O tango dança-se a dois. Mas com Biden no poder, o “Trump dos Trópicos” não tem par

Chris Kleponis / EPA

Líder da maior economia da América Latina, Jair Bolsonaro seguiu o exemplo de Donald Trump, merecendo o título de “Trump dos Trópicos”. Agora que o ainda Presidente dos Estados Unidos está prestes a dizer adeus à Casa Branca, o Presidente brasileiro fica sozinho a dançar este tango.

Rubens Ricupero, antigo embaixador do Brasil nos Estados Unidos, foi sucinto: “Ele vai ficar sozinho”. “Bolsonaro tem uma relação má com a União Europeia, França, Alemanha e com a China. Além disso, começou o seu relacionamento com o Presidente eleito dos EUA, Joe Biden, com o pé errado”, disse, em declarações ao Al Jazeera.

Recentemente, o recém-eleito Presidente norte-americano sugeriu que o Brasil poderia enfrentar sanções se não impedisse a destruição da Amazónia. A 11 de novembro, Bolsonaro respondeu.

“Recentemente, vimos um grande candidato a chefe de Estado dizer que, se eu não apagar o fogo na Amazónia, colocará barreiras comerciais contra o Brasil. O que podemos fazer para enfrentar isso? A diplomacia por si só não funciona… Quando a saliva acaba, temos que ter pólvora“, disse Jair Bolsonaro.

Mas à medida que Donald Trump se aproxima de conceder a transição formal para o Governo de Biden, pode não restar outra opção a Bolsonaro que não a diplomacia.

Ricupero acredita que o Brasil tem agora a oportunidade de “mudar a sua desastrosa política externa“, mas está cético sobre se será o Governo de Bolsonaro a dar esse passo.

Durante décadas, a política externa do Brasil foi ditada pelo pragmatismo: evitar interferir nos assuntos internos de outro país e não perder uma oportunidade de negócios. Mas Bolsonaro seguiu o exemplo de Trump nas relações exteriores, mesmo quando a matemática política e económica não era propriamente favorável.

Em relação à Saúde, o mesmo aconteceu: tal como o Presidente norte-americano, Bolsonaro minimizou a pandemia de covid-19, chamando-a de “gripezinha” e culpou a China pela disseminação do vírus. À semelhança de Trump, evitou usar máscara, contraiu a doença e usou a sua própria recuperação para mostrar que o vírus não é assim tão fatal.

Mas os números contam uma história diferente: atrás dos Estados Unidos, o Brasil surge na segunda posição quanto ao número de mortes causadas pela covid-19.

Para Ruben Barbosa, ex-embaixador do Brasil nos Estados Unidos e no Reino Unido e atual presidente do Instituto de Relações Internacionais e Comércio exterior, a derrota de Trump também pode ser vista como um golpe para o “populismo nacional” nos Estados Unidos e no Brasil.

“Será difícil para Bolsonaro manter este tipo de movimento, a menos que Trump seja capaz de manter o controlo do Partido Republicano depois de deixar a Casa Branca e, até certo ponto, dirigir a política dos Estados Unidos”, disse à Al Jazeera.

A derrota de Trump enfraquecerá Bolsonaro e a direita conservadora, que tem ignorado as minorias”, disse a ativista Rose Cipriano à Al Jazeera. “Na América do Sul, países vizinhos como Argentina e Bolívia voltaram para governos de centro-esquerda. No Chile, protestos em massa convenceram as pessoas a reformar a Constituição e a reduzir a desigualdade social. No Brasil, vai acontecer o mesmo.”

Mas toda a moeda tem dois lados e o Brasil, assim como os Estados Unidos, está dividido: aqueles que apoioam Bolsonaro ecoam as visões dos apoiantes de Trump de que a culpa é do sistema, e não do Presidente.

ZAP //

PARTILHAR

1 COMENTÁRIO

RESPONDER

Multimilionário oferece 1 milhão em prémios por evidências de vida após a morte

Um empresário de Las Vegas, nos Estados Unidos, está a oferecer um milhão de dólares em prémios em troca de evidências de que existe vida após a morte. O investidor imobiliário e empresário espacial Robert Bigelow, …

Marcelo reeleito com 55% a 62% dos votos. Ana Gomes em segundo lugar

Marcelo Rebelo de Sousa foi reeleito para um segundo mandato como Presidente da República, após vencer as eleições deste domingo com 55% a 62% dos votos.  Ana Gomes deverá ficar em segundo lugar. Já o …

Itália vai processar Pfizer e AstraZeneca devido a atrasos nas vacinas. UE pede "transparência"

A Itália vai processar a Pfizer Inc e a AstraZeneca devido aos atrasos na entrega das vacinas contra a covid-19 e para garantir os fornecimentos – não para obter compensações, disse neste domingo o ministro …

Declínio cognitivo relacionado com a idade pode ser reversível

Cientistas conseguiram reverter em ratos o declínio cognitivo causado pelo envelhecimento. O objetivo dos investigadores é que as farmacêuticas baseiem-se neste estudo para criar um composto que possa ser administrado em humanos. As células específicas do …

Afluência às urnas é menor (mas há mais votantes). Abstenção deverá ficar entre os 56 e 60%

A afluência às urnas às 16:00 nas presidenciais de hoje em Portugal, 35,4%, é a segunda mais baixa desde as eleições de 2006, ano em que este número passou a ser divulgado pela administração eleitoral. Esta …

Reino Unido já vacinou quase 6 milhões. Alemanha aumenta controlo nas fronteiras

O Reino Unido já administrou a primeira das duas doses da vacina contra o novo coronavírus em cerca de seis milhões de pessoas, quando o número de mortes no país devido à pandemia está perto …

Polícia desmantela rede de tráfico internacional de armas (e descobre santuário dedicado a Hitler)

Em dezembro, as autoridades espanholas conseguiram desmantelar uma rede ilegal de armas que operava em toda a Europa, e acabou por capturar os traficantes. O que a polícia não esperava era encontrar um armazém cheio …

Diminuição da esperança média de vida é "consequência inevitável" da pandemia

A esperança média de vida em Portugal vai necessariamente diminuir em consequência da pandemia de covid-19, defendeu um especialista, explicando que isso decorre do efeito combinado da morte de idosos, mas também de jovens em …

Novo estudo explica a importância de esterilizar os gatos antes da adolescência

Um novo estudo sugere que a idade de esterilização dos gatos deve ser antecipada de seis para quatro meses, com o objetivo de prevenir ninhadas indesejadas de gatinhos, que muitas das vezes acabam por ser …

Publicidade do Pingo Doce a promoções viola a lei do confinamento

A Autoridade de Segurança Alimentar e Económica está a avaliar incumprimento que visa aumentar clientes em loja durante o fim de semana. Os supermercados da Jerónimo Martins estão a publicitar promoções numa altura em que …