Trump diz que, se for eleito, Clinton vai parar à prisão

Saul Loeb / EPA

-

O candidato republicano à Casa Branca disse que, se for eleito Presidente dos Estados Unidos, vai investigar Hillary Clinton devido ao caso dos ‘emails’ e que, sob a sua liderança, já estaria “na prisão”.

Durante o segundo debate entre os dois candidatos à Presidência dos Estados Unidos, Donald Trump voltou a atacar a candidata democrata por ter usado um endereço de correio eletrónico privado enquanto secretária de Estado (2009-2013) e ameaçou, caso chegue à Casa Branca, nomear um procurador especial para a investigar.

Em resposta, Hillary Clinton voltou a admitir que cometeu um “erro” com os emails e garantiu estar “muito comprometida” em lidar de forma séria com informação classificada.

“É de facto muito bom que alguém com o temperamento de Donald Trump não seja responsável pela lei no nosso país”, declarou, impelindo o republicano a responder: “Porque estarias na prisão”.

Naquele que foi o segundo debate entre os candidatos, considerado por muitos como um debate “feio” e “assustador”, não faltou a troca de acusações acerca dos abusos de Trump contra mulheres.

O magnata negou ter atacado sexualmente mulheres e disse que as “respeita”, respondendo à recente divulgação de um vídeo de 2005 em que se ouve Trump a fazer comentários degradantes sobre uma atriz de telenovelas, com uma linguagem considerada vulgar e ofensiva.

Quando Clinton trouxe o assunto para cima da mesa, o republicano voltou a dizer que se tratou de “conversa de balneário” e sublinhou que já pediu desculpa à sua família e aos cidadãos dos EUA.

A democrata considerou que as declarações neste vídeo não foram fruto de um momento excecional, mas sim um reflexo de “quem Trump é”.

“Tudo o que vimos e ouvimos na sexta-feira foi Donald a dizer o que pensa sobre as mulheres, dar-lhes pontos pela sua aparência”, acrescentou.

Ao mesmo tempo que se defendia destas acusações – que incluem suspeitas de que o candidato republicano agarrava de forma sexual mulheres contra a sua vontade – Trump apontou o dedo ao antigo Presidente e marido de Hillary, Bill Clinton, acusando-o de ter um comportamento muito pior.

Momentos antes de o debate começar em St. Louis, no Missouri, Trump surgiu em público, perante os jornalistas, com quatro mulheres que acusaram o ex-Presidente de assédio sexual.

Sondagens dão vitória a Clinton no segundo debate

De acordo com uma sondagem da CNN, Hillary ganhou o frente-a-frente – reunindo 57% dos votos e Trump 34% – mas a amostra utilizada será mais democrata do que republicana, porque há mais democratas a ver os debates.

Entre os entrevistados, 63% considerou, no entanto, que o magnata teve melhor prestação do que no primeiro debate, há duas semanas – já 15% respondeu que o desempenho de Trump foi semelhante e 21% que esteve pior.

No caso de Clinton, 39% disse que a sua prestação melhorou, 34% que foi igual e 26% que piorou.

O próximo debate decorre no dia 19 de outubro, em Las Vegas, e as eleições para eleger o novo Presidente norte-americano realizam-se a 8 de novembro.

ZAP / Lusa

PARTILHAR

5 COMENTÁRIOS

  1. Mais uma vez a deturpação/interpretação (tendenciosa) da “imprensa” (letra minúscula e entre aspas porque a maioria “dessa” não merece qualquer respeito). Trump não disse que iria processar a Hillary. Disse sim que, se fosse eleito, (que espero bem que não) iria mandar investigar o assunto. Investigar e processar são coisas bem diferentes. Mas tem mais impacto assim, não é ZAP/Lusa?

    • Caro Mais uma vez,

      De facto, a palavra “processar” aparece no primeiro parágrafo da nossa notícia.

      Sendo essa a primeira e a única vez que o termo foi usado, podemos concluir que terá sido um erro do jornalista que a escreveu e não uma intenção de que a notícia tivesse mais “impacto”.

      Mesmo assim, agradecemos o seu reparo. O erro já foi corrigido.

      • Muito bem. Gostei. É raro, mas admitiram o erro (?).
        Nota: Quando está assinado ZAP/Lusa, a notícia e da vossa responsabilidade. Partilhada… Mas vossa, portanto descartar no jornalista, (partindo do principio que foi MESMO erro) não fica muito bem. De qualquer forma é um ponto positivo, (o facto de assumirem o erro) mas é como se fosse uma gota no deserto. No meio de tantos negativos… Enfim. Mas é um passo (muito pequenininho)

RESPONDER

Liveblog Autárquicas. Carlos Moedas ganha Lisboa

Realizam-se este domingo Eleições Autárquicas em Portugal, nas quais está em jogo a eleição de 308 presidentes de câmaras municipais, os seus vereadores e assembleias municipais, bem como 3091 assembleias de freguesia. Acompanhe tudo no …

Medina assume derrota em Lisboa. "É uma indiscutível vitória de Carlos Moedas"

Fernando Medina acaba de assumir a derrota nas eleições autárquicas, felicitando Carlos Moedas pela vitória na Câmara de Lisboa. "É uma indiscutível vitória pessoal e política de Carlos Moedas", sublinha Medina. "Foi um privilégio servir esta …

Contra a "vigarice" das sondagens, "o PSD teve um excelente resultado"

O PSD conseguiu todos os objectivos a que se propôs nestas eleições autárquicas, segundo Rui Rio. O presidente do PSD considera que o partido teve "um excelente resultado" contra a "vigarice" das sondagens e "contra …

Costa: "PS continua a ser o maior partido autárquico nacional"

António Costa canta vitória nas eleições autárquicas, apesar de ainda não se conhecerem os resultados finais de Lisboa, Sintra e Loures. Para o secretário-geral socialista, não há dúvida de que o "PS continua a ser …

O "primeiro amarelo" para Costa e o "CDS superou todos os objectivos"

"O CDS superou todos os objectivos a que se propôs nestas autárquicas". É assim que Francisco Rodrigues dos Santos, líder do CDS-PP, canta vitória, considerando que António Costa "viu o seu primeiro cartão amarelo". Na reacção …

Pegadas provam que as Américas foram povoadas milhares de anos antes do que pensávamos

Investigadores descobriram evidências da presença de humanos nas Américas: pegadas com, pelo menos, cerca de 23.000 anos. A nossa espécie começou a migrar para fora de África há cerca de 100.000 anos. Além da Antártida, as …

Jerónimo assume que CDU ficou "aquém", mas não é "determinante para a política nacional"

Jerónimo de Sousa reconhece que os resultados da CDU, nas eleições autárquicas, ficaram "aquém" dos objectivos, mas alerta que não são "determinantes para a política nacional" e rejeita a hipótese de deixar a liderança do …

Geringonça à direita... ou à esquerda? Com Moedas e Medina taco a taco, IL e Bloco entram em jogo

Freguesia a freguesia, eis como Fernando Medina e Carlos Moedas estão a disputar a eleição para a Câmara de Lisboa. As sondagens dão um empate técnico e a Iniciativa Liberal já manifestou que está disponível …

Autárquicas: PS reivindica vitória e acredita que ganha em Lisboa

O secretário-geral adjunto do PS reivindicou hoje vitória do seu partido nas eleições autárquicas, dizendo que irá vencer em número de câmaras e de freguesias, e manifestou-se confiante no quinto triunfo consecutivo em Lisboa. Esta posição …

Autárquicas: Santana reconquista a Figueira e fala numa "proeza sem igual"

Pedro Santana Lopes já fez o seu discurso de vitória como presidente da Câmara Municipal da Figueira da Foz, num autoelogio pelo facto de ter ganho a dois "grandes partidos", o PS e o PSD, …