Trump abdica de tarifas sobre importações se UE abolir barreiras

(dp) sgt. Brigitte N. Brantley / DoD

O presidente dos Estados Unidos, Donald Trump (ao canto, o Secretário da Defesa, Jim Mattis)

O presidente norte-americano, Donald Trump, afirmou que renuncia aos impostos sobre as importações de aço e alumínio aplicados à União Europeia, se os 28 abdicarem das barreiras aos produtos dos Estados Unidos.

Os impostos de 25% sobre as importações de aço e 10% sobre as de alumínio anunciadas por Trump têm sido criticadas pelos europeus e outros parceiros comerciais dos EUA, como o Japão, mas não foi encontrada uma solução hoje nas conversações entre representantes das três partes, em Bruxelas.

“A União Europeia, países maravilhosos que tratam muito mal os Estados Unidos no comércio, queixa-se dos impostos sobre o aço e o alumínio. Se eles abandonarem os seus horríveis obstáculos e os seus direitos aduaneiros sobre produtos norte-americanos, nós abandonaremos os nossos. Se não, taxamos as viaturas, etc. Justiça!”, escreveu o presidente na rede social Twitter.

Depois do encontro de hoje, na capital belga, os europeus manifestaram o seu desapontamento ao representante norte-americano do Comércio Robert Lighthizer. A reunião incluiu ainda a comissária do Comércio Cecilia Malmström e o ministro japonês da Economia, Hiroshige Seko.

O Japão, como a União Europeia, exige isenção dos impostos.

“A discussão foi franca, mas não obtivemos clareza imediata sobre o procedimento sobre como ficar isento e as discussões continuarão na próxima semana”, disse Malmström na sua conta do Twitter, após a reunião que durou cerca de quatro horas.

Os EUA vão começar a aplicar tarifas aduaneiras de 25% às importações de aço e de 10% às de alumínio dentro de 15 dias, com o Canadá e o México excluídos destes direitos aduaneiros, anunciou na quinta-feira a Casa Branca.

Entretanto, o presidente do Conselho Europeu, Donald Tusk, advertiu os EUA de que as guerras comerciais “são más e fáceis de perder“.

ZAP // Lusa

PARTILHAR

7 COMENTÁRIOS

  1. Não deixa de ter uma certa razão. Porque é que a UE aplica uma taxa aos carros Americanos muito superior à taxa aplicada pelos EUA aos carros Europeus?

    • Onde viu isso? Que taxa é essa?
      Além disso, há um pequeno pormenor: alguns fabricantes europeus (MB, BMW, VW) tem fabricas nos EUA e os fabricantes americanos não tem fabricas na Europa!

      • Por exemplo aqui: https://www.caranddriver.com/features/free-trade-cars-why-a-useurope-free-trade-agreement-is-a-good-idea-feature

        Os EUA aplicam uma taxa de 2.5% sobre carros importados. A UE aplica 10%. Olhando apenas a este número, a UE sai a ganhar largamente.

        Mais a importação de camiões e pickups nos EUA é taxada a 25%. A Ford tem fábricas na Europa. Ou seja, não faço ideia quem é que fica a ganhar.

        Uma coisa é certa: ninguém parece querer estas novas taxas que o Trump quer aplicar, mesmo nos EUA a opinião geral é contra, e toda a gente vai ficar a perder caso isto leve a uma guerra comercial.

        • Pode ser, mas não estou muito convencido com o valor dessas taxas (e principalmente da sua aplicação)…
          A MB faz carros nos EUA (ML, GLS, por exemplo) para depois vender em todo o mundo, assim, como a BMW (Z3, Z4, X3, X5, X6, etc) – alguns deles são/foram construídos exclusivamente nos EUA para o mercado mundial, logo, para desses carros entrarem na Europa, supostamente, teriam que pagar os tais 10% – o que me parece muito elevado/estranho…
          A Ford “europeia” (Ford Europe) não é bem a Ford (casa mãe) – é uma “sucursal” da Ford que projecta, desenvolve e fabrica carros na Europa, principalmente para o mercado europeu e desconheço se alguns modelos da Ford Europe são vendidos nos EUA – mas acho que não; portanto, sendo taxados “apenas” a 2,5% isso até faria muito mais sentido do que a MB e a BMW fabricar carros exclusivamente nos EUA para depois vender na Europa (etc)…
          O que é certo é que com mais esta “Trampada” populista, ninguém vai ficar a ganhar…

  2. Se só for de carros que estamos a falar, então deve ser fácil resolver desde que os referidos carros importados cumpram a legislação ambiental europeia… De resto, se estivermos a falar de «lixo», então, obrigado, mas, não obrigado!

  3. Para trazer umas quaisquer vitaminas dos Estados Unidos, paga-se quase 22 euros de alfandega, e depois veêm os dirigentes europeus dizer que querem livre comércio. Ridiculo. Tomara Portugal ter um presidente como Trump

    • E quem é que precisa de vitaminas dos EUA?!
      Só se for mesmo alguém que opoie um palerma como Trampa!…
      O pior é que, nesses casos, as vitaminas servem de pouco!…

RESPONDER

Dez funcionários agredidos no aeroporto de Lisboa em 3 meses

O Sindicato dos Trabalhadores da Aviação e Aeroportos (Sitava) alertou, na quinta-feira, para as sucessivas agressões a trabalhadores da Groundforce nas portas de embarque do aeroporto de Lisboa, referindo "mais de uma dezena de episódios" …

Brasil vs Costa Rica | Triunfo arrancado a ferros

O Brasil deu um passo importante rumo aos oitavos-de-final do Campeonato do Mundo, vencendo a Costa Rica por duas bolas a zero. Num jogo muito difícil do Grupo E ante uma Costa Rica muito fechada …

Europeus que quiserem continuar a viver no Reino Unido vão ter de pagar 74 euros

Se quiserem continuar a viver no Reino Unidos, os cidadãos europeus vão ter de pedir uma autorização de residência permanente. O Governo britânico prometeu um sistema fácil para quem quiser permanecer no país. Os cidadãos europeus …

Pode haver uma ligação entre o Alzheimer e vírus no cérebro

Cientistas sugerem a ligação entre a doença de Alzheimer, a forma mais comum de demência, e a presença de vírus no cérebro. O estudo identificou níveis elevados de dois tipos de herpesvírus humanos - 6A e …

Está provado: a teoria da gravidade de Einstein é válida noutras galáxias

Astrónomos provaram que a teoria da gravidade de Einstein é válida também em galáxias "vizinhas" da Via Láctea, ao realizarem pela primeira vez um teste preciso sobre a gravidade fora do Sistema Solar. Para fazer este …

"Mal-estar" no PSD. Deputados votaram à revelia de Rui Rio

A direcção do PSD considera "gravíssima" a decisão da bancada social-democrata de votar a favor do projecto do CDS-PP sobre combustíveis, notando que foi tomada "à revelia" de Rui Rio. Um dado que surge numa …

Fim das isenções para os Recibos Verdes na Segurança Social

O regime de contribuições para a Segurança Social dos chamados Recibos Verdes vai mudar em Janeiro de 2019. Uma das alterações mais significativas é o fim das isenções de pagamento para quem acumule o trabalho …

ERC "reprova veementemente" Porto Canal por divulgar e-mails do Benfica

A Entidade Reguladora para a Comunicação Social decidiu "reprovar veementemente" o Porto Canal pela divulgação de e-mails do Benfica, após queixa das "águias". O operador televisivo anunciou que vai "impugnar judicialmente" a decisão. A decisão da …

Detido suspeito do homicídio do rapper XXXTentacion

Um homem suspeito de ter assassinado o rapper XXXTentacion foi detido na quarta-feira, dois dias depois do jovem de 20 anos ter sido baleado mortalmente, na Flórida, nos EUA. Segundo a agência Reuters, o suspeito, …

Constituição impede redução do preço dos combustíveis (pelo menos para já)

A esquerda e a direita juntaram-se contra o Governo e aprovaram a redução do imposto sobre os combustíveis, mas isso não significa que o preço final que os condutores portugueses pagam nas bombas de gasolina …