Trump reage ao eventual julgamento de destituição: “Absolutamente ridículo”

Stefani Reynolds / EPA

O Presidente dos Estados Unidos, Donald Trump

O Presidente cessante dos Estados Unidos considerou “absolutamente ridículo” que outro julgamento de destituição seja aberto no Congresso, dizendo que essa possibilidade está a causar uma “tremenda raiva” no país.

Donald Trump, que arrisca um segundo processo de destituição, cuja acusação será discutida na Câmara de Representantes na quarta-feira, também disse que não deseja nenhuma forma de violência no país.

Em declarações aos jornalistas, na Casa Branca, antes de partir para uma viagem ao Texas, onde visitará as obras do muro de fronteira com o México, o Presidente republicano disse que o processo de destituição que lhe está a ser preparado “é uma coisa terrível que eles estão a fazer”, sem explicitar a quem se referia.

Vários congressistas republicanos têm juntado a sua voz aos democratas na vontade de retirar os poderes presidenciais a Trump, a quem acusam de ter instigado as cenas de violência no Capitólio, na passada quarta-feira, num esforço para travar uma transição pacífica de poder.

Trump arrisca tornar-se o primeiro Presidente a ser alvo de dois julgamentos de destituição durante o seu mandato, num país ferido por profundas divisões políticas.

As autoridades norte-americanas alertaram para potenciais protestos armados em Washington e em alguns estados, ainda antes da tomada de posse do Presidente eleito, Joe Biden, organizados por apoiantes de Trump.

Num presságio sombrio, o monumento em Washington foi fechado ao público e a cerimónia de posse do 46.º Presidente dos EUA será realizada sem a presença de público.

Entretanto, Mike Pompeo cancelou hoje a sua última viagem ao estrangeiro como secretário de Estado norte-americano, com destino à Bélgica, para poder apoiar o Presidente perante um eventual processo de destituição no Congresso.

O chefe da diplomacia dos EUA, uma das figuras mais leais do Presidente cessante, decidiu ficar em Washington para facilitar uma “transição suave e ordenada” com a equipa do Presidente eleito, Joe Biden, segundo um comunicado do Departamento de Estado.

Pompeo deveria viajar para Bruxelas, na quarta e quinta-feira, para se encontrar com a sua homóloga belga, Sophie Wilmès, e com o secretário-geral da NATO, Jens Stoltenberg, para discutir a importância das parcerias transatlânticas, frequentes vezes ameaçadas pela estratégia do Presidente Trump nos últimos quatro anos.

Embora Mike Pompeo tenha condenado o ataque ao Senado, nunca se demarcou politicamente do Presidente, mesmo nesta reta final de mandato, ao contrário de um número crescente de republicanos.

ZAP ZAP // Lusa

PARTILHAR

3 COMENTÁRIOS

RESPONDER

Testes rápidos registaram maior número de sempre. APED defende venda nos super e hipermercados

O recurso a testes rápidos de antigénio à covid-19 está a aumentar em Portugal, tendo atingido o maior número a 7 de abril, com mais de 34 mil realizados nesse dia, segundo dados do Instituto …

Francisco Rodrigues dos Santos admite que tem sido "difícil" juntar o CDS (mas "não por falta de iniciativa")

Francisco Rodrigues dos Santos, presidente do CDS-PP, afirmou, numa entrevista ao Jornal de Notícias e TSF que tem sido "difícil" conquistar a coesão do partido. Em entrevista ao Jornal de Notícias e à TSF, o líder …

Isabel dos Santos usou equipa de espiões para provar "conspiração" e "vingança" de João Lourenço

A empresária Isabel dos Santos contratou uma firma de antigos agentes secretos israelitas para provar que foi vítima de um ataque orquestrado pelo governo de João Lourenço. Isabel dos Santos criou uma equipa de espiões para …

"Perdemos o avô da nação". Morte do príncipe Filipe deixou "um grande vazio" na vida de Isabel II

A morte do príncipe Filipe, duque de Edimburgo, na sexta-feira, aos 99 anos, deixou a Rainha Isabel II, sua esposa, com "um grande vazio na sua vida", disse este domingo aos jornalistas o seu filho …

Mapa online interativo ajudou indígenas do Panamá a fazer frente à pandemia

Quando a covid-19 chegou ao Panamá no ano passado, o cartógrafo Carlos Doviaza temeu pelas pessoas indígenas da sua comunidade. Por isso, para as ajudar, dedicou-se a fazer aquilo que faz melhor: mapas. "Pensei: 'Porque não …

"A política ama traição, mas despreza o traidor". Sócrates acusa PS de "ataque injusto" (e diz-se alvo de "vingança" da direita)

"A política ama a traição, mas despreza o traidor". No livro "Só Agora Começou", que será publicado nos próximos dias, José Sócrates acusa a atual direção do PS de traição. De acordo com o Diário de …

Portugal regista mais 566 casos e seis óbitos por covid-19

Portugal registou, este domingo, mais seis mortes e 566 novos casos de infeção pelo novo coronavírus, segundo o último boletim epidemiológico da Direção-Geral da Saúde (DGS). De acordo com o último boletim da Direção-Geral da Saúde …

PS quer que Cavaco Silva diga "quando é que soube do buraco do BES"

O PS quer que o antigo Presidente da República Cavaco Silva esclareça "quando é que soube do buraco do BES" e porque é que "não agiu atempadamente" para evitar o aumento de capital, que gerou …

Perdoar o passado, celebrar o renascimento e cumprir tradições. A primavera traz o Nowruz, o ano novo persa

Assim que as flores começam a desabrochar e os dias ficam mais longos, fica claro que o Nowruz está prestes a chegar. A celebração do ano novo iraniano é secular, com raízes que remontam a …

“Mostrámos que sabemos governar”. Bloco apresenta candidata a Lisboa (e abre a porta a acordo com PS)

O Bloco de Esquerda apresentou a candidatura de Beatriz Gomes Dias à Câmara Municipal de Lisboa, pediu “mais força” para determinar a governação da cidade e abriu a porta a novos entendimentos com o PS …