Trump insiste: Amazon tem de pagar “custos reais e impostos agora”

David Maxwell / EPA

O presidente dos Estados Unidos, Donald Trump

O Presidente dos Estados Unidos da América, Donald Trump, voltou este sábado, pela segunda vez em três dias, a criticar o gigante de retalho online Amazon (que acusa de tratar o Serviço Postal dos EUA como “moços de recados”), escrevendo que “tem de pagar os custos reais e impostos agora!”.

Numa mensagem no Twitter citada pela agência de informação financeira Bloomberg, o Presidente dos EUA voltou a criticar a Amazon, detida pelo milionário Jeff Bezos, que é também o dono do jornal Washington Post e que tem sido um dos mais críticos da Presidência de Donald Trump.

Citando relatórios que não especificou, Donald Trump escreveu que o serviço postal norte-americano “vai perder 1,5 dólares em média por cada encomenda que entrega pela Amazon”.

O gigante retalhista tem repetidamente afirmado que os serviços postais dos Estados Unidos, que enfrentem problemas financeiros há anos, beneficiam da parceria com a Amazon, que é revista e atualizada todos os anos por uma comissão independente.

Na quarta-feira, a empresa perdeu 4,38% do valor em bolsa, cerca de 53 mil milhões de dólares, depois de o site informativo Axios ter escrito que o Presidente estava “obcecado” com a regulação do gigante retalhista e de Trump ter acusado a Amazon de usar os correios como “moço de entregas”.

Na quinta-feira, a porta-voz da Casa Branca, Lindsay Walters, explicou que, apesar de o Presidente estar desagradado com a Amazon, particularmente em casos onde vendedores terceiros usam a Amazon mas não pagam impostos sobre as vendas, não estavam previstas ações administrativas “nesta altura”.

Na quinta-feira, Trump já tinha acusado a gigante tecnológica Amazon de ser responsável pelo encerramento de “muitos milhares” de pequenos negócios a retalho norte-americanos, bem como de “pagar pouco ou nenhum imposto” aos governos estaduais.

“Ao contrário de outros, a Amazon paga pouco ou nenhum imposto aos governos estaduais e locais, e usa o nosso sistema postal como moço de entregas, o que causa uma perda tremenda para os Estados Unidos, e está a acabar com muitos milhares de retalhistas”, disse Trump na sua conta oficial do Twitter.

“Já tinha expressado as minhas preocupações com a Amazon muito antes das eleições”, escreveu ainda Trump.

Depois de ser eleito, em agosto do ano passado, Trump escreveu que a Amazon estava a causar “sérios danos” aos “retalhistas que pagam impostos”. “Vilas, cidades e Estados pelos EUA estão a sofrer – muitos empregos a perder-se!“, adiantou no Twitter.

O Presidente argumenta que é preciso mudar a forma como são taxadas as compras pela Internet, nomeadamente pela Amazon.

Em causa está a possibilidade de um Estado poder aplicar um imposto às transações de produtos por parte de vendedores que operam através da Amazon.

// Lusa

PARTILHAR

5 COMENTÁRIOS

  1. A sério que o Trump disse isto?!
    Pela primeira vez estou 100% de acordo, pois as maiores empresas são as que pagam menos impostos (a pior de todas é a Apple)!!
    Estranho é ver isto vindo do Trump, já que sempre fez o mesmo (ou pior!) do que estas empresas!…
    Vamos lá ver o que isto vai dar, mas é bom sinal, muito bom, aliás, já que a União Europeia também está a tentar cobrar mais impostos a essas empresas mafiosas que andam há anos a fugir descaradamente ao fisco, com a ajuda de países manhosos como o Luxemburgo ou a Irlanda…

    • Deve ter-te escapado toda a parte que explica a ideia peregrina do Trump:
      “… detida pelo milionário Jeff Bezos, que é também o dono do jornal Washington Post e que tem sido um dos mais críticos da Presidência de Donald Trump”.

      Quanto às empresas mafiosas, para ti tudo o que tenha sucesso é mafioso, se uma empresa paga bons salários e a horas e não tem dívidas e vende produtos que as pessoas querem mesmo comprar ou serviços que as pessoas querem mesmo usar, é mafiosa. Alguma delas deixa de pagar os impostos que lhes pedem que paguem?
      Boas mesmo são as empresas falidas, ou que vivem de subsídios do estado, ou de não pagar os seus salários e fornecedores até fecharem – ou até ao próximo perdão fiscal encomendado ao governo de serviço pelo lobby ou compadrio mais próximo. Essas não são mafiosas. Não é?

      E manhosos são os países como o Luxemburgo e a Irlanda que usam a sua soberania para decidir a política fiscal que querem seguir para atrair investimento? Obviamente são muito mais manhosos que os países onde os apparatchiks controlam toda a estrutura produtiva da nação. Não é?

RESPONDER

Pinto da Costa diz ter total confiança em Sérgio Conceição

O presidente do FC Porto, Pinto da Costa, garantiu que tem "total confiança nos jogadores e no treinador", Sérgio Conceição, que no sábado colocou o lugar à disposição, de acordo com a newsletter oficial dos …

Isabel dos Santos utilizou três identidades para entrar e sair de Portugal

A empresária angola Isabel dos Santos utilizou três documentos de identificação distintos durante as últimas viagens que fez entre Portugal e o Reino Unido. "Izabel Dosovna Kukanova", "Isabel José dos Santos" e "Santos Isabel" foram as …

Voar nunca foi tão seguro, garante a Estatística

Voar em companhias áreas comerciais nunca foi tão seguro, garante um estudo levado a cabo por um professor do Instituto de Tecnologia de Massachusetts (MIT) que monitoriza o número de mortes de passageiros de todo o …

Coronavírus já provocou 56 mortes. China começa a desenvolver vacina

China começou a desenvolver uma vacina contra o novo coronavírus, que já provocou a morte a 56 pessoas e infetou 1.975 pessoas no país, informa este domingo o jornal oficial do Partido Comunista Chinês (PCC). De …

Portugueses vencem "Óscares" de animação em Los Angeles

O filme “Tio Tomás, A Contabilidade dos Dias” da realizadora portuguesa Regina Pessoa, venceu este domingo o prémio de Melhor Curta Metragem e Sérgio Martins venceu a Melhor Direção de Animação em Longa Metragem, pelo …

Juiz Neto de Moura muda nome com que assina acórdãos

O juiz Neto de Moura, envolvido em algumas decisões polémicas sobre violência doméstica, alterou o nome com que assina os acórdãos, avança o Jornal de Notícias na sua edição impressa deste domingo. De acordo com …

Violenta tempestade faz pelo menos 30 mortos em Minas Gerais

A violenta tempestade que desde quinta-feira assola o estado de Minas Gerais, sudeste do Brasil, já provocou pelo menos 30 mortos e 17 desaparecidos, anunciou este domingo a Proteção Civil. De acordo com o novo balanço, …

Descobertas quatro novas espécies de tubarões que caminham

Foram descobertas quatro novas espécies de tubarões que caminham usando as suas barbatanas. Ao todo são já conhecidas nove espécies deste tipo de tubarões. Investigadores encontraram tubarões que caminham nas águas do norte da Austrália e …

Caso suspeito de infeção por coronavírus em Portugal deu negativo

A Direção-Geral da Saúde (DGS) informou este domingo que o primeiro caso suspeita de coronavírus em Portugal, com um paciente sob observação no Hospital de Curry Cabral, em Lisboa, deu negativo após  análises. "A Direção-Geral da …

Francisco Rodrigues dos Santos é o novo líder do CDS

A moção de estratégia de Francisco Rodrigues dos Santos, sob o título "Voltar a Acreditar", foi a mais votada na madrugada domingo no 28.º congresso do CDS, em Aveiro, avançaram à agência Lusa fontes partidárias. A …