguns hospitais, contribuindo para acabar com as agressões a …

Detidos cinco suspeitos da morte de jovem cabo-verdiano em Bragança

A Polícia Judiciária anunciou, esta sexta-feira, que foram detidos cinco homens, suspeitos de estarem envolvidos na morte do estudante cabo-verdiano, em Bragança. A Polícia Judiciária (PJ) anunciou, em comunicado, que procedeu, esta quinta-feira, a "buscas domiciliárias, …

Cláudio Monteiro renuncia a cargo de juiz do Tribunal Constitucional

O juiz renunciou ao mandato do Tribunal Constitucional por ter sido, entretanto, nomeado Juiz Conselheiro do Supremo Tribunal. O juiz Cláudio Monteiro renunciou, esta quinta-feira, ao mandato de juiz do Tribunal Constitucional (TC), de acordo com …

Proposta do BE sobre IVA da energia vai ser rejeitada pelo Governo, revela PS

Uma proposta do Bloco de Esquerda (BE) para reduzir o IVA sobre a eletricidade e o gás natural, sem impacto no Orçamento de Estado para 2020, vai ser rejeitada pelo Governo, por não corresponder à sua …